Quatro apontamentos para uma sempre inconclusiva avaliação conjuntural à quente: diálogos com David Gomes

Autores

  • Carla Benitez Universidade Federal de Jataí
  • Gustavo Seferian Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

conjuntura, cristianismo da libertação, social-liberalismo, estado de bem-estar social, movimentos sociais

Resumo

O artigo busca um diálogo fraterno e engrandecedor com o amigo e intelectual David Gomes, a partir de seu texto “Brasil, 2020: tentativa de diagnóstico”. Seu resultado final e publicação significa, a nós, a satisfação de perceber a sobrevivência de rincões de diálogos críticos no deserto pseudo-produtivista da academia brasileira. Em síntese, neste artigo abordamos compreensões gerais sobre a análise estrutural e conjuntural realizada pelo autor, detendo-nos em alguns de seus aspectos, quais sejam: i. análise e diálogo complementar acerca do diagnóstico de David Gomes quanto ao esvaziamento de uma teologia comunal para uma ulterior prevalência de uma teologia sacramental no Brasil, buscando compreender os sentidos das experiências recentes de religiosidade no país; ii. Leituras críticas quanto à sua percepção do erigir de um Estado de Bem-Estar Social durante os anos de gestão do executivo federal capitaneado pelo Partido dos Trabalhadores e os desdobramentos desta diferença de análise para pensar o significado da crise de segurança pública atual; iii. Debates teóricos e políticos quanto à caracterização dos movimentos sociais populares no Brasil e seus papeis sociais na contemporaneidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Carla Benitez, Universidade Federal de Jataí

Professora de Criminologia e Direito Processual Penal na Universidade Federal de Jataí. Bacharela em Direito pela Universidade Estadual Paulista (2008), mestra em Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (2011) e Doutora em Sociologia pela Universidade Federal de Goiás (2018). Secretária Nacional do Instituto de Pesquisa, Direitos e Movimentos Sociais (IPDMS).

Gustavo Seferian, Universidade Federal de Minas Gerais

Professor de Graduação e Pós-Graduação em Direito na Universidade Federal de Minas Gerais. . Bacharel em Direito (2008), Mestre (2012) e Doutor (2017) em Direito do Trabalho pela FDUSP. Pesquisador convidado, em sede pós-doutoral, do CéSor/EHESS/CNRS (2018). Pesquisador-Líder do GPTC-USP, membro da RENAPEDTS. Membro do Instituto de Pesquisa Direitos e Movimentos Sociais – IPDMS. 

Referências

BENITEZ Martins, Carla. DISTRIBUIR E PUNIR? Capitalismo dependente brasileiro, racismo estrutural e encarceramento em massa nos governos do Partido dos Trabalhadores (2003-2016). 2018. 353 f. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2018.

BOSCHETTI, Ivanete. “Crítica marxista do Estado Social e dos Direitos no Capitalismo Contemporâneo”. In; BOSCHETTI, Ivanete, BEHRING, Elaine, LIMA, Rita de Lourdes de (org.).Marxismo, política social e direitos. São Paulo: Cortez, 2018.

CASTELO, Rodrigo. O social liberalismo: auge e crise da supremacia burguesa na era neoliberal. São Paulo: Expressão Popular, 2013.

DEBORD, Guy. A Sociedade do Espetáculo. Trad. Estela dos Santos Abreu. Rio de Janeiro: Contraponto, 2007.

GOMES, David F. L.. Brasil, 2020: tentativa de diagnóstico. Revista de Ciências do Estado. Belo Horizonte: v. 6, n. 1, 2021.

HAIDER, Assad. Armadilha da identidade: raça e classe nos dias de hoje. Trad. Leo Vinicius Liberato. São Paulo: Veneta, 2019.

LÊNIN, Vladimir Iliunov. “Estado e Revolução”, in Obras Escolhidas, Vol. II, Trad. Instituto de Marxismo-Leninismo anexo ao CC do PCUS. São Paulo: Alfa-Omega, 1980.

LÖWY, Michael. As aventuras de Karl Marx e o Barão de Münchhhausen: marxismo e positivismo na sociologia do conhecimento. Trad. Juarez Guimarães e Suzanne Felicie Lèwy, 2a ed., São Paulo: Busca Vida, p. 1988.

___. La guerre des dieux: religion et politique en Amérique Latine. Paris: Félin, 1998.

MANDEL, Ernest. O capitalismo tardio. Trad. Carlos Eduardo Silveira Matos, Regis de Castro Andrade e Dinah de Abreu Azevedo. São Paulo: Abril Cultural, 1982.

MARX, Karl. Crítica da filosofia do Direito de Hegel. Trad. Rubens Enderle e Leonardo de Deus. São Paulo: Boitempo, 2010.

GOMES, David Francisco Lopes. Brasil, 2020: tentativa de diagnóstico. Disponível em: https://ufmg.academia.edu/DavidGomes, s/e, 2020.

___. “Cultura e política:. entre a potência da performance, os riscos da estetização e o esquecimento das diferenças de classe”. Revista de Ciências do Estado, v. 4, n. 2, p. 1-13, 19 dez. 2019.

PAULANI, Leda Maria. Capitalismo financeiro, estado de emergência econômico e hegemonia às avessas no Brasil. In:

BRAGA, Ruy Braga; OLIVEIRA, Francisco de; RIZEK, Cibele (org). Hegemonia às avessas: economia, política e cultura na era da servidão financeira. São Paulo: Boitempo, 2010.

PRADO, Eleutério. Desmedida do valor: crítica da pós-grande indústria. São Paulo: Xamã, 2005.

SEFERIAN, Gustavo. “A sexualidade é uma questão política”: a IV Internacional e a luta pela libertação das LGBTs”. In: Anais do Colóquio Internacional Marx e o Marxismo 2019 - Marxismo sem tabus – enfrentando opressões, Niterói, agosto de 2019 , disponível em: http://www.niepmarx.blog.br/MManteriores/MM2019/Trabalhos%20aprovados/MC18/MC181.pdf

SOUZA, Herbert José de. Como se faz análise de conjuntura. Petrópolis: Vozes, 1984.

Downloads

Publicado

2021-02-05

Como Citar

BENITEZ, C. .; SEFERIAN, G. Quatro apontamentos para uma sempre inconclusiva avaliação conjuntural à quente: diálogos com David Gomes. Revista de Ciências do Estado, [S. l.], v. 6, n. 1, p. 1–21, 2021. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revice/article/view/e26214. Acesso em: 21 jun. 2021.