Apontamentos sobre a encruzilhada como perspectiva crítica para as artes visuais

Autores

  • Leandro (Napê) Rocha Universidade do Estado do Rio de Janeiro

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2021.24062

Palavras-chave:

Encruzilhada, Exu, Artes Visuais, Crítica, Curadoria

Resumo

Este ensaio/experimento pretende estabelecer um diálogo com pesquisadores, curadores, artistas e demais pessoas interessadas nos saberes-fazeres das artes afro-diaspóricas a partir da fundamental contribuição da poetisa Leda Maria Martins e do princípio da encruzilhada. Esse exercício crítico aponta algumas ideias a respeito do trabalho no campo das artes visuais manuseando a noção de encruzilhada como princípio orientador e organizador das práticas nesse campo.

Referências

BRASILEIRO, Castiel Vitorino. No antiquário eu negociei o tempo. 2018. Disponível em: <https://castielvitorinobrasileiro.com/_foto_antiq>. Acesso em: 19 jul. 2020.

flor do nascimento, wanderson. Prefácio: exuzinhando a memória. In: SILVA, Cidinha da. Um exu em Nova York. Rio de Janeiro: Pallas, 2018.

MARTINS, Leda Maria. Afrografias da memória: o Reinado do Rosário no Jatobá. Belo Horizonte: Mazza, 1997.

SANTOS, Maria Stella de Azevedo. Balaio de Ideias: Na encruzilhada da vida. Jornal A Tarde, Salvador, 31 jul. 2010. Disponível em: <http://mundoafro.atarde.uol.com.br/balaio-de-ideias-na-encruzilhada-da-vida/>. Acesso em: 11 jul. 2020.

SANTOS, Renata Aparecida Felinto dos. A pálida História das Artes Visuais no Brasil: onde estamos negras e negros?. Revista GEARTE, Porto Alegre, v. 6, n. 2, jul. 2019. Disponível em: <https://seer.ufrgs.br/gearte/article/view/94288/53218>. Acesso em: 11 jul. 2020.

VALLADARES, Clarival do Prado. O negro brasileiro nas artes plásticas. Cadernos Brasileiros, Rio de Janeiro, v. X, n. 47, p. 97-109, maio/jun. 1968.

Downloads

Publicado

2021-07-19

Como Citar

ROCHA, L. Apontamentos sobre a encruzilhada como perspectiva crítica para as artes visuais. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, [S. l.], v. 11, n. 22, p. 492–502, 2021. DOI: 10.35699/2237-5864.2021.24062. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistapos/article/view/24062. Acesso em: 16 set. 2021.

Edição

Seção

Ensaio visual