A discussão do antiurbanismo no Brasil colonial

  • Ralfo Matos Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Brasil Colonial, Antiurbanismo, Rede de Cidades

Resumo

Esse ensaio discute o antiurbanismo no Brasil colonial com base em opiniões, nem sempre convergentes, de clássicos da literatura como Sérgio Buarque de Holanda, Celso Furtado, Goulart Reis Filho e Gilbert Freyre contrapostas a novas ideias sobre o significado de assentamentos densos no passado pré-industrial. Para tanto, valoriza-se o poder colonial, a atividade comercial e a população moradora em núcleos de povoamento precários, mas que articulavam territorialmente a rede urbana que se esboçava.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ralfo Matos, Universidade Federal de Minas Gerais
Professor Associado do Departamento de Geografia - IGC/UFMG.
Publicado
2011-12-01
Como Citar
Matos, R. (2011). A discussão do antiurbanismo no Brasil colonial. Revista Geografias, 40-55. Recuperado de https://periodicos.ufmg.br/index.php/geografias/article/view/13319
Seção
Artigos