Uma proposta de acolhimento do estudante do Ensino Superior

o ALCE

Palavras-chave: Pedagogia crítica, Cultura Livre, Multiletramentos, Ensino Superior

Resumo

O objetivo deste artigo é relatar uma experiência de criação e desenvolvimento do Ambiente Livre e Colaborativo do Estudante (ALCE), na Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais, em funcionamento desde o segundo semestre de 2017. O projeto partiu da dificuldade do estudante, por vários motivos, de inserir-se efetivamente em práticas acadêmicas que são exigência desse nível de ensino. Diante desse diagnóstico, com base em fundamentos da pedagogia crítica de Paulo Freire, da Cultura Livre e de multiletramentos, uma equipe de docentes da Faculdade propôs um ambiente de acolhimento online e presencial. O ALCE tem alcançado seus objetivos, por propiciar ao estudante da Faculdade sentir-se acolhido, participante efetivo de seu curso, respeitado na sua individualidade e motivado a colaborar com o outro.

Biografia do Autor

Ana Cristina Fricke Matte, UFMG

É professora da Faculdade de Letras da UFMG, pesquisadora na área de Linguagem e Tecnologia, semioticista com mestrado e doutorado pela FFLCH/USP e pós-doutorado em Fonoestilística pela UNICAMP. Leciona disciplinas online desde 2005, sempre utilizando recursos abertos e software livre. É autora do livro "Sementes de Educação Aberta e Cultura Livre" (Pedro & João Editores, 2018) e diretora do Grupo Texto Livre.

Adriane Teresinha Sartori, UFMG
É doutora em Linguística Aplicada pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e professora da Faculdade de Letras da Universidade Federal de Minas Gerais. Dedica-se à formação de professores em projetos de pesquisa/extensão, na graduação em Letras e no mestrado profissional em Letras (Profletras-UFMG). Interessa-se, sobretudo, por ensino de leitura e produção escrita em perspectivas críticas de educação.  
Daniervelin Renata Marques Pereira, UFMG

É doutora em Letras pela Universidade de São Paulo, mestre em Linguística Aplicada e licenciada em Português/Francês pela Faculdade de Letras/UFMG. É professora da Universidade Federal de Minas Gerais. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Linguística Aplicada, atuando principalmente nos seguintes campos: Ensino-aprendizagem de Língua Portuguesa, Semiótica Discursiva, Linguagem e Tecnologia, Recursos Educacionais Abertos e Gêneros Digitais.

Referências

ALENCAR, Anderson Fernandes de. Compartilhamento do conhecimento: desafios para a educação. 2012. Tese (Doutorado em Educação) –Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo. 2012. Disponível em: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-30012014-102711/pt-br.php. Acesso em: 31 maio 2018.

ARAÚJO, Ana Rita. Efeito regressivo inicial do Sisu na inclusão socioeconômica foi revertido com integralização da Lei de Cotas. Portal de notícias da UFMG, dez. 2016. Disponível em: https://www.ufmg.br/online/arquivos/046195.shtml. Acesso em: 1 jun. 2018.

BELISÁRIO, Adriano. Sobre guerrilhas e cópias. In: BELISARIO, Adriano; TARIN, Bruno (org.). Copyfight: pirataria e culture livre. Rio de Janeiro: Beco do Azougue, 2012, p. 75-92.Disponível em:https://crabgrass.riseup.net/assets/118853/COPYFIGHT%20web.pdf#page=76. Acesso em: 7 jun. 2018.

COPE, Bill; KALANTZIS, Mary. Multiliteracies –Literacy Learning and the Design of Social Futures. New York: Routledge, 2000.

COPE, Bill; KALANTZIS, Mary. Multiliteracies: new literacies, new learning, Pedagogies: An International Journal, London, v. 4, n. 3, p. 164-195, 2009. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1080/15544800903076044. Acesso em: 2 maio 2018.

FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. São Paulo: Autores Associados: Cortez, 1989. (Coleção polêmicas do nosso tempo; 4).

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 50. ed. rev. e atual. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, Paulo; MACEDO, Donaldo. Alfabetização: leitura do mundo, leitura da palavra. 6. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2013.

GEE, James Paul. Social linguistics and literacies: Ideology in discourses. London: Taylor and Francis, 1996. KRESS, Gunther.Literacy in the new media age. London: Routledge, 2003.

LEMOS, Zirlene. Estudantes expõem situações de discriminação e falta de diálogo. Portal de notícias da UFMG, maio 2018. Disponível em:https://ufmg.br/comunicacao/noticias/estudantes-expoem-situacoes-de-discriminacao-e-falta-de-dialogo. Acesso em: 1 jun. 2018.

LESSIG, Lawrence. Free culture: how big media uses technology and the law to lock down culture and control creativity. New York: The Penguim Press, 2005.

MATTE, Ana Cristina F. Análise semiótica da sala de aula no tempo da EAD. Revista Tecnologias na Educação, v. 1, 2009. Disponível em: http://tecnologiasnaeducacao.pro.br/wp-content/uploads/2015/07/pal4-vol1-dez-20091.pdf. Acesso em: 19 ago. 2015.

Publicado
2019-05-09
Como Citar
MATTE, A. C. F.; SARTORI, A. T.; PEREIRA, D. R. M. Uma proposta de acolhimento do estudante do Ensino Superior. Revista Docência do Ensino Superior, v. 9, p. 1-16, 9 maio 2019.
Edição
Seção
Artigos