Projeto Político Pedagógico e a formação de professores/as de Matemática

projeções ideológicas para uma identidade docente

Palavras-chave: Projeto Político Pedagógico, Identidade docente, Curso de Matemática

Resumo

O artigo discute a identidade docente idealizada na formação de professores/as de Matemática. Para tanto, temos como objetivo geral: compreender o pensamento ideológico contido no Projeto Político Pedagógico (PPP) do curso de Matemática Licenciatura da Universidade Federal de Pernambuco, no que tange à identidade docente. Nas seções teóricas, se discute o conceito de identidade docente e os sentidos e significados do PPP. Na metodologia, evidenciamos o tipo e abordagem do estudo e a técnica de análise empregada, a saber: análise do conteúdo. A discussão sobre a identidade docente dos/as estudantes é realizada à luz do PPP do curso de Matemática Licenciatura (UFPE, 2017). Portanto, a partir dos conteúdos dele extraídos. Nas considerações, fechamos o artigo tecendo alguns entendimentos sobre o tema.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Joais Martins Silva, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Caruaru, PE, Brasil.

Mestre em Educação em Ciências e Matemática e pedagogo pela Universidade Federal de Pernambuco/Centro Acadêmico do Agreste (UFPE/CAA) e integrante do Laboratório de Pesquisa em Políticas Públicas, Currículo e Docência (LAPPUC/CNPq). É professor do quadro efetivo no município de Toritama – PE, onde leciona em anos iniciais de ensino.

Tânia Maria Goretti Donato Bazante, Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Caruaru, PE, Brasil.

Doutora em Educação pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB). Mestra em Educação e pedagoga pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE). É professora adjunta da UFPE no Centro Acadêmico do Agreste/Núcleo de Formação Docente e do Programa de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Matemática (PPGECM) e integrante do Laboratório de Pesquisa em Políticas Públicas, Currículo e Docência (LAPPUC/CNPq).

Referências

BRASIL. Resolução nº 02, de 01 de julho de 2015. Conselho Nacional de Educação. Disponível em: http://pronacampo.mec.gov.br/images/pdf/res_cne_cp_02_03072015.pdf. Acesso em: 04 dez. 2017.

BRZEZINSKI, Iria. Profissão Professor: Identidade e Profissionalização Docente. In:

BRZEZINSKI, Iria (org.). Profissão professor: Identidade e profissionalização

Docente. Brasília: Plano, 2002.

FAJARDO, Indinalva Nepomuceno. Resiliência e Educação: Exemplo das Escolas do Amanhã. Curitiba/PR: Appris, 2015.

FRANCO, Maria Laura Puglisi Barbosa. Análise de conteúdo. 2. ed. Brasília: Liber Livro Editora, 2005.

FREIRE, Paulo. A educação na cidade. São Paulo: Cortez, 1991.

GADOTTI, Moacir. Projeto Político Pedagógico da escola na perspectiva de uma educação para a cidadania. Transcrição do debate realizado na Conferência Nacional de Educação para Todos. Brasília, 1994.

GAUTHIER, Clermont et al. Por uma teoria da pedagogia: pesquisas contemporâneas sobre o saber docente. Tradução Francisco Pereira. 2. ed. Ijuí: Ed. Unijuí, 2006.

GUIMARÃES, Orquídea Maria de Souza. O currículo do curso de pedagogia e sua influência na relação que estudantes-professores/as estabelecem com seus saberes da experiência. 2015. Tese (Doutorado em Educação) – Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2015.

GUIMARÃES, Valter Soares. Professores e suas disposições em relação à profissão: um estudo a partir de docentes em exercício. Educativa, Goiânia, v. 10, n. 2, p. 261-274, jun./dez. 2007.

MARCONI, Marina de Andrade; LAKATOS, Eva Maria. Fundamentos de metodologia científica. 5. ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. Trabalho de campo: contexto de observação, interação e descoberta. In: MINAYO, Maria Cecília de Souza (org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

MOITA, Maria da Conceição. Percursos de formação e de trans-formação. NÓVOA, António (org.). Vidas de Professores. 2. ed. Porto: Porto Editora, 2007.

MORGADO, José Carlos. Identidade e profissionalidade docente: sentidos e (im)possibilidades. Ensaio: Avaliação e políticas públicas em educação, Rio de Janeiro, v. 19, n. 73, 2011.

NASCIMENTO, Ivany Pinto; RODRIGUES, Sônia Eli Cabral. Representações sociais sobre a permanência na docência: o que dizem docentes do ensino fundamental? Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 44, e166148, 2018.

NÓVOA, António. Os professores e as histórias da sua vida. In: NÓVOA, António. Vidas de Professores. 2. ed. Porto: Porto Editora, 2007.

NÓVOA, António. O passado e o presente dos professores. In: NÓVOA, António (org.). Profissão professor. 2. ed. Porto: Porto Editora, 1999.

OLIVEIRA, Dalila Andrade. O trabalho docente na América Latina: identidade e profissionalização. Retratos da escola, Brasília, v. 2, n. 2-3, p. 29-39, jan./dez. 2008.

PIMENTA, Selma Garrido. Formação de professores: identidade e saberes da docência. In: PIMENTA, Selma Garrido (org.). Saberes pedagógicos e atividade docente. São Paulo: Cortez, 1999.

SACRISTÁN, Gimeno. Consciência e acção sobre a prática como libertação profissional dos professores. In: NÓVOA, António (org.). Profissão professor. 2. ed. Porto: Porto Editora, 1999.

TARDIF, Maurice. Saberes docentes e formação profissional. 17. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO. Projeto Político Pedagógico do Curso de Matemática - Licenciatura, CAA, 2017. Disponível em: https://www.ufpe.br/documents/39114/0/PPC+Matem%C3%A1tica.pdf/8d7c46a3-9ee3-46ba-b043-a1b221d2a039. Acesso em: 23 out. 2018.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto político-pedagógico da escola de ensino médio e suas articulações com as ações da secretaria de educação. Anais do I Seminário Nacional: Currículo em Movimento – Perspectivas Atuais, Belo Horizonte, novembro de 2010.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção coletiva. In: VEIGA, Ilma Passos Alencastro (org.). Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. Campinas: Papirus, 1998.

Publicado
2019-07-03
Como Citar
SILVA, J. M.; BAZANTE, T. M. G. D. Projeto Político Pedagógico e a formação de professores/as de Matemática. Revista Docência do Ensino Superior, v. 9, p. 1-13, 3 jul. 2019.
Edição
Seção
Artigos