Cuidados às pessoas com úlcera venosa: percepção dos enfermeiros da estratégia de saúde da família

Autores

  • Diego Borges do Reis
  • Graziella Araujo Peres
  • Zuffi Fernanda Bonato UberabaMG, Universidade Federal do Triângulo Mineiro, Curso de Enfermagem , Brasil
  • Lúcia Aparecida Ferreira Uberaba,MG, UFTM, Curso de Enfermagem , Brasil
  • Márcia Tasso Dal Poggetto UberabaMG, UFTM, Curso de Enfermagem , Brasil

DOI:

https://doi.org/10.35699/2316-9389.2013.50254

Palavras-chave:

Enfermeiro, Úlcera Varicosa, Atenção Básica a Saúde, Saúde da Família, Conhecimento

Resumo

Trata-se de um estudo descritivo com abordagem qualitativa, cujos objetivos foram identificar o conhecimento dos enfermeiros das Equipes de Saúde da Família (ESF) do distrito sanitário III de Uberaba-MG sobre os cuidados necessários às pessoas portadoras de úlcera venosa e descrever suas percepções. Após a aprovação no Comitê de Ética, os dados foram coletados com 16 enfermeiros, por meio de entrevista semiestruturada. Utilizou-se a técnica de análise por Bardin. Na análise dos dados, surgiram três categorias: conhecimento adequado, conhecimento insuficiente e desconhecimento, relacionados ao conhecimento sobre úlcera venosa, seus cuidados, orientações e abordagem integral do portador. O conhecimento específico do profissional, sua capacitação, as melhores condições de trabalho, a utilização da integralidade e a adoção de um protocolo são essenciais para o aprimoramento dos cuidados da pessoa com úlcera venosa, diminuindo, assim, o tempo de cicatrização e os índices de recidiva.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Macedo EAB, Oliveira AKA de, Melo GSM, et al. Caracterização sóciodemográfica dos pacientes com úlcera venosa atendidos em um hospital

universitário. Rev Enferm UFPE on line. 2010; 4(spe):1863-7.

Dantas DV, Torres GV, Nóbrega WG da, et al. Assistência a portadores de

úlceras venosas baseada em protocolos: revisão de literatura em bases de

dados eletrônicas. Rev Enferm UFPE on line. 2010; 4(spe):1944-50.

Deodato OON. Avaliação da qualidade da assistência aos portadores de úlceras

venosas atendidos no ambulatório de um hospital universitário em Natal/RN

[dissertação]. Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; 2007. 104f.

Borges EL. Tratamento tópico de úlcera venosa: proposta de uma diretriz

baseada em evidências [tese]. Ribeirão Preto: Universidade de São Paulo

EERP/USP; 2005. 306 f

Zuffi FB. A atenção dispensada aos usuários com úlcera venosa: percepção

dos usuários cadastrados nas equipes de saúde da família [tese]. Ribeirão

Preto: Universidade de São Paulo EERP/USP; 2009. 129 f.

Abbade LPF, Lastória S. Abordagem de pacientes com úlcera de perna de

etiologia venosa. An Bras Dermatol. 2006; 81(6):509-22.

Santos RFFN, Porfírio GJM, Pitta GBB. A diferença na qualidade de vida de

pacientes com doença crônica leve e grave. J Vasc Bras. 2009; 8(2):143-7.

Azoubel R, Torres GV, Silva LWS, Gomes FV, Reis LA. Efeitos da terapia física

descongestiva na cicatrização de úlceras venosas. Rev Esc Enferm USP. 2010;

(4):1085-92.

Borges EL, Caliri MHL, Haas VJ. Revisão sistemática do tratamento tópico da

úlcera venosa. Rev Latinoam Enferm. 2007; 15(6):1163-70.

Martins DA, Souza AM. O perfil dos clientes portadores de úlcera varicosa

cadastrados em programas de saúde pública. Cogitare Enferm. 2007;

(3):353-7.

Mata VE, Porto F, Firmino F. Tempo e custo do procedimento: curativo em

úlcera vasculogênica. Rev Pesq Cuid Fundam online. 2010; 2(Supl.):94-7.

Brasil. Ministério da Saúde. Saúde da família: uma estratégia para reorientação

do modelo assistencial. Brasília: MS; 1998.

Cunha NA. Sistematização da assistência de enfermagem no tratamento

de feridas crônicas. 2006. [Citado 2011 mar. 03]. Disponível em http//www.

abenpe.com.br.

Conselho Regional de Enfermagem de Minas Gerais – COREN-MG. Legislação e normas. [Citado em 2011 Out. 10] Disponível em: www.corenmg.gov.br

Carmo SS, Castro CD, Rios VS, Sarquis MGA. Atualidades na assistência de

enfermagem a portadores de úlcera venosa. Rev Eletrônica Enferm. 2007;

(2): 506-17.

Carneiro CM, Sousa FB, Gama FN. Tratamento de feridas: assistência

de enfermagem nas unidades de atenção primária à saúde. Rev Enferm

Integrada. 2010; 3(2):494-505.

Bersusa AAS, Lages JS. Integridade da pele prejudicada: identificando e

diferenciando uma úlcera arterial e uma venosa. Ciênc Cuidado Saúde. 2004;

(1):81-92.

Nunes JP. Avaliação da assistência à saúde dos portadores de úlceras venosas

atendidos no programa saúde da família do município de Natal/RN [tese].

Natal: Universidade Federal do Rio Grande do Norte; 2006. 131 f.

Fontoura RT, Mayer CN. Uma breve reflexão sobre a integralidade. Rev Bras

Enferm. 2006; 59(4): 532-7.

Publicado

01-03-2013

Como Citar

1.
Reis DB do, Peres GA, Fernanda Bonato Z, Ferreira LA, Poggetto MTD. Cuidados às pessoas com úlcera venosa: percepção dos enfermeiros da estratégia de saúde da família. REME Rev Min Enferm. [Internet]. 1º de março de 2013 [citado 19º de julho de 2024];17(1). Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/reme/article/view/50254

Edição

Seção

Pesquisa

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)