Caracterização do sistema de produção do queijo artesanal da Serra Geral-MG

Autores

  • Lorena Katheryne Vieira Saraiva Universidade Federal de Minas Gerais, Mestrado em Produção Animal, Campus Montes Claros. Montes Claros, MG. Brasil. https://orcid.org/0000-0003-4689-0785
  • Kely Tatianne Costa Santana Universidade Federal de Minas Gerais. Instituto de Ciências Agrárias, Curso de Engenharia de Alimentos. Montes Claros, MG. Brasil. https://orcid.org/0000-0002-2343-2127
  • Roberta Ribeiro da Cruz Cangussu Universidade Federal de Minas Gerais. Instituto de Ciências Agrárias, Mestrado em Produção Animal. Montes Claros, MG. Brasil. https://orcid.org/0000-0002-7533-4158
  • Vanessa Aglaê Martins Teodoro Universidade Federal de Juiz de Fora. Juiz de Fora, MG. Brasil. https://orcid.org/0000-0002-5952-2327
  • Denise Sobral Universidade Federal de Viçosa. Viçosa, MG. Brasil. https://orcid.org/0000-0003-1636-1727
  • Janaína Teles Faria Universidade Federal de Minas Gerais. Instituto de Ciências Agrárias. Montes Claros, MG. Brasil. https://orcid.org/0000-0002-8387-3610
  • Maximiliano Soares Pinto Universidade Federal de Minas Gerais. Instituto de Ciências Agrárias. Montes Claros, MG. Brasil. https://orcid.org/0000-0001-8933-491X

DOI:

https://doi.org/10.35699/2447-6218.2020.19928

Palavras-chave:

Legalização, Infraestrutura, Padrão de produção, Processamento

Resumo

A região da Serra Geral foi reconhecida como produtora de queijo artesanal em 2018, porém se desconhece a existência de um padrão de produção desse alimento. Esse trabalho teve como objetivo diagnosticar o processo de fabricação do queijo artesanal produzido na região da Serra Geral, avaliando a existência de um padrão de produção e possibilidade de legalização das queijarias. Foram realizadas visitas com aplicação de entrevista estruturada em 28 unidades produtoras que compõem a região. Os resultados apontam que 60,72% dos produtores consideram-se inadequados quanto aos requisitos exigidos pelas legislações de produção de queijo artesanal, sendo que 46,44% destes não sabem o que deve ser feito para se adequarem. A comercialização dos queijos é realizada de 2 a 4 dias após a produção dos mesmos, em 82% das queijarias. Apenas em 17,85% possui entrada sanitária, 72% não fazem nenhum tratamento na água e foram encontradas falhas nas práticas higiênicas no processo produtivo, sendo observados seis fluxogramas do processo de produção. Conclui-se que com investimentos e políticas adequadas de valorização do queijo artesanal da Serra Geral há possibilidade de legalização do mesmo, fato esse já observado em outras regiões produtoras tradicionais de queijos artesanais. Deve-se avaliar a possibilidade da realização de estudos físico-químicos e microbiológicos dos queijos para investigar a qualidade e segurança da sua comercialização sem causar prejuízo para o consumidor.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Aguiar, O. B.; Kraemer, F. B. 2010. Educação formal, informal e não-formal na qualificação profissional dos trabalhadores de alimentação coletiva. Nutrire, 35: 87-96. Disponível em: https://bit.ly/30VDGg0.

Araújo, R. A. B. M. 2004. Diagnóstico socioeconômico, cultural e avaliação dos parâmetros físico-químicos e microbiológicos do Queijo Minas Artesanal da região de Araxá. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa. 136f. Dissertação de mestrado. Disponível em: https://bit.ly/2VF5YtK.

Beltrame, C. A., Kubiak, G. B., Lerin, L. A., Rottava, I., Mossi, A. J., Oliveira, D., Cansian, R. L., Treichel, H., Toniazzo, G. 2012. Influence of different sanitizers on food contaminant bacteria: effect of exposure temperature, contact time, and product concentration. Ciência e Tecnologia de Alimentos, 32: 228-233. Doi: http://dx.doi.org/10.1590/S0101-20612012005000046.

Brasil. 2001. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Resolução n° 7, de 28 de novembro de 2000. Critérios de funcionamento e de controle da produção de queijarias, para seu relacionamento junto ao serviço de inspeção federal. Diário Oficial da República Federativa do

Brasil, Brasília, DF. Disponível em: https://bit.ly/2uBv02c.

Brasil. 2013. Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento. Instrução Normativa nº 30, de 07 de Agosto de 2013. Diário Oficial da União. Brasília, DF. Disponível em: https://bit.ly/2TVYfHE.

Dores, M. T.; Ferreira, C. L. L. F. 2012. Queijo Minas artesanal, tradição centenária: ameaças e desafios. Revista Brasileira de Agropecuária Sustentável, 2: 26-34. Doi: https://doi.org/10.21206/rbas.v2i2.163 .

