Estudo da escola nova no Brasil por meio da elaboração de um jornal de turma

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2016.2134

Palavras-chave:

Jornal de turma, Escola Nova, Curso de Pedagogia

Resumo

O presente trabalho relata e avalia o projeto “jornal de turma”, que recebeu o título “A renovação pedagógica no Brasil” e foi executado no primeiro semestre de 2015, na segunda fase do curso de licenciatura em Pedagogia da Universidade do Estado de Santa Catarina. Trata-se de uma experiência pedagógica inovadora, parte integrante da disciplina História e Educação: da Escola Nova à Redemocratização da Sociedade Brasileira. Inspirada no método ativo e colaborativo formulado pelo educador francês Célestin Freinet, essa experiência consistiu na elaboração de um conjunto de artigos sobre a renovação pedagógica no Brasil, feita por equipes formadas livremente pelas alunas da segunda fase de Pedagogia, que formaram um jornal de turma, publicado nas formas impressa e digital. A confecção do jornal escolar, portanto, constituiu-se em uma ferramenta didática criativa e instigante no estudo da Escola Nova no Brasil.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Norberto Dallabrida, Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC), Florianópolis, SC, Brasil.

Doutor em História pela Universidade de São Paulo (USP) e professor do curso de Pedagogia e do Programa de Pós-Graduação em Educação na Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC). Realiza pesquisa científica na área de História da Educação, especialmente sobre a renovação do ensino secundário e o movimento da Escola Nova. Bolsista de Produtividade do CNPq.

Referências

CARVALHO, Marta Chagas. A escola e a República e outros ensaios. Bragança Paulista: EDUSF, 2003.

CHARTIER, Roger. A história cultural: entre práticas e representações. Lisboa: DIFEL, 1990.

CHARTIER, Roger. VI. Textos, impressões, leituras. In: HUNT, Lynn (Org.). A nova história cultural. São Paulo: Martins Fontes, 1992. p. 211-238.

FREINET, Célestin. O jornal escolar. Lisboa: Editorial Estampa, 1974.

GHIRALDELLI JUNIOR, Paulo. História da Educação Brasileira. São Paulo: Cortez, 2006.

HOUSSAYE, Jean (Org.). Quinze pedagogos: textos selecionados. Petrópolis, RJ: De Petrus et Alii, 2013.

JORNAL da Educação. Joinville (SC), mar.-mai. 2015. Disponível em: <http://www.faed.udesc.br/arquivos/id_submenu/1986/jornal_da_educacao_286_caderno_udes_renovacao_pedagogica_brasil.pdf>. Acesso em: 24 jul. 2015.

MIGNOT, Ana Chrystina Venancio. Armanda Álvaro Alberto. Recife: Fundação Joaquim Nabuco, Editora Massangana, 2010.

NÓVOA, António.O regresso dos professores. Lisboa: Edição do Autor, 2011.

UDESC. Centro de Ciências Humanas e da Educação. Projeto Político Pedagógico do Curso de Licenciatura em Pedagogia. Florianópolis, 2010. Disponível em: <http://www.faed.udesc.br/arquivos/id_submenu/495/pedagogia_2012.pdf>. Acesso em: 20 abr. 2015

ZAMORA, Sara Ramos. Historia y corrientes internacionales de la Educación: grado Pedagogía – Herramienta Didáctica Documental – Guía del Alumno/a – Curso Académico 2012-2013. Madrid: Univerdad Complutense de Madrid, 2012.

Downloads

Publicado

2016-10-10

Como Citar

DALLABRIDA, N. Estudo da escola nova no Brasil por meio da elaboração de um jornal de turma. Revista Docência do Ensino Superior, [S. l.], v. 6, n. 2, p. 135-152, 2016. DOI: 10.35699/2237-5864.2016.2134. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/rdes/article/view/2134. Acesso em: 30 out. 2020.

Edição

Seção

Artigos