A percepção da gravidade na ‘Casa Maluca’ do CDCC/USP: UMA análise a luz de Gaston Bachelard

  • Pedro Donizete Colombo Jr Universidade de São Paulo
  • Cibelle Celestino Silva Universidade de São Paulo
Palavras-chave: Gravidade, Gaston Bachelard, Centros de Ciências, Educação Não-Formal.

Resumo

Esta pesquisa teve como objetivo entender como um espaço fisicamente alterado influencia as percepções e explicações acerca da gravidade pelos estudantes do ensino médio. A pesquisa foi realizada na Casa Maluca do CDCC/USP. Esta é uma casa com piso e paredes inclinados com ângulos de 15 graus em relação ao referencial externo, ao entrar em seu interior os visitantes experimentam alterações na percepção de alguns fenômenos do cotidiano relacionados com a força da gravidade. Tomamos como referencial teórico principal a noção de obstáculos epistemológicos propostos por Gaston Bachelard e metodologia de pesquisa quantitativa e qualitativa. Os resultados nos revela a presença de alguns obstáculos epistemológicos, tais como: experiência primeira, realismo ingênuo, substancialismo, animismo e obstáculo verbal na argumentação dos alunos no entendimento do conceito gravidade. Demonstram também a dificuldade dos alunos em entender o conceito gravidade e seu caráter vetorial. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2013-10-23
Como Citar
Colombo Jr, P. D., & Silva, C. C. (2013). A percepção da gravidade na ‘Casa Maluca’ do CDCC/USP: UMA análise a luz de Gaston Bachelard. Revista Brasileira De Pesquisa Em Educação Em Ciências, 13(2), 115-140. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/rbpec/article/view/4264
Seção
Artigos