As pesquisas sobre formação de professores nas reuniões nacionais da ANPEd

que espaço há para a avaliação?

Palavras-chave: Formação de professores, GT8 da ANPEd, Avaliação educacional

Resumo

O presente trabalho, de cunho documental, buscou identificar traços do debate em torno da avaliação educacional na formação dos professores. Para isso, realizamos uma pesquisa tendo como objeto de análise os textos de pesquisas publicadas no GT08 – Formação de Professores nas Reuniões Nacionais da Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação no período de 2005 a 2015. A pesquisa mostrou que nenhum dos 335 textos apresentados nas dez edições mapeadas discutiu a avaliação educacional no contexto da formação de professores. Essa lacuna é preocupante, pois abre espaço para a cultura dos cursos de treinamento profissional oferecidos pelos sistemas de ensino que visam, principalmente, a instrumentalizar professores e gestores escolares para a chamada apropriação de resultados. Essa apropriação cria, mais uma vez, condições para que a avaliação do sistema ganhe espaço sobre a avaliação de sala de aula.

Biografia do Autor

Helena Rivelli de Oliveira, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF), na linha de pesquisa Linguagens, Culturas e Saberes. Membro do Grupo de Pesquisas em Educação Superior (GRUPES/UFJF).

Diovana Paula de Jesus, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Doutoranda em Educação pelo Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora, na linha de pesquisa Linguagens, Culturas e Saberes. Membro do Grupo Educação, Cultura e Comunicação (EDUCCO/UFJF) e do Grupo de Pesquisas em Educação Superior (GRUPES/UFJF).

Eliane Medeiros Borges, Universidade Federal de Juiz de Fora (UFJF)

Doutora em Educação pela Universidade Estadual de Campinas. É professora associada da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora. É coordenadora do EDUCCO/UFJF e do GRUPES/UFJF. É coordenadora-geral do Centro de Educação a Distância (CEAD) da UFJF e também Coordenadora do Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública da UFJF.

Referências

ANPED (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação). In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED: condições de submissão de texto/proposta, 38, 2017. Disponível em: http://38reuniao.anped.org.br/sites/default/files/resources/condicoes_de_submissao_de _ texton_2017_versao_final_15.03.pdf. Acesso em: 3 mar. 2018.

ANPED (Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação). GT08 – Formação de Professores. Disponível em: http://anped.org.br/grupos-de-trabalho/gt08-formação-de-professores. Acesso em: 1 mar. 2019.

BONAMINO, Alicia; SOUZA, Sandra Zákia. Três gerações de avalição da educação básica no Brasil: interfaces com o currículo da/na escola. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 38, n. 2, p. 373-388, abr./jun. 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Observatório do PNE: formação de professores. 2018. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_content &id =15944:programas-do-mec-voltados-a-formacao-de-professores. Acesso em: 1 mar. 2018.

BROOKE, Nigel; CUNHA, Maria Amália. A avaliação externa como instrumento de gestão educacional nos estados. Estudos e Pesquisas Educacionais, São Paulo, v. 2, n. 2, p. 17-79, nov. 2011. Disponível em: http://www.fvc.org.br/estudos-e-pesquisas/livro-2-2011.shtml. Acesso em: 20 fev. 2018.

CONDÉ, Eduardo Salomão. Abrindo a caixa: dimensões e desafios na análise de políticas públicas. Pesquisa e Debate em Educação, Juiz de Fora, v. 2, n. 2, p. 78-100, jul./dez. 2012.

DAVIS, Cláudia Leme Ferreira Prefácio. In: CALDERANO, Maria Da Assunção; BARBACOVI, Lecir Jacinto; PEREIRA, Margareth Conceição (org.). O que o IDEB não conta?. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2013.

FETZNER, Andréa Rosana. Entre o diálogo e a redução: práticas curriculares. In: FERNANDES, C. O. (org.). Avaliação das aprendizagens: sua relação com o papel social da escola. São Paulo: Cortez, 2014.

GATTI, Bernadete Angelina. O professor e a avaliação em sala de aula. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, n. 27, p. 97-114, jan./jun. 2003.

PEREIRA, Margareth Conceição; CALDERANO, Maria da Assunção; MARQUES, Gláucia Fabri Carneiro. Algumas implicações das avaliações externas no trabalho docente. In: CALDERANO, Maria da Assunção; BARBACOVI, Lecir Jacinto; PEREIRA, Margareth Conceição (org.). O que o IDEB não conta?. Juiz de Fora: Editora UFJF, 2013.

SALES, Maria Cristina da Mota. Gestão de resultados escolares: um estudo das escolas estaduais no município de Barcelos (AM). 2015. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2015.

SILVA, Waldirene Rodrigues Silva. O Conselho de Classe como instrumento de gestão pedagógica e de planejamento do trabalho escolar. 2017. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2017.

SOUZA, Clarilza Prado. Dimensões da Avaliação Educacional. Estudos em Avaliação Educacional, São Paulo, n. 22, p. 101-118, 2000.

SOUZA, Antônio Roberto de Araújo. Gestão de programas/projetos como fator de sucesso: o caso da escola estadual Francisco Holanda Montenegro do Ceará. 2016. Dissertação (Mestrado Profissional em Gestão e Avaliação da Educação Pública) – Faculdade de Educação, Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, 2016.

SOUZA, Antônio Roberto de Araújo; OLIVEIRA, Helena Rivelli; ALVIM, Maria Isabel da Silva Azevedo. O mapeamento de boas práticas de gestão e sucesso escolar: possibilidades para a gestão regional na CREDE 16. In: Diálogos & Proposições: planos de ação para a Rede Estadual de Ensino do Ceará. Volume III. Juiz de Fora: Projeto CAEd-Fadepe/JF, 2018.

Publicado
2019-06-18
Como Citar
OLIVEIRA, H. R. DE; JESUS, D. P. DE; BORGES, E. M. As pesquisas sobre formação de professores nas reuniões nacionais da ANPEd. Revista Docência do Ensino Superior, v. 9, p. 1-15, 18 jun. 2019.
Edição
Seção
Artigos