O démarche ergológico na análise da atividade de trabalho do professor universitário

Autores

  • Daniel Fabián Roca Flores Pinto Universidad de Ciencias y Humanidades, Lima, Perú. https://orcid.org/0000-0002-4630-9199
  • Daisy Moreira Cunha Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.
  • Rogério Cunha Campos Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2018.2210

Palavras-chave:

Démarche ergológico, Atividade do professor universitário, Universidade Peruana

Resumo

Este artigo é parte de uma tese de doutorado que aborda, a partir da perspectiva ergológica, a atividade de trabalho do professor universitário em sala de aula, em uma universidade de caráter comunitário, originária do movimento estudantil, inserida no contexto universitário regulado por valores mercantis que impactam a docência como um bem público e silenciam o potencial transformador dos saberes produzidos nas situações de trabalho. Essa pesquisa, de abordagem clínica e caráter qualitativo experimental, problematiza o cotidiano universitário, desvelando os patrimônios criados e recriados nesse meio e os seus usos, os saberes de valores operantes nas situações de trabalho e as eleições de valor assumidas pelo professor, como elementos que oferecem sentido e significado sobre seu trabalho e que colocam em aberto as possibilidades de sua transformação.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniel Fabián Roca Flores Pinto, Universidad de Ciencias y Humanidades, Lima, Perú.

Docente e investigador en el campo de las ciencias sociales, línea de investigación en Educación, Trabajo, Políticas Públicas y Formación Humana. Doctor en Educación por la Universidade Federal de Minas Gerais – Brasil. Magister en Docencia e Investigación en Educación Superior por la Universidad Peruana Cayetano Heredia. Especialista en Imagen y Relaciones Institucionales, Graduado en Ciencias Administrativas. Profesor universitario en pregrado y post grado; experiencia en la gestión académica y en la gestión administrativa en organizaciones del sector de los servicios

Daisy Moreira Cunha, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Doutora em Filosofa pela Aix-Marseille Université, mestra em Educação pela Faculdade de Educação (FaE) da UFMG, graduada em Pedagogia pelo Instituto de Educação de Minas Gerais. Professora associada da FaE/UFMG, diretora do Instituto de Estudos Avançados Transdisciplinares da UFMG (IEAT/UFMG).

Rogério Cunha Campos, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Belo Horizonte, MG, Brasil.

Doutor em História e Filosofia da Educação pela Universidade de São Paulo (USP). Professor na Faculdade de Educação da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Publicado

2018-07-11

Como Citar

PINTO, D. F. R. F.; CUNHA, D. M.; CAMPOS, R. C. O démarche ergológico na análise da atividade de trabalho do professor universitário. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 8, n. 1, p. 27–42, 2018. DOI: 10.35699/2237-5864.2018.2210. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/2210. Acesso em: 25 set. 2021.

Edição

Seção

Artigos