JUVENTUDE, TRABALHO E ESCOLA: REFLEXÕES SOBRE A CONDIÇÃO JUVENIL | Youth, work and school: reflections upon juvenile condition

Autores

  • Symaira Poliana Nonato Universidade Federal de Minas Gerais
  • Juarez Tarcísio Dayrell Universidade Federal de Minas Gerais

Palavras-chave:

Condição juvenil, Trabalho, Escola, Juvenile condition, Work, School

Resumo

This paper discusses some results that came from the investigation activity: “The juvenile condition of the young workers of the Brazilian Red Cross at Pampulha campus of UFMG”. The aim was to comprehend the juvenile condition of the young workers of the Brazilian Red Cross (CVB), basing on the quantitative approach, mixing it with specific techniques from the qualitative research. Theoretical bases used to develop this research came from reflections upon sociology of youth and sociology of education. Among many points of this research, we do highlight this one: the social place of those who attended the survey interferes, directly, on the possibilities of experience the juvenile condition. The condition of young people and students is marked by the worker condition. The appreciation of schooling refers to a guarantee of a better future, translated by most people as a possibility of “being someone in life”.

___

O artigo discute alguns resultados da investigação “A condição juvenil dos jovens trabalhadores da Cruz Vermelha Brasileira no campus Pampulha da UFMG.” Procurou-se compreender a condição juvenil dos jovens trabalhadores da Cruz Vermelha Brasileira (CVB), através de uma abordagem quantitativa mesclando-a com técnicas próprias da pesquisa qualitativa. O referencial teórico usado nesta pesquisa pautou-se em reflexões da sociologia da juventude e da sociologia da educação. Dentre os apontamentos da pesquisa, evidenciamos que o lugar social dos pesquisados interfere diretamente nas possibilidades de vivenciar a condição juvenil. A condição de jovens e de estudantes é circunscrita pela condição de trabalhador. A valorização da escolarização remete à garantia de um futuro melhor, ao que a maioria traduz como possibilidade de “ser alguém na vida”.


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Symaira Poliana Nonato, Universidade Federal de Minas Gerais

Doutoranda em Educação pelo programa de pós-graduação Conhecimento e Inclusão Social em Educação da Universidade Federal de Minas Gerais. Possui Mestrado em Educação e graduação em Pedagogia pela Universidade Federal de Minas Gerais. Atualmente é Pedagoga concursada na UFMG, lotada na Pró-Reitoria de Extensão, na Diretoria de Avaliação da Extensão. Compõe a equipe de coordenação do Programa Observatório da Juventude da UFMG. Atua nas áreas da Sociologia da Educação e Sociologia da Juventude, especialmente nos temas: juventudes, trabalho, projeto de futuro e metodologias de trabalho com jovens.

Juarez Tarcísio Dayrell, Universidade Federal de Minas Gerais

Pós - Doutorado - Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de Minas Gerais (1983), mestrado em Educação pela Universidade Federal de Minas Gerais (1989) e doutorado em Educação pela Universidade de São Paulo (2001). Em 2006 realizou o pós-doutorado no Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa. Atualmente é professor aposentado da Universidade Federal de Minas Gerais e pesquisador do CNPq. É fundador e integrante do Observatório da Juventude da UFMG. Está integrado à Pós-Graduação da Faculdade de Educação na linha de pesquisa: Educação, cultura, movimentos sociais e ações coletivas, desenvolvendo pesquisas em torno da temática Juventude, Educação e Cultura.

Downloads

Arquivos adicionais

Publicado

2018-05-14

Como Citar

NONATO, S. P.; DAYRELL, J. T. JUVENTUDE, TRABALHO E ESCOLA: REFLEXÕES SOBRE A CONDIÇÃO JUVENIL | Youth, work and school: reflections upon juvenile condition. Trabalho & Educação, [S. l.], v. 27, n. 1, p. 101–118, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/trabedu/article/view/9723. Acesso em: 4 mar. 2021.

Edição

Seção

ARTIGOS