Análise de redes sociais, capital social e aprendizagem escolar

o caso de Natal - RN

Autores

  • Wilmara Martins da Costa CCHLA - Observatório da Educação - UFRN
  • Weber Soares Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG https://orcid.org/0000-0003-0583-1359
  • Moisés Alberto Calle Aguirre Departamento de Estatística - UFRN
  • Dimitri Fazito Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas -UFMG

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-549X%20.2018.19240

Palavras-chave:

Aprendizagem escolar, Capital social, Análise de redes sociais

Resumo

Este trabalho tem o propósito de verificar a associação entre a aprendizagem escolar e o capital social presente na rede pessoal dos alunos de uma turma de língua portuguesa da 2ª série do ensino médio da Escola Estadual Professora Judith Bezerra de Melo localizada na cidade de Natal - RN.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVAREZ, C. P. Enredamento, 2012. Disponível em <http://www.academia. edu/2234882/Enredamento> Acesso em: 12 de janeiro de 2014.

BONAMINO, A. et al. Os efeitos das diferentes formas de capital no desempenho escolar: um estudo à luz de Bourdieu e de Coleman. Revista Brasileira de Educação. Rio de Janeiro, v. 15 n. 45 set./dez. 2010.

BORGATTI, Stephen P; JONES, Candace; EVERETT, Martin G. Network Measures of Social Capital. In: Connections, v.21, Issue 2, 1998. Acessado em 20 de Fevereiro de 2018. Disponível em: http://www.insna.org/PDF/Connections/v21/1998_I-2.pdf.

BURT, R. Structural holes. Chicago: University of Chicago Press, 1992.

BURT, R.. The network structure of social capital. Research in Organizational Behavior, Greenwich, 2000, vol. 22, p. 345-423. 2000.

CAPRA, F. Vivendo Redes. In.: DUARTE, F.; QUANDT, C.; SOUZA, Q. (orgs.). O tempo das redes. São Paulo: perspectiva, 2008.

CARRINGTON, P. J.; SCOTT, J.; WASSERMAN, S. (Ed.). Models and methods in social network analysis. Cambridge university press, 2005.

COLEMAN, J. S. Foundations of social theory. Harvard University Press: Cambridge, 1990.

COLEMAN, J. S. Social capital in the creation of human capital. American Journal of Sociology. Chicago, v. 94, p. 95-120, 1988.

COSTA, Wilmara Martins da. Análise das relações pessoais e da relação com o saber na escola pública: investigação na escola estadual professora Judith Bezerra de Melo. 2015. 130p. Dissertação (Mestrado em Programa de PósGraduação em Demografia) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte - RN.

FALK, Ian; KILPATRICK, Sue. What is social capital? A study of interaction in a rural community. Sociologia ruralis, v. 40, n. 1, p. 87-110, 2000.

GRANOVETTER, Mark The strengh of weak ties. American Journal of Sociology, 1973, 78: 1360-80.

HANNEMAN, Robert. A. Introduction to social network methods. Riverside, CA: University of California, Riverside, 2000.

KNOKE, D.; KUKLINSKY, J. Network analysis. Sage Publications, Series: Quantitative Applications in the Social Sciences. Newsbury, 1982.

LAZEGA, Emmanuel; HIGGINS, Sílvio Salej. Redes sociais e estruturas relacionais. Belo Horizonte: Fino Traço, 2014.

LIN, N. Building a network theory of social capital. Connections, v. 22, n. 1, p. 28-51, 1999.

McCARTY, C., BERNARD, H.R., KILLWORD, P.D.,SHELLEY, G.A., JOHNSEN, E.C., Eliciting representative simples of personal networks. Social Networks, vol. 19, p. 303-323. 1997.

McCARTY, Chris. Structure in personal networks. Journal of Social Structure (JoSS), vol. 3, n.1, 2002.

MCCARTY, Christopher. La estructura en las redes personales. Redes: revista hispana para el análisis de redes sociales, n. 19, p. 11, 2010.

MELLO, E. F. F. de; TEIXEIRA, A. C. A interação social descrita por Vigotski e a sua possível ligação com a aprendizagem colaborativa através das tecnologias em rede. In: Anais do Workshop de Informática na Escola. 2011. p. 1362- 1365.

PORTES, Alejandro. Capital social: origens e aplicações na sociologia contemporânea. Sociologia, problemas e práticas, n. 33, p. 133-158, 2000.

PRELL, Cristina. Social Network Analysis: history, theory & methodology. Sage, 2012.

RAPOLD, I. M. Estabilidade X mudança nas organizações: uma análise da dinâmica das redes sociais informais de confiança. (Dissertação mestrado). Universidade Federal da Bahia.2010.

SIEGEL, Sidney. Nonparametric statistics for the behavioral sciences. 1956

SIMMEL, G. The Sociology of Georg Simmel. Ed. K. Wolff, New York and Glencoe, Free Press, 1950.

SIMMEL, G. Conflict and the web of group affiliations. New York and Glencoe, Free Press, 1955.

SOUZA, Q.; QUANDT, C. Metodologia de análise de redes sociais. In.: DUARTE, Fábio; QUANDT, Carlos; SOUZA, Queila (org.). O tempo das redes. São Paulo: perspectiva, 2008.

VIGOTSKI, L. S. A formação social da mente. 4° ed. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

WASSERMAN, S. FAUST, K. Social network analysis: methods and applications. New York: Cambridge University, 1994.

WELLMAN, B. The network community. In; Barry Wellman (Ed.) Networks in the global village: life in contemporary communities. Canada: Westview Press, 1999

Downloads

Publicado

2020-02-07

Como Citar

Costa, W. M. da, Soares, W., Aguirre, M. A. C. ., & Fazito, D. . (2020). Análise de redes sociais, capital social e aprendizagem escolar : o caso de Natal - RN. Revista Geografias, 26(1), 42–56. https://doi.org/10.35699/2237-549X .2018.19240

Edição

Seção

Artigos