Temporalidades e performances no documentário "O torneio Amílcar Cabral"

Conteúdo do artigo principal

Elcio Loureiro Cornelsen

Resumo

O presente estudo destina-se a uma análise do documentário curta-metragem O torneio Amílcar Cabral (1979), com roteiro e direção de Fernando Cabral, Flora Gomes, e Jom Tob Azulay, com o objetivo de evidenciar múltiplas temporalidades e performances a partir da relação entre espaço, corpo e movimento. Se, por um lado, em sua linguagem, o cinema já proporciona trabalho com diversas temporalidades, por outro, as próprias imagens do torneio de futebol, realizado em Bissau, em janeiro de 1979, em homenagem ao agrônomo e político guineense-cabo-verdiano Amílcar Cabral (1924-1973), veiculam diversas performances. O estudo permitiu-nos constatar que o curta-metragem é composto por várias camadas em torno de uma competição futebolística que leva o nome de um dos principais líderes dos movimentos de libertação das colônias portuguesas na África.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Detalhes do artigo

Como Citar
CORNELSEN, E. L. Temporalidades e performances no documentário "O torneio Amílcar Cabral". FuLiA/UFMG , Belo Horizonte/MG, Brasil, v. 6, n. 3, p. 101–129, 2022. DOI: 10.35699/2526-4494.2021.37026. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/fulia/article/view/37026. Acesso em: 16 jul. 2024.
Seção
DOSSIÊ
Biografia do Autor

Elcio Loureiro Cornelsen, Universidade Federal de Minas Gerais

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq

Doutor em Estudos Germânicos pela Freie Universität Berlin/Alemanha

Professor Titular da Faculdade de Letras da UFMG

Professor de Língua, Literatura e Cultura Alemã (Graduação) e de Teoria da Literatura e Literatura Comparada (Pós-Graduação), e de Estudos do Lazer (Pós-Graduação)

Professor credenciado junto ao Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários da FALE/UFMG, e do Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Estudos do Lazer, da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da UFMG.

Com Pós-Doutorado em Estudos Organizacionais pela Fundação Getúlio Vargas/SP (2005), em Teoria e História Literária pelo Instituto de Estudos da Linguagem da UNICAMP (2010), e em História Comparada pela UFRJ (2018).

Share |

Referências

AFRICA – Tournoi de la zone 2. Rec. Sport. Soccer Statistics Foundation. 20 maio 2020. Disponível em: https://bit.ly/3F6VpVX. Acesso em: 27 abr. 2021.

BEN, Jorge. Fio Maravilha. Ben (1972). Disponível em: https://bit.ly/3F7VtVg. Acesso em: 27 abr. 2021.

BEN, Jorge. Ponta de lança africano (Umbabarauma). África Brasil (1976). Disponível em: https://bit.ly/3vzVBd6. Acesso em: 27 abr. 2021.

BERNARDET, Jean-Claude. O que é cinema. São Paulo: Brasiliense, 2000.

CABRAL, Fernando; GOMES, Flora; AZULAY, Jom Tob (dir.). O torneio Amílcar Cabral. Brasil, cor, 1979, 27 min.

CORNELSEN, Elcio Loureiro. Futebol e Música no Brasil – alguns exemplos de uma profícua relação. Arquibancada. São Paulo, v. 117, n. 17, 13 mar. 2019. Disponível em: https://bit.ly/37X66y4. Acesso em: 13 set. 2021.

CORRÊA, Roberto Lobato. Prefácio: primeiro tempo. In: MASCARENHAS, Gilmar. Entradas e bandeiras: a conquista do Brasil pelo futebol. Rio de Janeiro: Ed.UERJ, 2014, p. 9-12.

FUNDAÇÃO Amílcar Cabral (VOA). Amílcar Cabral, herói lembrado na Guiné Bissau e Cabo Verde. 20 jan. 2019. Disponível em: https://bit.ly/3P33xvk.

HOLLENSTEINER, Stephan. Sepp Herberger. In: CORNELSEN, Elcio; CURI, Martin; HOLLENSTEINER, Stephan. Pequeno dicionário do futebol alemão e brasileiro. Ed. Bilíngüe Português-Alemão, Rio de Janeiro: DAAD, 2014, p. 50-51.

MANN, Thomas. Der Zauberberg. Berlin: S. Fischer, 1924.

MELO, Victor Andrade de. Desafiando o inimigo: o esporte e as lutas anticoloniais na Guiné. Arquibancada. São Paulo, v. 50, n. 7, 25 ago. 2013. Disponível em: https://bit.ly/3vzOOQx. Acesso em: 28 maio 2021.

MELO, Victor Andrade de. Em pleno conflito: o esporte na guerra colonial. In: MELO, Victor Andrade de. Jogos de contrastes: o esporte na Guiné Portuguesa. Rio de Janeiro: 7Letras, 2020, p. 99-127.

MELO, Victor Andrade de; FORTES, Rafael. Identidade em transição: Cabo Verde e a Taça Amílcar Cabral. Afro-Ásia. Salvador, BA, n. 50, p. 11-44, 2014. Disponível em: https://bit.ly/37TWCE3. Acesso em: 27 abr. 2021. DOI: https://doi.org/10.1590/0002-05912014v50vic11

MOREIRA, Moraes. Espírito esportivo. Alto Falante (1978). Disponível em: https://bit.ly/37aXOT4. Acesso em: 27 abr. 2021.

MORENO, Patrícia Ferreira. Imagens em movimento, temporalidades e o efeito cinema nos museus de arte. Museologia & Interdisciplinaridade. Brasília, DF, v. 5, n. 10, p. 43-51, jul./dez. 2016. Disponível em: https://bit.ly/3s7UW0i. Acesso em: 27 abr. 2021. DOI: https://doi.org/10.26512/museologia.v5i10.17724

QUEM É quem no cinema: Jom Tob Azulay. Filme B. Disponível em: https://bit.ly/3OW31zg. Acesso em: 13 set. 2021.

RAMIREZ, Natalie Mireya Mansur. O que é performance? Entre contexto histórico e designativos do termo. Arteriais: Revista do PPGARTES, Belém, PA, n. 04, p. 98-107, jul. 2017. Disponível em: https://bit.ly/3y94X1d. Acesso em: 27 abr. 2021. DOI: https://doi.org/10.18542/arteriais.v3i4.4868

TAÇA Amílcar Cabral. Rec. Sport. Soccer Statistics Foundation. 12 nov. 2020. Disponível em: https://bit.ly/3wiqeTN. Acesso em: 27 abr. 2021.

TODAMATÉRIA (Blog), s/d. Mapa político da África. Disponível em: https://bit.ly/3F5pKEp. Acesso em: 13 set. 2021.

VISENTINI, Paulo Fagundes. As revoluções africanas: Angola, Moçambique e Etiópia. São Paulo: Ed. Unesp, 2012.

Filmografia

CABRAL, Fernando; GOMES, Flora; AZULAY, Jom Tob (dir.). O torneio Amílcar Cabral. Brasil, colorido, 1979, 27 min.