Fatores condicionantes da produção e escoamento de sedimentos na bacia do Rio Maracujá

Quadrilátero Ferrífero/MG

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-549X..13299

Palavras-chave:

Turbidez, Geomorfologia Fluvial, Quadrilátero Ferrífero, Rio Maracujá

Resumo

O presente trabalho objetiva levantar e analisar condicionantes naturais e antrópicos na produção e escoamento de sedimentos na bacia do Rio Maracujá. Para isso, foram mapeados segmentos assoreados e amostradas taxas de turbidez do Rio Maracujá e de alguns de seus afluentes. As informações obtidas foram relacionadas com dados morfométricos, de usos e de coberturas do solo da bacia. A fim de se observar efeitos da sazonalidade foram feitas três campanhas de amostragem de água para análise da turbidez, a qual foi definida por um turbidímetro. As atividades de mapeamento e processamento de dados para a obtenção dos parâmetros morfométricos foram realizadas no software ArcGIS 9.2, tendo sido utilizadas uma imagem Ikonos e bases topográficas e hidrográficas digitalizadas de cartas do IBGE em escala de 1:50.000. Os resultados revelam um forte controle litoestrutural na produção e escoamento de sedimentos. Os maiores valores de turbidez foram encontrados nos afluentes a montante de um degrau no relevo na área do Embasamento Cristalino, onde também foram encontrados os principais segmentos assoreados e a maior concentração de voçorocamentos ativos. No entanto, no alto Maracujá o intenso assoreamento verificado se dá, sobretudo, em razão das atividades de garimpo e mineração de topázio imperial.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luiz Fernando de Paula Barros, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Mestrando em Geografia e Análise Ambiental; IGC/UFMG.

Antônio Pereira Magalhães Júnior, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Doutor em Desenvolvimento Sustentável pela UnB.

Aline Almeida Raposo, Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG

Graduanda em Geografia; IGC/UFMG.

Referências

AGÊNCIA NACIONAL DE ÁGUAS (Brasil) (ANA).HidroWeb: sistemas de informações hidrológicas. Disponível em: <http://hidroweb.ana.gov.br/HidroWeb>. Acesso em: 09 agosto 2010.

BACELLAR, L. A. P. Condicionantes geológicos, geomorfológicos e geotécnicos dos mecanismos de voçorocamento na bacia do rio Maracujá, Ouro Preto, MG. 2000. Tese. (Doutorado em Engenharia Civil) – COPPE/Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro.

BACELLAR, L. A. P.; COELHO NETO, A. L.; LACERDA, W. A. Controlling factors of gullying in the Maracujá Catchment, Southeastern Brazil. Earth Surface Processes and Landforms, Inglaterra. v. 30, p. 1369-1385, 2005.

BARROS, L. F. P. & MAGALHÃES JÚNIOR, A. P. Paleoambientes Deposicionais Fluviais e Dinâmica Atual do Vale do Rio Maracujá – Quadrilátero Ferrífero/MG. In: SIMPÓSIO DE RECURSOS HÍDRICOS, 18, Campo Grande. Anais... ABRH, 2009. v. 1, CD Rom.

BARROS, L. F. P.; RAPOSO, A. A.; MAGALHÃES JÚNIOR, A. P.. Condicionantes antrópicos na dinâmica erosivo-deposicional da bacia do Rio Maracujá Quadrilátero Ferrífero/MG. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA, 13, 2009, Viçosa. Anais..., Viçosa: UFV, 2009. p. 121-121.

BARROS, L. F. P. et al. Níveis e Seqüências Deposicionais Fluviais Cenozóicos no Vale do Rio Maracujá, Quadrilátero Ferrífero, MG Ouro Preto/MG. In: II ENCONTRO LATINO AMERICANO DE GEOMORFOLOGIA E VII SIMPÓSIO NACIONAL DE GEOMORFOLOGIA, Belo Horizonte. Anais...Belo Horizonte: Tec Art, 2008. v. 1. p. 140-150.

CHEREM, L. F. S. Análise morfométrica da bacia do alto Rio das Velhas: comparação de metodologias e dados. Dissertação (Mestrado em Análise e Modelagem de Sistemas Ambientais) – Departamento de Cartografia. Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2008.

CHRISTOFOLETTI, A. Geomorfologia. 2.ed. São Paulo: Edgard Blücher, 1980.

COSTA, F. M. & BACELLAR, L. A. P.Analysis of the influence of gully erosion in the flow pattern of catchment streams, Southeastern Brazil. CATENA, 2007. v. artcle, p. 230-238.

ETCHEBEHEREet al. Detecção de prováveis deformações neotectônicas no vale do rio do Peixe, Região Ocidental Paulista, mediante aplicação de índices RDE (relação declividade-extensão) em segmentos de drenagem. Geociências, v.25, p.271-287, 2006.FREITAS, R. O. Textura de drenagem e sua aplicação geomorfológica. São Paulo, Boletim Paulista de Geografia. 11:53-57, 1952.

HACK, J. T. Stream-profile analysis and stream-gradient index. Journal Research of the U. S. Geolo. Survey, v.1, p.421-429, 1973.

HORTON, R. E. Erosional development of streams and their drainage basins: Hydrographical approach to quantitative morphology. Geol. Soc. Amer. Bull., 56 (3):275-370.

LIPSKI, M. Tectonismo cenozóico no Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais. Dissertação (Mestrado em Evolução Crustal e Recursos Naturais) - DEGEO/EM/Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2002.LOBATOet al.. Projeto Geologia do Quadrilátero Ferrífero - Integração e Correção Cartográfica em SIG com Nota Explicativa. Belo Horizonte: CODEMIG, 2005. 1 CD-ROM.

