Avaliação das taxas de sucesso de restaurações com cimento de ionômero de vidro de alta viscosidade durante o tratamento restaurador atraumático

uma revisão de escopo

Autores

  • Anna Carolina Rye Sato Kimura Universidade Federal de Minas Gerais
  • Lucas Guimarães Abreu Universidade Federal de Minas Gerais https://orcid.org/0000-0003-2258-8071

DOI:

https://doi.org/10.35699/2178-1990.2022.35790

Palavras-chave:

Tratamento dentário restaurador sem trauma, Cimentos de ionômeros de vidro, Análise de sobrevida

Resumo

Objetivo: Esta revisão de escopo teve como objetivo comparar a taxa de sucesso de restaurações confeccionadas com cinco marcas diferentes de Cimento de Ionômero de Vidro de Alta Viscosidade (CIVAV), referência no Tratamento Restaurador Atraumático (Atraumatic Restorative Treatment-ART).

Métodos: Buscas no PubMed, Scopus e Web of Science foram feitas. Buscas no OpenGrey e no Google Scholar também foram feitas. Critérios de inclusão foram estudos (ensaios clínicos e estudos de acompanhamento) que avaliavam a taxa de sucesso de restaurações confeccionadas com CIVAV. Não houve restrição de idioma ou data. Título/resumo e texto completo das referências encontradas foram avaliados por dois autores. Referências que preencheram os critérios de inclusão foram selecionadas. Extração de dados foi feita. Modelos de regressão de Cox foram idealizados para comparação da probabilidade de sucesso das restaurações com diferentes tipos de CIVAV. Os resultados foram relatados em razão das chances (RC) e intervalos de confiança (IC). Análises de Kaplan Meyer foram feitas para o cálculo da probabilidade de sucesso de restaurações com CIVAV.

Resultados: Nove artigos avaliando o ChemFil Rock, ChemFlex, Equia Fil, Ketac Molar ou Fuji IX foram incluídos. Restaurações com cimentos de ionômero de vidro Fuji IX (RC = 3,51; IC = 1,96 – 6,28), Ketac Molar (RC = 4,01; IC = 2,40-6,68) e ChemFlex (RC = 4,20; IC = 1,01-17,66) apresentaram uma taxa de sucesso significativamente maior do que aquelas com ChemFil Rock. EquiaFil alcançou a segunda menor eficácia, ligeiramente maior que o ChemFil Rock.

Conclusão: Restaurações com Fuji IX, Ketac Molar e ChemFlex apresentaram altas taxas de sucesso ao longo do tempo de avaliação do ART.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-09-20

Como Citar

Kimura, A. C. R. S., & Abreu, L. G. (2022). Avaliação das taxas de sucesso de restaurações com cimento de ionômero de vidro de alta viscosidade durante o tratamento restaurador atraumático: uma revisão de escopo. Arquivos Em Odontologia, 58, 97–108. https://doi.org/10.35699/2178-1990.2022.35790

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)