Migração e urbanização no Brasil

  • Ralfo Matos Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Migração, História Urbana, Urbanização Brasileira

Resumo

A proximidade entre urbanização e migração é evidente. A colonização europeia e o surgimento de núcleos de povoamento dependentes da exploração de recursos naturais foi um processo que atraiu migrantes do mundo inteiro, sobretudo quando metais preciosos eram descobertos. Cidades e povoados ganhavam muito com a imigração em massa, especialmente se a riqueza mineral ocupasse muitos anos de exploração, como ocorreu na America do Norte e no Brasil dos séculos XVIII e XIX. Esse foi o tempo da urbanização esparsa de tipo pré-industrial. Um segundo momento teve início no século XX quando determinadas cidades e regiões concentraram grande número de atividades industriais e imigrantes, a maioria deles de origem rural. No Brasil, Rio de Janeiro e São Paulo tornaram-se polos regionais e atraíram milhões de imigrantes por várias décadas. Um terceiro momento iniciou-se a partir de 1980 no Brasil, com a dispersão de população e investimentos em direção a cidades de porte médio em diversas regiões do país. Esse artigo expõe algumas evidências empíricas sobre essas três temporalidades e destaca os nexos de causalidade que as explicam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ralfo Matos, Universidade Federal de Minas Gerais
Professor Titular do Departamento de Geografia do IGC/UFMG.
Publicado
2012-06-01
Seção
Artigos