Senadores do presidencialismo de coalizão brasileiro

Autores

  • Theófilo Codeço Machado Rodrigues Universidade Estadual do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.35699/2525-8036.2020.16377

Palavras-chave:

Senado, Presidencialismo de coalizão

Resumo

Resenha de PAULA, Carolina de. O que faz um Senador? Um estudo sobre a representação política dos senadores brasileiros.Curitiba: Appris, 2018.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Theófilo Codeço Machado Rodrigues, Universidade Estadual do Rio de Janeiro

Theófilo Codeço Machado Rodrigues é Doutor em Ciências Sociais pela PUC-Rio e Mestre em Ciência Política pela UFF. Atualmente realiza Pós-Doutorado no Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da UERJ. ORCID: https://orcid.org/0000-0003-1709-1546

Referências

ANASTASIA, Fátima; MELO, Carlos Ranulfo; SANTOS, Fabiano. Governabilidade e representação política na América do Sul. Rio de Janeiro: Fundação Konrad Adenauer, 2004.

ARAÚJO, Paulo. "A câmara alta no Legislativo brasileiro: o desempenho legislativo do Senado entre 1989 e 2000", in Leany Lemos (org.), O Senado federal brasileiro no pós-Constituinte. Brasília, Editora do Senado Federal, pp. 203-236, 2008.

O bicameralismo no Brasil: as bases institucionais e políticas do desempenho legislativo do Senado federal (1989-2004). 279f. 2009. Tese (Doutorado em Ciência Política) - Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

ARRETCHE, Marta. Demos-constraining or Demos-enabling federalismo? Political institutions and policy change in Brazil. Journal of politics in Latin America, v. 5, 2013.

BACKES, Ana Luíza. Democracia e sobre-representação de regiões: o papel do Senado. 149f. 1998. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) – Universidade de Brasília, Brasília, 1998.

BOHN, Simone. Mulheres e qualidade das candidaturas nas eleições para o Senado: Brasil e estados em contraste. In: LEMOS, Leany (org.), O Senado federal brasileiro no pós-Constituinte. Brasília, Editora do Senado Federal, 2008.

BRANCO, Marcello. A democracia federativa brasileira e o papel do Senado no ajuste fiscal dos anos 90. 215f. 2007. Tese (Doutorado em Ciência Política) – Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2009.

COSTA, Luiz. Composição social e carreira política dos senadores brasileiros (1986-2006). 118f. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2010.

CODATO, Adriano. A profissionalização ou popularização da classe política: um perfil dos senadores da república. In: MARENCO DOS SANTOS, André (org). Os eleitos: representação e carreiras políticas em democracias. 1ed. Porto Alegre: UFRGS, 2013.

DESPOSATO, Scott. The impact os electoral rules on legislative parties: lessons from the brazilian Senate and Chamber os Deputies. The Jounal os politics, v 68, n 4, p. 1.015-1027, 2006.

LEMOS, Leany (org.), O Senado federal brasileiro no pós-Constituinte. Brasília: Editora do Senado Federal, 2008.

LLANOS, Mariana; SÁNCHEZ, Francisco. Conselho de anciãos? O Senado e seus parlamentares no Cone Sul. In: LEMOS, Leany (org.), O Senado federal brasileiro no pós-Constituinte. Brasília, Editora do Senado Federal, 2008.

NEIVA, Pedro. Estudos comparado de Câmaras altas: os pderes e o papel dos senados nos sistemas presidencialistas. 278f. 2004. Tese (Doutorado em Ciência Política) – Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2004.

Os poderes dos Senados de países presidencialistas e o caso do Brasil. In: LEMOS, Leany (Org.) O Senado federal brasileiro no pós-Constituinte. Brasília: Senado Federal, Unilegis, 2008.

"Coesão e disciplina partidária no Senado Federal". Dados, 54 (2): 289-318, 2011.

IZUMI, Maurício. "Os sem-votos do Legislativo brasileiro: quem são os senadores suplentes e quais os seus impactos sobre o processo legislativo". Opinião Pública, 18 (1): 1-21, 2012.

SOARES, Márcia Miranda. Senado brasileiro: casa federativa ou partidária?. Rev. bras. Ci. Soc., São Paulo, v. 28, n. 81, p. 97-115, fev. 2013.

PAULA, Carolina de. O que faz um Senador? Um estudo sobre a representação política dos senadores brasileiros. Curitiba: Appris, 2018.

RICCI, Paolo. "A produção legislativa de iniciativa parlamentar no Congresso brasileiro: diferenças e similaridades entre a Câmara dos Deputados e o Senado federal". In: LEMOS, Leany (org.), O Senado federal brasileiro no pós-Constituinte. Brasília, Editora do Senado Federal, pp. 237-271, 2008.

SILVA, Rodrigo. Senado: casa dos senhores? Os perfis de carreira dos senadores eleitos entre 1990 e 2006. 133f. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) – Instituto de Filosofia e Ciências Humanas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010.

STEPAN, Alfred. Para uma nova análise comparativa do federalismo e da democracia: federações que restringem ou ampliam o poder do Demos. Dados, Rio de Janeiro, v. 42, n. 2, 1999.

Downloads

Publicado

2020-05-20

Como Citar

RODRIGUES, T. C. M. Senadores do presidencialismo de coalizão brasileiro. Revista de Ciências do Estado, Belo Horizonte, v. 5, n. 1, p. 1–7, 2020. DOI: 10.35699/2525-8036.2020.16377. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revice/article/view/e16377. Acesso em: 2 dez. 2022.