LOPES, F. W. A., DUTRA. G. C., PEREIRA, J.A.A., TAVARES, C. L. M. Avaliação da influência das áreas de solo exposto sobre a qualidade das águas do Ribeirão de Carrancas-MG. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE SENSORIAMENTO REMOTO, 13, Florianópolis, Anais...INPE, p 3421-3428, 2007.

MAGALHÃES JÚNIOR, A. P. & SAADI, A. Ritmos da dinâmica fluvial Neo-Cenozóica controlados por soerguimento regional e falhamento: o vale do rio das Velhas na Região de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Geonomos, 2(1): 42-54, 1994.

MARPLE, R. T. & TALWANI, P. Evidence of possible tectonic upwarping along the South Carolina coastal plain from an examination of river morphology and elevation data. Geology, v. 21, p. 651-654, 1993.MILLER, V. C. A quantitative geomorphic study of drainage basin characteristics in the Clinch mountain area. Project Report, Columbia University, New York, 1953.

NEVES, S. M. A. S.; CASARIN, R.; NEVES, R. J. Implicações do uso da terra na qualidade das águas dos cursos fluviais da bacia hidrográfica do rio Paraguai-Jauquara/MT. In: SIMPÓSIO DE GEOTECNOLOGIAS NO PANTANAL, 2, 2009, Corumbá. Anais... Campinas/SP: Embrapa/Inpe, 2009. p. 527-536.

PARZANESE, G. A. C. Gênese e desenvolvimento das voçorocas em solos originados de rochas granitóides da região de Cachoeira do Campo, Minas Gerais. 1991. Dissertação de Mestrado. UFV, Viçosa, MG.

PEIXOTO, R. J. & LIMA, H. M. Diagnóstico dos garimpos de topázio imperial no Alto Maracujá, Sub-bacia do Rio das Velhas, MG. REM: Revista Escola de Minas, v. 5, n. 4, p. 249-254, 2004..

RAPOSO, A. A.; BARROS, L. F. P.; MAGALHÃES JR, A. P. O parâmetro de turbidez das águas como indicador de impactos humanos na dinâmica fluvial da bacia do Rio Maracujá – Quadrilátero Ferrífero/MG. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA, 13. Anais...Viçosa: UFV, 2009. v. 1. p. 94-95.

RESENDE, M., CURI, N., REZENDE, S. B., CORRÊA, G. F. Pedologia - Base para Distinção de Ambientes. Viçosa: NEPUT, 2ª ed., 1997.SALGADO, A. A. R.Estudo da Evolução do Quadrilátero Ferrífero, MG-Brasil, através da quantificação de processos erosivos desnudacionais. 2006. Tese. (Doutorado em Evolução Crustal e Recursos Naturais) – Departamento de Geologia, Universidade Federal de Ouro Preto, Minas Gerais.

SEEBER, L. & GORNITZ, V. Rivers profiles along the Himalayan arc as indicators of active tectonics. Tectonophysics, v.92, p.335-367, 1983.

SANTOS, G. B. & MAGALHÃES JÚNIOR, A. P. Proposta de compartimentação geomorfológiva preliminar do alto curso do Rio das Velhas (MG). In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA FÍSICA APLICADA, 13. Anais...Viçosa: UFV, 2009. v. 1. p. 456-470.

SANTOS, G. B.; MAGALHÃES JÚNIOR, A. P.; CHEREM, L. F. S. Níveis e sequências deposicionais fluviais no vale do Alto Rio das Velhas - Quadrilátero Ferrífero/MG. Geografias, v. 4, p. 23-36, 2008.

SANTOS, N. A. P. & MAILLARD, P. Uso do Sensoriamento Remoto e de um Sistema de Informação Geográfica na Modelagem da Poluição Difusa na Bacia Hidrográfica do Rio das Velhas. In: Simpósio Brasileiro de Sensoriamento remoto, 12, Goiânia. Anais... São José dos Campos: INPE, 2005.

SANTOS, C. A.; SOBREIRA, F. G.; COELHO NETO, A. L.. Comportamento hidrológico superficial e erodibilidade dos solos da região de Santo Antônio do Leite, distrito de Ouro Preto, MG. Revista da Escola de Minas, Ouro Preto, v. 55, n. 4, p. 285-290, 2002.

SCHUMM, S. A. Evolution of drainage systems and slopes in badlands at Perth Amboy, N. Jersey. Geol. Soc. Amer. Bull., v.67, p.597-646, 1956.

SOUZA, L. L.; JÚNIOR, A. F. O.; GUARDA, V. L. M. Avaliação de alguns parâmetros do Rio Maracujá no distrito de Cachoeira do Campo – MG. In: CONGRESSO DE ECOLOGIA DO BRASIL, 8, 2007. Caxambu. [Anais eletrônicos...] 1 CD-ROM.

STRAHLER, A. N. Dimensional analysis applied to fluvially eroded landforms. Geol. Soc. Amer. Bull., v.69, n.1, p.279-300, 1958.

VARAJÃO, C. A. C. AQuestão da Correlação das Superfícies de Erosão do Quadrilátero Ferrífero, Minas Gerais. Revista Brasileira de Geociências, 21(2):138-145, junho de 1991.

Downloads

Publicado

2010-12-01

Como Citar

Barros, L. F. de P., Magalhães Júnior, A. P., & Raposo, A. A. (2010). Fatores condicionantes da produção e escoamento de sedimentos na bacia do Rio Maracujá: Quadrilátero Ferrífero/MG. Revista Geografias, 102–117. https://doi.org/10.35699/2237-549X.13299

Edição

Seção

Artigos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>