Processo de trabalho de enfermeiros na vigilância do desenvolvimento infantil

Autores

  • Daniele de Souza Vieira Universidade Federal da Paraíba, Programa de Pós-graduação em Enfermagem, João Pessoa PB , Brasil, Universidade Federal da Paraíba – UFPB, Programa de Pós-graduação em Enfermagem. João Pessoa, PB – Brasil. http://orcid.org/0000-0002-5747-9513
  • Tayanne Kiev Carvalho Dias Universidade Federal da Paraíba, Programa de Pós-graduação em Enfermagem, João Pessoa PB , Brasil, Universidade Federal da Paraíba – UFPB, Programa de Pós-graduação em Enfermagem. João Pessoa, PB – Brasil. http://orcid.org/0000-0002-6184-9281
  • Rafaella Karolina Bezerra Pedrosa Universidade Federal da Paraíba, Programa de Pós-graduação em Enfermagem, João Pessoa PB , Brasil, Universidade Federal da Paraíba – UFPB, Programa de Pós-graduação em Enfermagem. João Pessoa, PB – Brasil. http://orcid.org/0000-0002-9422-6910
  • Elenice Maria Cecchetti Vaz Universidade Federal da Paraíba, Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva, Programa de Pós-graduação em Enfermagem, João Pessoa PB , Brasil, UFPB, Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva, Programa de Pós-graduação em Enfermagem. João Pessoa, PB – Brasil. http://orcid.org/0000-0001-6149-1892
  • Neusa Collet Universidade Federal da Paraíba, Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva, Programa de Pós-graduação em Enfermagem, João Pessoa PB , Brasil, UFPB, Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva, Programa de Pós-graduação em Enfermagem. João Pessoa, PB – Brasil. http://orcid.org/0000-0002-4795-0279
  • Altamira Pereira da Silva Reichert Universidade Federal da Paraíba, Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva, Programa de Pós-graduação em Enfermagem, João Pessoa PB , Brasil, UFPB, Departamento de Enfermagem em Saúde Coletiva, Programa de Pós-graduação em Enfermagem. João Pessoa, PB – Brasil. http://orcid.org/0000-0002-4295-6698

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49754

Palavras-chave:

Cuidado da Criança, Desenvolvimento Infantil, Criança, Enfermagem, Atenção Primária à Saúde

Resumo

Objetivo: investigar o processo de trabalho de enfermeiros nas consultas de puericultura em relação à vigilância do desenvolvimento infantil em unidades de saúde da família. Método: pesquisa qualitativa com 19 enfermeiros que realizavam consultas de puericultura à criança menor de dois anos de idade em unidades de saúde da família. A coleta de dados ocorreu de março a julho de 2016 por meio de entrevistas semiestruturadas e utilizou-se a análise de conteúdo temática. Resultados: evidenciou-se que os enfermeiros implementam algumas ações de cuidado preconizadas para consulta de puericultura, porém a vigilância do desenvolvimento neuropsicomotor e as técnicas relacionais encontram-se fragilizadas. Os fatores que dificultam o processo de trabalho dos enfermeiros na realização da vigilância do desenvolvimento infantil foram a precária infraestrutura, escassez de insumos e baixa adesão das mães às consultas. Conclusão: é necessária a qualificação do enfermeiro e a sensibilização dos gestores, para proporcionar condições de trabalhos favoráveis para a promoção do cuidado integral à criança.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Melo CMM, Florentino TC, Mascarenhas NB, Macedo KS, da Silva MC, Mascarenhas SN. Professional autonomy of the nurse: some reflections. Esc Anna Nery Rev Enferm. 2016[citado em 2017 dez. 10];20(4):e20160085. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ean/v20n4/en_1414-8145-ean-20-04-20160085.pdf

Merhy EE. Saúde: a cartografia do trabalho vivo. 4a ed. São Paulo: Hucitec; 2014.

Finkler AL, Toso BRGO, Viera CS, Obregón PL, Rodrigues RM. The process of work in primary health care to children. Ciênc Cuid Saúde. 2016[citado em 2018 fev. 05];15(1):171-9. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/27683

Silva ICA, Rebouças CBA, Lúcio IML, Bastos MLA. Nursing consultation in childcare: a reality of care. J Nurs UFPE online. 2014[citado em 2017 dez. 16];8(4):966-73. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/9767/9898

Benicio AL, Santana MDR, Bezerra IMP, Santos RR. Care to the child less than one year old: nursing practice perspective about child care. J Nurs UFPE online. 2016[citado em 2017 dez. 16];10(2):576-84. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/10992/12345

Soares DG, Pinheiro MCX, Queiroz DM, Soares DG. Implementation of childcare and care challenges in the family health strategy in a city of the Ceará state. Rev Bras Promoc Saúde. 2016[citado em 2017 dez. 20];29(1):132-8. Disponível em: http://www.redalyc.org/pdf/408/40846964018.pdf

Minayo MCS. O desafio do conhecimento: pesquisa qualitativa em saúde. 14ª ed. São Paulo: Hucitec; 2014.

