Avaliação de aplicativo digital para o ensino de sinais vitais

Autores

  • Francisco Gilberto Fernandes Pereira Universidade Federal do Piauí, epartamento de Enfermagem, Picos PI , Brazil, Enfermeiro. Mestre em Enfermagem. Professor Assistente I. Universidade Federal do Piauí, Departamento de Enfermagem. Picos, PI - Brasil, Universidade Federal do Piauí
  • Natasha Marques Frota Centro Universitário Estácio do Ceará, Departamento de Enfermagem, Fortaleza CE , Brazil, Enfermeira. Doutora em Enfermagem. Professora Adjunta. Centro Universitário Estácio do Ceará, Departamento de Enfermagem. Fortaleza, CE - Brasil
  • Débora Valente da Silva Centro Universitário Estácio do Ceará, Departamento de Enfermagem, Curso de Enfermagem, Fortaleza CE , Brazil, Acadêmica. Centro Universitário Estácio do Ceará, Departamento de Enfermagem, Curso de Enfermagem. Fortaleza, CE - Brasil
  • Luciana Maria Oliveira de Sousa Universidade de Fortaleza, Departamento de Enfermagem, Curso de Enfermagem, Fortaleza CE , Brazil, Acadêmica. Universidade de Fortaleza - UNIFOR, Departamento de Enfermagem, Curso de Enfermagem. Fortaleza, CE - Brasil, Universidade de Fortaleza
  • Jamily Cunha de Almeida Universidade de Fortaleza, Departamento de Enfermagem, Curso de Enfermagem, Fortaleza CE , Brazil, Acadêmica. Universidade de Fortaleza - UNIFOR, Departamento de Enfermagem, Curso de Enfermagem. Fortaleza, CE - Brasil, Universidade de Fortaleza
  • Francisco Mauricio Sales Cysne UNIFOR, Departamento de Farmácia, Curso de Farmácia, Fortaleza CE , Brazil, Acadêmico. UNIFOR, Departamento de Farmácia, Curso de Farmácia. Fortaleza, CE - Brasil, Universidade de Fortaleza

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2017.49864

Palavras-chave:

Enfermagem, Tecnologia Educacional, Sinais Vitais

Resumo

O objetivo deste estudo é descrever a avaliação pelo público-alvo de um aplicativo de celular construído para o ensino dos sinais vitais. Seguiramse metodologicamente os passos propostos por Galvis-Panqueva para o processo de construção e validação de tecnologias. E neste estudo está descrita a etapa de avaliação pelo usuário. Participaram 29 acadêmicos do curso de graduação de enfermagem, que responderam a um instrumento de avaliação do aplicativo quanto às características de estilo, motivação e conteúdo. Como resultado, é possível destacar que a maior parte avaliou o aplicativo como excelente para as três características avaliadas: estilo (21-25; 72,6%-86,2%); motivação (20-25; 69,0%-86,2%); e conteúdo (21-25; 72,4%-86,2%). No tocante à adesão ao uso do aplicativo, considera-se que a avaliação demonstrada nos resultados permite sugerir que os estudantes o utilizarão de forma rotineira, conforme suas necessidades, haja vista que ao considerar altos os valores de motivação, estilo e conteúdo, estará implícito um envolvimento emocional em acreditar que o recurso poderá ser útil para auxiliar na tomada de decisões. Assim, conclui-se que o aplicativo foi bem avaliado pelo grupo de estudantes de enfermagem. Desse modo, prevê-se que esse recurso será uma alternativa viável para o fortalecimento do processo de aprendizagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Juliani CMCM, Silva MC, Bueno GH. Avanços da informática em enfermagem no Brasil. J Health Inform. 2014[cited 2017 Apr 12]6(4):161-5. Available from: http://www.jhi-sbis.saude.ws/ojs-jhi/index.php/jhi-sbis/article/view/322/218.

Araújo RPA, Penteado CLC, Santos MBP. Democracia digital e experiências de e-participação: webativismo e políticas públicas. Hist Ciênc Saúde - Manguinhos. 2015[cited 2017 Apr 10]22(supl):1597-619. Available from: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59702015001001597.

Teixeira E, Martins TDR, Miranda PO, Cabral BG, Silva BAC, Rodrigues LSS. Tecnología educativa acerca de cuidados en el pós-parto: construcción y validación. Rev Baiana Enferm. 2016[cited 2017 Mar 11]30(2):1-10. Available from: https://portalseer.ufba.br/index.php/enfermagem/article/view/15358/pdf_53.

Castro FSF, Dias DMV, Higarashi IH, Scochi CGS, Fonseca LMM. Avaliação da interação estudante-tecnologia educacional digital em enfermagem neonatal. Rev Esc Enferm USP. 2015[cited 2017 Mar 11]49(1):114-21. Available from: http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v49n1/pt_0080-6234-reeusp-49-01-0114.pdf.

Pereira FGF, Sousa LMO, Silva DV, Frota NM, Caetano JÁ. Construction and validation of digital application for teaching vital signs. Int Arch Med. 2016[cited 2017 Jan 20]9(217):1-9. Available from: http://imed.pub/ojs/index.php/iam/article/view/1851.

