Testemunhos da violência na obra do Mapa Teatro, Colômbia

Palavras-chave: Arquivo vivo, Testemunha, Violência

Resumo

O laboratório de artistas Mapa Teatro, ao optar por fazer uma Anatomia da violência na Colômbia, abandona a univocidade de documentos históricos, para combiná-los com verdades inventadas ou mentiras sinceras e criar etnoficções, suscitando perspectivas que não correspondem à narrativa dominante da História. Apresento uma aproximação em relação a algumas obras do grupo para criar perspectivas críticas em relação à grade de codificação e descodificação do que se costuma entender como violência e suas implicações subjetivas, bem como de suas manifestações macropolíticas.

Biografia do Autor

Clara Laurentiis, Universidade de Campinas (Unicamp), Brasil

Mestre em psicologia clínica (PUCSP) e doutoranda em arquitetura e urbanismo (UNICAMP). Pesquisa urbanismo, arte e violência na América Latina.

Peter Pal Pelbart, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), Brasil

Professor Titular nos Departamentos de Filosofia e Psicologia Clínica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo

Referências

ABDERHALDEN, Rolf. Mapa Mundi: Plurivers Poïétique - Mapa Teatro (1984-2014). Tese de doutorado. Université Paris VIII – Saint Denis, 2014, p. 153-161.

DELEUZE, Gilles. A imagem-tempo. São Paulo: Editora Brasiliense, 2013.

DELEUZE, Gilles. Conversações. São Paulo, SP. Editora 34, 2008.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI. Felix. O que é a filosofia? São Paulo: Editora 34, 2011.

GARCÍA, Ángeles. El Reina Sofía muestra el arte más político de su colección. El país. Espanha, 28 oct. 2016. Disponível em: https://elpais.com/cultura/2016/10/25/actualidad/1477406910_314037.html. Acesso em: 5 maio

GUATTARI, Félix. Espaço e poder: a criação de territórios na cidade. Revista estudos regionais e urbanos, São Paulo, ano 5, n.16, p. 1985.

LAPOUJADE, David. As existências mínimas. São Paulo: n-1 edições, 2017.

LAPOUJADE, David. Fundar a violência: uma mitologia? In: NOVAES, Adauto (Org.). Mutações: fontes passionais da violência. São Paulo: Sesc, 2015, 2015. p. 79-94.

ROLNIK, Suely. Furor de arquivo. Arte e Ensaios, Rio de Janeiro, n.19. p. 97-105, 2012.

ROLNIK, Suely. The Body’s Contagious Memory: Lygia Clark’s Return to the Museum. eipcp. 2007. Disponível em: http://eipcp.net/transversal/0507/rolnik/en. Acesso em: 5 maio 2020.

SÁNCHEZ, José A. Ética y representación. Cidade do México: Paso de Gato, 2016.

SÁNCHEZ, José A. Prácticas de lo real en la escena contemporânea. Madri: Visor Libros. 2007.

TAYLOR, Diana. Testigo de las ruínas. In: RODRIGUEZ, Marta (ed.) Mapa Teatro: El escenario expandido. Bogotá: Editorial Universidad Nacional de Colombia, 2018. p. 317-330.

Publicado
2020-05-27
Como Citar
LAURENTIIS, C. B.; PELBART, P. P. Testemunhos da violência na obra do Mapa Teatro, Colômbia. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, v. 10, n. 19, p. 168-183, 27 maio 2020.
Seção
Artigos - Seção aberta