A prática da escrita na formação inicial de professores de Química

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2019.2482

Palavras-chave:

Linguagem química, Inserção na pesquisa, Formação de professores, Prática da escrita

Resumo

O presente artigo versa sobre a prática da escrita na formação inicial de professores de Química e, em especial, sobre os sentidos atribuídos por licenciandos de um curso de Química às práticas de escrita vivenciadas no decorrer da sua formação. Tendo como aporte o referencial histórico cultural, compreende-se a linguagem como constitutiva do sujeito e como mediadora nas aulas de Química. Com uso de um questionário semiestruturado, foi possível indiciar as concepções dadas pelos licenciandos à prática da escrita na sua formação. Os resultados foram construídos mediante análise textual discursiva, e as categorias apontam que os graduandos compreendem três modos de uso da escrita: como modo de apropriação da linguagem química, como constitutiva na formação do professor e como prática de pesquisa. Tais resultados reforçam a importância da prática da escrita no contexto da formação do professor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Judite Scherer Wenzel, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Cerro Largo, RS, Brasil.

Licenciada em Química (UFSM), mestre e doutora em Educação nas Ciências (UNIJUÍ). Professora da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS). Integrante do Grupo de Estudos e Pesquisas em Ensino de Ciências e Matemáticas (GEPECIEM), coordenadora do PIBID Química. Tem pesquisas nos seguintes temas: Educar pela Pesquisa, Formação de Professores, Significação Conceitual, Linguagem Química.

Joana Laura de Castro Martins, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Cerro Largo, RS, Brasil.

Licencianda em Química Licenciatura na Universidade Federal da Fronteira Sul – Campus Cerro Largo, bolsista FAPERGS (2015-2017), monitora do curso de Química (2018).

Giulia Engroff Bratz, Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Cerro Largo, RS, Brasil.

Licencianda em Química Licenciatura na Universidade Federal da Fronteira Sul – Campus Cerro Largo, voluntária de pesquisa.

Downloads

Publicado

2019-04-24

Como Citar

WENZEL, J. S.; MARTINS, J. L. de C.; BRATZ, G. E. A prática da escrita na formação inicial de professores de Química. Revista Docência do Ensino Superior, Belo Horizonte, v. 9, p. 1–16, 2019. DOI: 10.35699/2237-5864.2019.2482. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/2482. Acesso em: 14 jun. 2021.

Edição

Seção

Artigos