Silva PS, Ramos RL, Cunha KCS, Figueiredo NMA. Habilidades e destreza manual: tratando da criação no ensino de semiotécnica na enfermagem. Rev Pesqui Cuid Fundam online. 2015[cited 2017 Jan 20]7(3):2874-86. Available from: http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/view/3685/pdf_1640.

Teixeira CC, Boaventura RP, Souza ACS, Paranaguá TTB, Bezerra ALQ, Bachion MM, AbreItalicoet al.FechaItalico Aferição de sinais vitais: um indicador do cuidado seguro em idosos. Texto Contexto Enferm. 2015[cited 2017 Jan 12]24(4):1071-8. Available from: http://www.scielo.br/pdf/tce/v24n4/pt_0104-0707-tce-24-04-01071.pdf.

Jarvis C. Guia de exame físico para a enfermagem. 6ª ed. Rio de Janeiro: Elsevier; 2012.

Domingues AN, Jesus ITM, Mascarenhas SH. Informática na educação em saúde e enfermagem: análise dos grupos de pesquisa. J Health Inform. 2017[cited 2017 May 05]9(1):19-24. Available from: http://www.jhi-sbis.saude.ws/ojs-jhi/index.php/jhi-sbis/article/view/460/301.

Polit DF, Beck CT, Hungler BP. Fundamentos de pesquisa em enfermagem: métodos, avaliação e utilização. 7ª ed. Porto Alegre: Artes Médicas; 2011.

Panqueva A, Mendoza P. Ambientes virtuales de aprendizaje: uma metodologia para su creación. Informática Educ. 1999[cited 2017 Feb 13]12(2):295-317. Available from: http://www.colombiaaprende.edu.co/html/mediateca/1607/articles-106223_archivo.pdf

Pereira FGF, Silva DV, Sousa LMO, Frota NM. Construção de um aplicativo digital para o ensino de sinais vitais. Rev Gaúcha Enferm. 2016[cited 2017 Feb 13]37(2):e59015. Available from: http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v37n2/0102-6933-rgenf-1983-144720160259015.pdf.

Ministério da Saúde (BR). Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Brasília: MS; 2013.

Frota NM, Barros LM, Araújo TM, Caldini LN, Nascimento JC, Caetano JA. Construção de uma tecnologia educacional para o ensino de enfermagem sobre punção venosa periférica. Rev Gaúcha Enferm. 2013[cited 2017 Feb 14]34(2):29- 36. Available from: http://www.scielo.br/pdf/rgenf/v34n2/v34n2a04.pdf.

Tibes CMS, Dias JD, Mascarenhas SH.. Aplicativos móveis desenvolvidos para a área da saúde no Brasil: revisão integrativa da literatura. REME - Rev Min Enferm. 2014[cited 2017 Feb 14]18(2):471-8. Available from: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/940.

Perry GT, Eichler ML, Resende G. Avaliação de usabilidade do Mobiteste, um aplicativo educacional para dispositivos móveis. Rev Bras Design Inform. 2012[cited 2017 Mar 12]9(2):70-87. Available from: https://infodesign.emnuvens.com.br/infodesign/article/view/121.

Fotheringham D. Confident to seek help: the development of skill and judgement in nurse practitioners. Nurse Educ Today. 2013[cited 2017 May 08]33(7):701-8. Available from: http://www.nurseeducationtoday.com/article/S0260-6917(13)00093-2/pdf.

Freitas LV, Teles LMR, Lima TM, Vieira NFC, Barbosa RCM, Pinheiro AKB, AbreItalicoet al.FechaItalico Physical examination during prenatal care: construction and validation of educational hypermedia for nursing. Acta Paul Enferm. 2012[cited 2017 May 08]25(4):581-8. Available from: http://www.scielo.br/pdf/ape/v25n4/en_16.pdf.

Frota NM, Barros LM, Araújo TM, Lopes MVO, Almeida PC, Caetano JA. Validação de hipermídia educativa sobre punção venosa periférica. Texto Contexto Enferm. 2015[cited 2017 Apr 13]24(2):353-61. Available from: http://www.scielo.br/pdf/tce/v24n2/pt_0104-0707-tce-24-02-00353.pdf.

Prado C, Casteli CPM, Lopes TO, Kobayashi RM, Peres HHC, Leite MMJ. The virtual environment of a research group: the tutors' perspective. Rev Esc Enferm USP. 2012[cited 2017 Apr 13]46(1):246-51. Available from: https://www.researchgate.net/publication/221970101.

Alves VLS, Okagawa FS, Parra JFG, Bohomol E, Cunha ICKO. Interatividade virtual: fórum web café em um curso de gestão em enfermagem. REME - Rev Min Enferm. 2015[cited 2017 May 18]19(1):127-33. Available from: http://www.reme.org.br/artigo/detalhes/991.

Publicado

09-11-2017

Como Citar

1.
Pereira FGF, Frota NM, Silva DV da, Sousa LMO de, Almeida JC de, Cysne FMS. Avaliação de aplicativo digital para o ensino de sinais vitais. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 9º de novembro de 2017 [citado 15º de junho de 2024];21(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/49864

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

Artigos Semelhantes

Você também pode iniciar uma pesquisa avançada por similaridade para este artigo.