40 anos de memória do Cecor – Centro de Conservação e Restauração De Bens Móveis, Escola de Belas Artes – UFMG

Entrevista com Beatriz Vasconcelos Coelho

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2021.25227

Palavras-chave:

Restauração, Cecor, Memória

Resumo

Professora Emérita da UFMG, Beatriz Coelho é fundadora e ex-diretora do Centro de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis da EBA/UFMG – Cecor. Idealizadora do primeiro Curso de Especialização em Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis em uma Universidade no Brasil. É vice-diretora do Centro de Estudos da Imaginária Brasileira – Ceib. Nesta entrevista, Beatriz Coelho rememora o processo de criação do Cecor que completou quarenta anos de atividades em 5 de setembro de 2020 e do Curso de Especialização em Restauração. Também discorre sobre as restaurações de obras do patrimônio em Minas Gerais como a pintura de Athaíde no forro da nave da Igreja de São Francisco de Assis, em Ouro Preto e da caixa de madeira do órgão da Sé na Catedral de Mariana. Entrevista realizada em 5 de outubro de 2017 no Cecor, Escola de Belas Artes – UFMG.

Biografia do Autor

Beatriz Coelho, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Professora Emérita da UFMG,  fundadora e ex-diretora do Centro de Conservação e Restauração de Bens Culturais Móveis da EBA/UFMG – Cecor

Mariana Ribeiro da Silva Tavares, Universidade Federal de Minas Gerais - Escola de Belas Artes

Pós-Doutora pelo PPGArtes - Programa de Pós-Graduação em Artes da EBA, Escola de Belas Artes / UFMG, com Bolsa PNPD-CAPES (Período de 5 anos: 2014 à 2019) onde desenvolveu a pesquisa: "Escola de Belas Artes/UFMG: 60 anos de Ensino-Aprendizagem em Artes" que dará origem a livro homônimo a ser editado em 2021 e atuou também como professora colaboradora em disciplinas sobre História do Cinema Brasileiro e Panorama do Cinema de Animação na Graduação e Seminários na Pós-Graduação. Co-organizadora do 1º Seminário "Pesquisas em Animação: Cinema & Poéticas Tecnológicas" na mesma instituição, realizado com apoio da CAPES e do livro homônimo que reúne os trabalhos apresentados no evento (Ed.Ramalhete, BH, 2019). Sua tese de doutorado defendida na EBA,UFMG deu origem ao livro Helena Solberg, do Cinema Novo ao Documentário Contemporâneo (É Tudo Verdade/ Imprensa Oficial de SP, 2014) e à 1ª Retrospectiva dos filmes da cineasta, no Festival Internacional de Documentários É Tudo Verdade em SP, RJ, BH, Campinas e Brasília (Abr/Jul 2014). Autora de capítulos em livros sobre o Cinema Brasileiro - Feminino e Plural, Mulheres no Cinema Brasileiro (Papirus, 2017, finalista do 60º Prêmio Literário JABUTI em 2018); Mulheres atrás das câmeras: as cineastas brasileiras de 1930 a 2018, Ed.Estação Liberdade, SP, 2019 e Curta-Metragem Brasileiro: 100 filmes essenciais, Ed.Letramento/Abraccine/Canal Brasil, 2019. Mestrado em Artes/ Cinema na EBA, UFMG (2007). Bacharel em Comunicação Social / UFMG com duas habilitações: Jornalismo e Radio e TV. Integra os grupos de pesquisa "Ensino de Arte e Tecnologias Contemporâneas" e "Cinema e História". Trabalhou por quinze anos na emissora pública de televisão Fundação Rede Minas Cultural e Educativa onde atuou como diretora de programa, editora, roteirista e documentarista. Dirigiu e apresentou por nove anos o programa Curta, dedicado à reflexão e difusão do curta-metragem brasileiro e internacional. É idealizadora e coordenadora da serie Circuito Atelier, com 55 curtas sobre o processo criativo e a pesquisa de linguagem de artistas plásticos brasileiros (veiculação no web site coletivo CArteTv). Coordenadora, crítica e curadora de mostras de cinema. Como realizadora tem trabalhos premiados no documentário digital como Toque do Samba, 2014 (veiculação no web site coletivo www.inhamis.com); Giramundo, uma história de títeres e marionetes, 2002 (veiculação no web site coletivo Grupo Giramundo); Um século de história das artes plásticas em BH (1999) e em videoarte - Horizonte Subterrâneo (1997); Ana Goebel (1995) e Vocabulário (1994). Atua principalmente nas seguintes áreas: Teoria e História do Cinema. História do Cinema de Animação, Cinema Brasileiro, Cinema de Autoria Feminina, Documentário, televisão e vídeo.

Downloads

Publicado

2021-07-19

Como Citar

COELHO, B. R. de V.; RIBEIRO DA SILVA TAVARES, M. 40 anos de memória do Cecor – Centro de Conservação e Restauração De Bens Móveis, Escola de Belas Artes – UFMG: Entrevista com Beatriz Vasconcelos Coelho. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, [S. l.], v. 11, n. 22, p. 530–544, 2021. DOI: 10.35699/2237-5864.2021.25227. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistapos/article/view/25227. Acesso em: 16 set. 2021.

Edição

Seção

Entrevista