Características de internações em saúde mental de hospitais gerais do rio grande do sul

Autores

  • Karine Lucero Carvalho Universidade Federal de Santa Maria, Programa de Residência Multiprofissional em Saúde, Santa Maria RS , Brazil, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, Programa de Residência Multiprofissional em Saúde. Santa Maria, RS - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-4264-654X
  • Marlene Gomes Terra Universidade Federal de Santa Maria, Departamento de Enfermagem, Santa Maria RS , Brazil, UFSM, Departamento de Enfermagem. Santa Maria, RS - Brasil. http://orcid.org/0000-0001-9402-561X
  • Claudete Moreschi Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Departamento de Ciências da Saúde, Santiago RS , Brazil, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI, Departamento de Ciências da Saúde. Santiago, RS - Brasil. http://orcid.org/0000-0003-3328-3521
  • Daiana Foggiato de Siqueira Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões, Departamento de Ciências da Saúde, Santiago RS , Brazil, Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões - URI, Departamento de Ciências da Saúde. Santiago, RS - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-8592-379X
  • Amanda de Lemos Mello Universidade Federal de Santa Maria, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Santa Maria RS , Brazil, UFSM, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem. Santa Maria, RS - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-0485-1801
  • Alessandra Gamermann 4ª Coordenadoria Regional de Saúde, Santa Maria RS , Brazil, 4ª Coordenadoria Regional de Saúde. Santa Maria, RS - Brasil. http://orcid.org/0000-0002-6945-5420

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2019.49764

Palavras-chave:

Saúde Mental, Serviços de Saúde Mental, Hospitalização

Resumo

Objetivo: caracterizar as internações realizadas em leitos em saúde mental dos hospitais gerais de referência da 4a Coordenadoria Regional de Saúde do Estado do Rio Grande do Sul, durante o ano de 2016 Método: trata-se de estudo transversal, retrospectivo, no qual foram analisadas 1.391 internações em seis hospitais de referência em saúde mental, contemplando as internações de pessoas com transtornos mentais e comportamentais, bem como os decorrentes do uso de álcool e outras drogas. Os dados foram coletados nos meses de maio e junho de 2017 e analisados por meio de estatísticas no software Statistical Package for the Social Sciences. Resultados: constatou-se que as internações, em sua maioria, foram de jovens adultos, do sexo masculino, com predominância na faixa etária de 18 a 39 anos de idade. O diagnóstico referente aos transtornos mentais e comportamentais derivados do uso de álcool e outras drogas apresentou maior prevalência. O município que com a maior prevalência de internação foi Cacequi; o dispositivo que mais encaminhou para internação foram os Centros de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas; as internações voluntárias foram as que mais ocorreram; e o mais longo tempo de duração foi o período de 16 a 30 dias. Conclusão: essa caracterização possibilitou o conhecimento de indicadores importantes para a rede de atenção em saúde mental e poderá contribuir no planejamento dos gestores dos municípios da área de abrangência e dos hospitais gerais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Amarante P. Loucos pela vida: a trajetória da reforma psiquiátrica no Brasil [online]. 2a ed. Rio de Janeiro: Editora FIOCRUZ; 1998. Criança, mulher e saúde collection[citado em 2017 out. 15]. Disponível em: http://books.scielo.org

Vasconcelos EM. Reforma Psiquiátrica, tempos sombrios e resistência: diálogos com o marxismo e o serviço social - Campinas: Papel Social; 2016. 228 p.

Congresso Nacional (BR). Lei no 10.216, de 6 de abril de 2001. Dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental. Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 9 abr. 2001[citado em 2017 set. 15]. Disponível em: http://hpm.org.br/wp-content/uploads/2014/09/lei-no-10.216-de-6-de-abril-de-2001.pdf

Ministério da Saúde (BR). Portaria GM/MS n° 3.088, de 23 de dezembro de 2011. Institui a Rede de Atenção Psicossocial para pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades decorrentes do uso de crack, álcool e outras drogas, no âmbito do Sistema Único de Saúde (SUS). [citado em 2017 ago. 10]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt3088_23_12_2011_rep.html

Secretaria da Saúde (RS). Resolução N° 562/12 - CIB/RS Define a forma de organização e financiamento dos Serviços Hospitalares para Atenção Integral a pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades de saúde decorrentes do uso de álcool, crack e outras drogas em hospitais gerais no Estado do Rio Grande do Sul. A Comissão Intergestores Bipartite/ RS, Porto Alegre: SES/RS; 2012.

