SABERES NO TRABALHO ENTRE EXPERIÊNCIAS E MEMÓRIAS: REFLEXÕES INICIAIS / Knowledge at work between experiences and memories: initial reflection

Autores

  • Charles Moreira Cunha FaE/UFMG

Palavras-chave:

Memória, Experiência, Saberes no trabalho

Resumo

O artigo interroga o quanto podemos compreender as memórias como experiência que podem se atualizar nos saberes do trabalho. Autores como Maurice Halbwachs (1974, 1994, 2004), Walter Benjamin (1994, 2006), Michael Pollak (1989), Yves Schwartz e Louis Durrive (2007), Paolo Jedlowski (1987, 2003), Jacques Duraffourg (1997), Carlos Rodrigues Brandão (1998) e Ecléa Bosi (1994, 2003) são confrontados em permanência às histórias que narram trabalhadores em nossos encontros de pesquisa, ensino e extensão. Nesse confronto, podemos compreender como memórias individuais e coletivas são coconstruídas e permanecem imbricadas e, sabendo que se nem toda memória pode ser objeto de narrativas, podemos vislumbrar como ela reverbera na forma de saberes nos atos de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Charles Moreira Cunha, FaE/UFMG

Doutorado e Mestrado em Educação pela FaE/UFMG, Graduação em Geografia pela PUCMINAS. Professor Adjunto da FaE/UFMG.

Downloads

Publicado

2013-12-08

Como Citar

CUNHA, C. M. SABERES NO TRABALHO ENTRE EXPERIÊNCIAS E MEMÓRIAS: REFLEXÕES INICIAIS / Knowledge at work between experiences and memories: initial reflection. Trabalho & Educação, Belo Horizonte, v. 22, n. 3, p. 209–222, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9233. Acesso em: 17 out. 2021.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)