Malaquias TSM, Baldissera VAD, Higarashi IH. Perceptions of the health team and family members regarding the childcare consultation.Cogitare Enferm. 2015[citado em 2018 fev. 26];20(2):367-73. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/cogitare/article/download/40012/25533

Baratieri T, Soares LG, Botti ML, Campanini AC. Consulta de enfermagem em puericultura: um enfoque nos registros de atendimentos. Rev Enferm UFSM. 2014[citado em 2018 fev. 06];4(1):206-16. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/8553/pdf

Corrêa MSM, Feliciano KVO, Pedrosa EN, Souza AI. Acolhimento no cuidado à saúde da mulher no puerpério. Cad SaúdePública. 2017[citado em 2018 mar. 09];33(3):e00136215. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/8553/pdf

Reichert APS, Collet N, Eickmann SH, Lima MC. Child development surveillance: intervention study with nurses of the Family Health Strategy. Rev Latino-Am Enferm. 2015[citado em 2017 dez. 19];23(5):954-62. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/283805220_Child_development_surveillance_Intervention_study_with_nurses_of_the_Family_Health_Strategy

Wong ST, Lynam MJ, Khan KB, Scott L, Loock cC.The social paediatrics initiative: a RICHER model of primary health care for at risk children and their families. BMC Pediatr. 2012[citado em 2018 ago. 24];12(158). Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23034058

Bedregal P, Hernández V, Mingo MV, Castanón C, Valenzuela P, Rosario Moore, et al. Desigualdades endesarrollo infantil temprano entre prestadores públicos y privados de salud y factoresasociadosenlaRegión Metropolitana de Chile. Rev Chil Pediatr. 2016[citado em 2018 mar. 14];87(5):351-8. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0370410616000590

Blanco e Silva FB, Gaíva MAM. Dificuldades enfrentadas pelos profissionais na utilização da caderneta de saúde da criança. Rev Bras Pesqui Saúde. 2016[citado em 2018 mar. 10];18(2):96-103. Disponível em: http://periodicos.ufes.br/RBPS/article/view/15089/10691

Blanco e Silva FB, Gaíva MAM. Completion of the child health record: perception of professionals. Ciênc Cuid Saúde. 2015[citado em 2018 mar. 10];14(2):1027-34. Disponível em: http://periodicos.uem.br/ojs/index.php/CiencCuidSaude/article/view/24268

World Health Organization (WHO). Framework for action on interprofessional education and collaborative practice. Geneva: WHO; 2010[citado em 2017 nov. 20]. Disponível em: http://www.who.int/hrh/resources/framework_action/en/

Agreli HF, Peduzzi M, Bailey C. Contributions of team climate in the study of interprofessional collaboration: a conceptual analysis. J Interprof Care. 2017[citado em 2018 fev. 17];31(6):679-84. Disponível em: https://www.tandfonline.com/doi/full/10.1080/13561820.2017.1351425?scroll=top&needAccess=true

Martins LMP, Silva EM, Marques D. Health information in the perspective offamily health nurses. REME - Rev Min Enferm. 2016[citado em 2018 mar. 15];20:e932. Disponível em: http://www.reme.org.br/exportar-pdf/1066/e932_en.pdf

Reichert APS, Rodrigues PF, Cruz TMAV, Dias TKC, Tacla MTGM, Collet N. Mothers’ perception about the relationship with nurses in the child consultation. J Nurs UFPE online. 2017[citado em 2018 jan. 21];11(2):483-90. Disponível em: 10.5205/1981-8963-v11i2a11965p483-490-2017

Dios Guerra C, Alba Dios MA, Moral RR, García CJ, Torres LAP, Borrego MAR. Valoración de lasatisfacción de usuarios de consulta de Enfermeríaen Centros de Salud a partir de indicadores de calidad técnicos y de comunicación. Enferm Global. 2013[citado em 2018 mar. 24];12(3):162-76. Disponível em: 10.6018/eglobal.12.3.153131

Gera T, Shah D, Garner P, Richardson M, Sachdev HS. Integrated management ofchildhoodillness (IMCI) strategy for childrenunderfive (Review). Cochrane Database of Systematic Reviews. 2016[citado em 2017 set. 13];(6):1-61. Disponível em: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/27378094

Publicado

20-12-2019

Como Citar

1.
Vieira D de S, Dias TKC, Pedrosa RKB, Vaz EMC, Collet N, Reichert AP da S. Processo de trabalho de enfermeiros na vigilância do desenvolvimento infantil. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 20º de dezembro de 2019 [citado 23º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49754

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.