Notícias

 
 
A imagem pode conter: texto que diz "No. Lemporalidades 34 emporalidades Revista de História Dossiê: História, Mídias e Culturas Políticas SARA Chamada de trabalho Prazo para envio: 15 de Novembro"
 
 
 
A Revista Temporalidades, Revista Discente do Programa de Pós-Graduação em História da UFMG (ISSN 1984-6150), convida à participação no
Dossiê Temático n. 34: "História, Mídias e Culturas Políticas"
 
Os novos padrões de comportamento e a evolução dos meios de comunicação – mais rápidos e mais acessíveis – podem ser compreendidos a partir de uma análise interdisciplinar que considere o debate sobre o desenvolvimento das mídias e as formas que assumem na vida social cotidiana, possibilitando o funcionamento das instituições, a construção de discursos, de imaginários e as culturas políticas que constituem a realidade social. O jornal, o rádio, a televisão, a internet e todas as redes sociais de comunicação oferecem a representação que a sociedade política faz de si mesma através da disseminação de um modelo de normas, de modos de raciocínio e difusão de temas repetidos e interiorizados, tornando os sujeitos sensíveis à recepção de ideias ou à adoção de comportamentos convenientes. Assim, as mídias constituem fenômenos, ao mesmo tempo, tecnológicos, industriais, sociais, culturais, políticos e estéticos. Atuam a longo prazo sobre a formação das atitudes estáveis do cidadão em relação às doutrinas políticas, aos “problemas da sociedade” ou aos países estrangeiros. Os discursos disseminados pela chamada “grande mídia” sofrem limitada contestação pública, o que lhes conferem considerável poder de influência, mas não o suficiente para estarem imunes às pressões políticas e econômicas do poder político, dos seus anunciantes, seus concorrentes jornalísticos e mesmo do seu público leitor. A história, em diálogo com outras disciplinas, contribui para conhecer os efeitos do desenvolvimento dos meios de comunicação social nas ações e práticas humanas ao longo do tempo, desde o neolítico, passando pela história oral da Grécia Antiga, a revolução da prensa gráfica, a era do rádio, a hegemonia da Televisão até a atual era da internet, que permite a circulação quase que instantânea de notícias. A partir dessas reflexões, a Revista Temporalidades convida autoras e autores de diversos campos de estudos a construírem artigos que discutam as temáticas acima citadas. Nesta chamada, privilegiamos trabalhos nos seguintes eixos temáticos: História da mídia; História política dos meios de comunicação social; História da Comunicação Social; História dos meios de comunicação de massa; História da imprensa; História do rádio; História oral, biografias e memórias de personagens ligadas às mídias; história da televisão; História da internet; História da radiodifusão; História das telecomunicações; História das redes sociais. Demais trabalhos de História e historiografia da história política alinhados à temática proposta.
 
Prazo para envio das submissões: 15 de novembro de 2020.
 
Vale lembrar que, além de artigos destinados ao Dossiê – que deverão ser enviados até o dia 15/11/2020 –, a Temporalidades aceita artigos livres, resenhas e transcrições documentais comentadas em fluxo contínuo.
 
Acesse a plataforma OJS - SEER no endereço https://periodicos.ufmg.br/index.php/temporalidades/index para submeter o seu trabalho. Link para a reportagem do Jornalistas Livres: https://jornalistaslivres.org/belo-horizonte-se-inspira-na-gripe-espanhola-e-cerca-o-covid-19/   
 
Comissão editorial: 
Anna Karolina Vilela Siqueira
Bárbara De La Rosa Elia
Carla Drielly dos Santos Teixeira
Felipe Augusto Souza
Luiza Lima Dias 
Samuel Antunes de Sousa