Influência das condições naturais de pH sobre o índice de qualidade das águas (IQA) na bacia do Ribeirão de Carrancas

  • Frederico Wagner de Azevedo Lopes Fundação João Pinheiro
  • Antônio Pereira Magalhães Júnior Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: pH, Índice de qualidade das águas, Ribeirão de Carrancas

Resumo

Os índices de qualidade da água são importantes ferramentas para transmitir informações sobre o grau de poluição de corpos hídricos. No entanto, a influência de condições naturais das bacias hidrográficas sobre determinado parâmetro integrante do índice, especialmente os valores de pH, pode gerar resultados incompatíveis com o estado de qualidade de determinado corpo d’água. Neste contexto, este trabalho tem por objetivo avaliar os efeitos das condições naturais de pH sobre o cálculo do índice de qualidade da água (IQA-IGAM) na bacia do Ribeirão de Carrancas, através da comparação entre o monitoramento da qualidade das águas realizado na bacia, e a simulação de dados secundários. Os resultados obtidos demonstram a interferência dos valores de pH possivelmente relacionados às condições naturais da bacia sobre o resultado do índice. Apesar da interferência verificada destes baixos valores, o índice de qualidade de águas (IQA) adotado para o Ribeirão de Carrancas apresentou valores que variaram de médio a ruim, na maior parte do período monitorado, caracterizando, dessa forma, a degradação da qualidade das águas na bacia estudada, especialmente após o lançamento de esgotos sem tratamento prévio da área urbana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Frederico Wagner de Azevedo Lopes, Fundação João Pinheiro
Pesquisador da Fundação João Pinheiro; Doutorando em Geografia/Análise Ambiental - IGC/UFMG.
Antônio Pereira Magalhães Júnior, Universidade Federal de Minas Gerais
Professor Adjunto do Departamento de Geografia da UFMG, Doutor em Desenvolvimento Sustentável pelo CDS/UNB.
Publicado
2010-12-01
Seção
Artigos