Magalhães, F. A. R., Costa Júnior, L. C., Costa, R. G. B., Pereira, D. A., Saito, M. M. 2009. Avaliação da viabilidade técnica do emprego de resina para tratamento da casca de queijos artesanais da Canastra. Revista do Instituto de Laticínios Cândido Tostes, 64: 39-43. Disponível em: https://bit.ly/37sMfl4.

Menezes, S.S. 2011. Queijo de coalho: tradição cultural e estratégia de reprodução social na região Nordeste. Revista de Geografia (UFPE), 28: 40-56. Disponível em: https://bit.ly/2TUqE0U.

Minas Gerais, 2002a. Lei Estadual de nº 14.185 de 31 de janeiro de 2002. Dispõe sobre o processo de produção do queijo minas artesanal e dá outras providências. Diário do Executivo, Belo Horizonte. Disponível em: https://bit.ly/2XqXVCc.

Minas Gerais. 2002b. Instituto Mineiro de Agropecuária. Portaria nº 517, de 14 de junho de 2002. Estabelece normas de defesa sanitária para rebanhos fornecedores de leite para produção de queijo Minas artesanal. Diário do executivo. Belo Horizonte. Disponível em: https://bit.ly/2RwfFt4.

Minas Gerais. 2002c. Instituto Mineiro de Agropecuária. Portaria nº 518, de 14 de junho de 2002. Dispõe sobre requisitos básicos das instalações, materiais e equipamentos para a fabricação do queijo minas artesanal. Diário do executivo. Belo Horizonte. Disponível em: https://bit.ly/2RQLviZ.

Minas Gerais. 2010. Território da Cidadania Serra Geral. Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável (PTDRS). Colegiado Territorial/APTA/MDA. Nova Porteirinha. Disponível em: https://bityli.com/PSYs7.

Minas Gerais, 2012. Lei 20.549 de 18 de dezembro de 2012. Dispõe sobre a produção e comercialização dos queijos artesanais de Minas Gerais. Diário do Executivo, Belo Horizonte. Disponível em: https://bit.ly/3aIbDFg.

Minas Gerais, 2018a. Lei n° 23.157, de 18 de dezembro de 2018. Dispõe sobre a produção e a comercialização dos queijos artesanais de Minas Gerais. Diário do Executivo, Belo Horizonte 18 de dezembro de 2018. Disponível em: https://bit.ly/2RN6mUw.

Minas Gerais. 2018b. Portaria nº 1825 de 19 de junho de 2018 do Instituto Mineiro de Agropecuária. Identifica a região da Serra Geral do Norte de Minas como produtora de queijo artesanal. Palácio da Liberdade, Belo Horizonte. Disponível em: https://bit.ly/37rEnQQ.

Oliveira, M. M. M. De; Brugnetra, D. F.; Piccoli, R. H. 2010. Biofilmes microbianos na indústria de alimentos: uma revisão. Revista do Instituto Adolfo Lutz, 69: 277-284. Disponível em: https://bit.ly/38Dcsxt.

Oliveira, V. J. 2011. Da qualidade e organização da produção ao reconhecimento de região produtora de Queijo Minas Artesanal: análise da experiência dos produtores da região de São João Del Rei e seu entorno. Lavras: Universidade Federal de Lavras. 204p. Tese de Doutorado. Disponível em: https://bit.ly/38yCVMC.

Pinto, M. S. 2004. Diagnóstico socioeconômico, cultural e avaliação dos parâmetros físico-químicos e microbiológicos do Queijo Minas Artesanal do Serro. Viçosa: Universidade Federal de Viçosa. 134f. Dissertação de mestrado. Disponível em: https://bit.ly/38Gm2j7.

Santos, C. G., Naves, E. A. A., Paiva, A. D., Vianna, P. C. B., Toloi, F. R. 2017. Condições higiênico-sanitárias na produção de queijo artesanal produzido em Uberaba – MG. Revista Instituto Laticínios Cândido Tostes, 72: 96-107. Doi: https://doi.org/10.14295/2238-6416.v72i2.594.

Silva, M. R., Duch, A. A. S., Lage, R. T. P. A., Menezes, L. D. M., Ribeiro, J. B., Souza, G. N., Soares Filho, P. M., Fonseca Júnior, A. A., Faria, L. S., Costa, R. R. 2018. Ocorrência de Brucella em queijo Minas artesanal da microrregião do Serro: um importante problema de saúde pública. Revista Médica de Minas Gerais, 28: 79-84. Disponível em: https://bit.ly/2O52CN6.

Downloads

Publicado

2020-09-30

Como Citar

Saraiva, L. K. V., Santana, K. T. C., Cangussu, R. R. da C. ., Teodoro, V. A. M., Sobral, D., Faria, J. T. ., & Pinto, M. . S. (2020). Caracterização do sistema de produção do queijo artesanal da Serra Geral-MG. Caderno De Ciências Agrárias, 12, 1–9. https://doi.org/10.35699/2447-6218.2020.19928

Edição

Seção

ARTIGOS ORIGINAIS