Secretaria da Saúde (RS). Plano Estadual de Saúde: 2016/2019. Grupo de Trabalho de Planejamento, Monitoramento e Avaliação da Gestão. Porto Alegre; 2016. 228 p. [citado em 2017 nov. 10]. Disponível em: http://www.saude.rs.gov.br/upload/arquivos/201701/05153251-pes-2016-2019-sesrs.pdf

Ministério da Saúde (BR). Conselho Nacional de Saúde. Resolução 466/2012. Diretrizes e normas regulamentadoras sobre pesquisa envolvendo seres humanos.. Brasília: CNS; 2012.

Mombelli MA, Marcon SS, Costa JB. Caracterização das internações psiquiátricas para desintoxicação de adolescentes dependentes químicos. Rev Bras Enferm. 2010[citado em 2018 jan. 23];63(5):735-40. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/fa62/4dadfc664c76a12d0a4a1c3f59be1758db13.pdf

Sousa FSP, Oliveira EM. Caracterização das internações de dependentes químicos em Unidade de Internação Psiquiátrica do Hospital Geral. Ciênc Saúde Coletiva. 2010[citado em 2018 nov. 12];15(3):671-7. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1413-81232010000300009&script=sci_abstract&tlng=pt

Alves TM, Rosa LCS. Usos de substâncias psicoativas por mulheres: a importância de uma perspectiva de gênero. Estudos Feministas. 2016[citado em 2018 dez. 18];24(2):443-62. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ref/v24n2/1805-9584-ref-24-02-00443.pdf

Moraes M, Castro R, Petuco D. Gênero e drogas: contribuições para uma atenção integral à saúde. Recife: Instituto PAPAI; 2010. 116p. [citado em 2018 jan. 21]. Disponível em: http://psicologiasocial.uab.es/fic/es/webfm_send/523

Silva TL, Maftun MA, Kalinke LR Mantovani MF, Mathias TAF, Capistrano FC. Perfil das Internações Hospitalares em Unidade psiquiátrica de um Hospital Geral. REME - Rev Min Enferm. 2014[citado em 2017 out. 19];18(3):644-51. Disponível em: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/952

Ministério da Saúde (BR). Panorama da saúde brasileira em múltiplos aspectos: percepção do estudo de saúde, estilos de vida e doença crônica. Pesquisa Nacional de Saúde. Brasília: MS; 2013[citado em 2017 out. 19]. Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/pnad_panorama_saude_brasil.pdf

Dalgalarrondo P, Botega NJ, Banzato CEM. Pacientes que se beneficiam de internação psiquiátrica em hospital geral. Rev Saúde Pública. 2003[citado em 2017 out. 19];37(5):629-34. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-89102003000500013

Ministério da Saúde (BR). Gabinete do Ministro. Portaria N° 148, de 31 de Janeiro de 2012. Define as normas de funcionamento e habilitação do Serviço Hospitalar de Referência para atenção a pessoas com sofrimento ou transtorno mental e com necessidades de saúde decorrentes do uso de álcool, crack e outras drogas, do Componente Hospitalar da Rede de Atenção Psicossocial, e institui incentivos financeiros de investimento e de custeio. Brasília: Ministério da Saúde; 2012.

Lara MP Internação Compulsória e o cuidado de pessoas que fazem uso de crack. [Dissertação] Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria. Centro de Ciências Sociais e Humanas. Programa de Pós-Graduação em Psicologia; 2015.

Ministério da Saúde (BR). Secretaria Executiva. Coordenação Nacional de DST/Aids. A Política do Ministério da Saúde para atenção integral a usuários de álcool e outras drogas. Brasília: Ministério da Saúde; 2003.

Publicado

25-11-2019

Como Citar

1.
Carvalho KL, Terra MG, Moreschi C, Siqueira DF de, Mello A de L, Gamermann A. Características de internações em saúde mental de hospitais gerais do rio grande do sul. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 25º de novembro de 2019 [citado 23º de maio de 2024];23(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49764

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

1 2 > >> 

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.