A viola nos jornais de Minas Gerais: cultura material e impressa nos processos de registro do patrimônio imaterial

  • Erika Caroline Damasceno Costa Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Violas, Cultura material, Periódicos mineiros

Resumo

A cultura material exerce grande influência na formação das identidades mineiras. Alguns objetos atuam como canal físico de comunicação, agregando diversos elementos imateriais que se relacionam com a forma como os detentores se apropriam deles tornando-os parte fundamental das manifestações culturais e da construção de simbologias e linguagens que influenciam diretamente suas formas de se relacionar socialmente. Como é o caso da viola em Minas Gerais. Diante disso, esse trabalho se propõe a refletir sobre a importância da cultura material nos processos de registro do patrimônio imaterial, a partir da experiência de pesquisa que subsidiou o registro do Saberes, Linguagens e Expressões Musicais da Viola em Minas Gerais pelo IEPHA/MG, como patrimônio imaterial do estado. E, também, como a cultura impressa, em especial os periódicos mineiros dos séculos XIX e XX, colocam-se como documentos importantes no esforço de compreender os lugares socioculturais ocupados pelo instrumento ao longo desse período.

Biografia do Autor

Erika Caroline Damasceno Costa, Universidade Federal de Minas Gerais
Graduanda em História.

Referências

Alterosa, Belo Horizonte, 1 abr. 1949, p. 42.
_______, Belo Horizonte, 1 out. 1953, p. 104.
AMORIM, Humberto. “A carne mais barata do mercado é a carne negra”: comércio e fuga de escravos músicos nas primeiras décadas do Brasil oitocentista (1808-1830). OPUS, v.23, n.2, ago. 2017, p. 89-115.
ANCHIETA, José. Poesias. São Paulo: Ed. USP, 1989. p.746, apud NOGUEIRA, Gisela Gomes Pupo. A viola con anima: uma construção simbólica. Tese (doutorado). Programa de Pós-graduação em Ciências da Comunicação, Universidade de São Paulo. São Paulo, 2008, p.26.
A Província de Minas, Ouro Preto, 14 set. 1882, p. 4
CAPELATO, Maria Helena Rolim. A imprensa na História do Brasil. São Paulo: Contexto/EDUSP, 1988.
Diário de Minas, Ouro Preto, 11 fev. 1873, p. 3.
_____________, Ouro Preto, 9 jul. 1875, p. 4.
FLORENTINO, Manolo; RIBEIRO, Alexandre V.; SILVA, Daniel D. Aspectos comparativos do tráfico de africanos para o Brasil (séculos XVIII e XIX). Afro-Ásia, nº 31, 2004, p.83-126.
Folha Mineira, Juiz de Fora, 15 set. 1956, p. 2.
FONSECA, Maria Cecília Londres. Para além da pedra e cal: por uma concepção ampla de patrimônio cultural. In: ABREU, Regina. CHAGAS, Carlos. (orgs.) Memória e patrimônio: ensaios contemporâneos. Rio de Janeiro: DP&A, 2003. p. 56-76.
LAPUENTE, Rafael Saraiva. O jornal impresso como fonte de pesquisa: delineamentos metodológicos. In: Anais do 10° Encontro Nacional de História da Mídia. Porto Alegre, 2015. Disponível em < http://www.ufrgs.br/alcar/encontros-nacionais-1/encontros-nacionais/10o-encontro-2015/gt-historia-da-midia-impressa/o-jornal-impresso-como-fonte-de-pesquisa-delineamentos-metodologicos/view> acesso em 06/11/2018
Lavoura e Comércio, Uberaba, 13 nov. 1978
Liberal Mineiro, Ouro Preto, 25 set. 1882, p. 4.
_____________, Ouro Preto, 15 dez. 1883, p. 4.
_____________, Ouro Preto, 13 jun. 1885, p. 4.
_____________, Ouro Preto, 18 jan. 1884, p. 3.
MENESES, José Newton Coelho. Modos de fazer e a materialidade da cultura “imaterial”: o caso do queijo Artesanal de minas gerais. Patrimônio e Memória, v. 5, n. 2, p. 19 – 33, 2009. Disponível em acesso em 06/11/2018
O Baependyano, Baependy, 7 jun. 1885.
O Leopoldinense, Leopoldina, 4 ago. 1881, p. 1
O Universal, Ouro Preto, 24 jul. 1836, p. 4.
VILELA, Ivan. Cantando a própria história: música caipira e enraizamento. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2015.
Voz diocesana, Campanha, 20 set. 1968, p. 4
Publicado
2019-02-12