Fundamentos Pedagógicos para o Uso de Simulações e Laboratórios Virtuais no Ensino de Ciências

Palavras-chave: Ação mediada, Mediação pedagógica, Animações, simulações e laboratórios virtuais, Inscrições didáticas, Ensino de Ciências por Investigação.

Resumo

Como podemos interpretar possíveis contribuições dos aplicativos de computador que contêm animações, simulações e laboratórios virtuais a partir de uma perspectiva sócio-histórica do ensino e da aprendizagem? Como identificar as potencialidades e as limitações desses aplicativos? Com quais demandas os estudantes são confrontados durante o trabalho de interpretação de representações complexas por meio das quais fenômenos e modelos das ciências são apresentados nesses aplicativos? Quais critérios podem ser usados para distinguir animações, simulações e laboratórios virtuais? Como podemos usar aplicativos que contêm simulações e laboratórios virtuais em uma perspectiva de ensino por investigação e por que vale a pena seguir essa orientação? Essas questões são apresentadas e discutidas ao longo das várias seções que compõem este artigo e nas quais nós apresentamos e utilizamos um conjunto de referenciais teóricos cujo valor para o enfrentamento das questões nós procuramos sustentar. Como estratégia argumentativa, recorremos à análise de alguns aplicativos disponíveis em sites bastante conhecidos por professores e por pesquisadores que se dedicam ao ensino e à aprendizagem das ciências.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Helder de Figueiredo e Paula, Colégio Técnico da Universidade Federal de Minas Gerais (COLTEC/UFMG)
Professor no Colégio Técnico da Universidade Federal de Minas Gerais (COLTEC/UFMG)
Publicado
2017-04-30
Como Citar
Paula, H. de F. e. (2017). Fundamentos Pedagógicos para o Uso de Simulações e Laboratórios Virtuais no Ensino de Ciências. Revista Brasileira De Pesquisa Em Educação Em Ciências, 17(1), 75-103. https://doi.org/10.28976/1984-2686rbpec201717175
Seção
Artigos