Aprimoramento e atualização dos materiais da disciplina de Bromatologia

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2011.2026

Palavras-chave:

Bromatologia, Material Didático, Nutrição Animal

Resumo

As atividades do Programa Especial de Graduação na área de Bromatologia objetivaram confeccionar um mostruário de alimentos e um herbário de plantas do cerrado. Através do mostruário, foi apresentado aos alunos alimentos e componentes utilizados pelas indústrias produtoras de ração animal e, através do herbário, foram disponibilizadas exsicatas de plantas nativas e tradicionais de interesse forrageiro. A confecção do mostruário e do herbário despertou grande interesse nos alunos e contribuiu para a conscientização da importância do desenvolvimento de uma agropecuária baseada na sustentabilidade e no conhecimento da realidade das populações locais. Além do mostruário e do herbário, foram desenvolvidas atividades visando melhorar a disponibilização de material didático para consulta dos discentes, sendo reestruturada uma “Apostila Teórica” e confeccionada uma “Apostila de Práticas”, que melhoraram a dinâmica da aula e proporcionaram maior embasamento aos alunos para futuras disciplinas como Nutrição de Ruminantes e Nutrição de Não Ruminantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Hugo Colombarolli Bonfa, Universidade Federal do Vale do São Francisco (UNIVASF), Petrolina, PE, Brasil.

Possui graduação em Zootecnia pela Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG (2009), mestrado em Programa de pós graduação em Zootecnia pela Universidade Federal de Minas Gerais - EV / UFMG (2012) e doutorado em Zootecnia pela Universidade Federal de Viçosa - UFV, com período sanduíche na University of California Davis - UCDavis z(2016). Atualmente é professor Adjunto da Universidade Federal do Vale do São Francisco - UNIVASF.

Carlos Renato Viegas, Instituto Federal do Tocantins (IFTO), TO, Brasil.

Zootecnista formado pela Universidade Federal de Minas Gerais (2012), mestre em Zootecnia pelo programa de pós-graduação em Zootecnia da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2014). Atualmente é Doutorando da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, área de Forragicultura e Pastagem, desenvolvendo pesquisa em parceria com a Universidade Federal do Tocantins e Instituto Federal do Tocantins na área de bovinocultura de corte e utilização de aditivos para ruminantes.

Antonio Carlos Ramos dos Santos, Cornell University, Ithaca, NY, EUA.

Natural da cidade de Bataguassu, Mato Grosso do Sul. Obteve o título de Zootecnista com Formação Complementar em Economia e Comércio pela Universidade Federal de Minas Gerais (2012) e o título de Mestre em Ciências pela Universidade de São Paulo (2015). Atualmente é doutorando em Animal Science pela Cornell University (2018 - Atual).

Raphael Nogueira Bahiense, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Montes Claros, MG, Brasil.

Possui graduação em Zootecnia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Durante a graduação participou de diversos projetos de pesquisa tendo desenvolvido projetos nas áreas de nutrição e microbiologia animal, foi integrante do Grupo de Estudos em Nutrição Animal e Grupo de Estudos em Aquicultura. Mestre em Zootecnia. Doutorando em Zootecnia com ênfase em Nutrição Animal/Aquacultura, pela Universidade Federal de Minas Gerais. 

Daniel Emygdio de Faria Filho, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, SP, Brasil.

Possui graduação (2000), mestrado (2003) e doutorado (2006) em Zootecnia pela Faculdade de Ciências Agrárias e Veterinárias, Universidade Estadual Paulista, Jaboticabal - SP. Foi professor Adjunto do Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais, Montes Claros – MG. Em 2013 ingressou como Professor Doutor na Faculdade de Zootecnia e Engenharia de Alimentos da Universidade de São Paulo (FZEA/USP) na área de alimentação, produção e formulação de ração para não ruminantes.

Luciana Castro Geraseev, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Montes Claros, MG, Brasil.

Graduação em Zootecnia pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1995), mestrado em Zootecnia (Nutrição de Ruminantes) pela Universidade Federal de Lavras (1998) e doutorado em Zootecnia (Nutrição de Ruminantes) pela Universidade Federal de Lavras (2003). Atualmente é professora adjunta da Universidade Federal de Minas Gerais dos Cursos de Graduação em Agronomia e Zootecnia e Pós-Graduação em Produção Animal da UFMG. 

Referências

KLINK, C. A.; MACHADO, R. A conservação do cerrado brasileiro. Megadiversidade, v. 1. n. 1, p. 147-155, jul. 2005. Disponível em: . Acesso em: 1 jan. 2007.

MENDONÇA, R. J. et al. Flora vascular do cerrado. In: SANO, S.; e ALMEIDA, S. (Ed.). Cerrado: ambiente e flora. Planaltina: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, 1998. p. 288-556.

PESSOA, M. S. et al. Digestibilidade dos nutrientes da casca de pequi (Caryocar brasiliensis Camb.) para Tilápias do Nilo. In: ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE ZOOTECNISTAS, 2009, Águas de Lindoia. Anais... Águas de Lindoia: Zootec, 2009.

CD-ROM. RUFINO, L. M. et al. Efeitos da inclusão de torta de macaúba sobre a população de protozoários ruminais de caprinos.Revista Brasileira de Zootecnia, v. 40, n. 4, p. 899-903, 2011.

Downloads

Publicado

2011-10-15

Como Citar

BONFA, H. C.; VIEGAS, C. R.; SANTOS, A. C. R. dos; BAHIENSE, R. N.; FARIA FILHO, D. E. de; GERASEEV, L. C. Aprimoramento e atualização dos materiais da disciplina de Bromatologia. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 1, p. 145–149, 2011. DOI: 10.35699/2237-5864.2011.2026. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/2026. Acesso em: 28 nov. 2021.

Edição

Seção

Artigos