ENTRE IDEOLOGIA E UTOPIA: A DIALÉTICA DA IMAGINAÇÃO EM MANNHEIM

Autores

  • Mateus Augusto de Oliveira
  • Philippe Oliveira de Almeida

DOI:

https://doi.org/10.35699/2525-8036.2017.5021

Resumo

O objetivo deste trabalho é analisar o conceito de utopia elaborado pelo sociólogo húngaro Karl Mannheim. Para tanto, estudaremos o papel desempenhado pela obra Ideologia e utopia no pensamento de Mannheim. O livro é a carta de fundação da sociologia do conhecimento como disciplina autônoma. Mostraremos como Ideologia e utopia desenvolve uma aproximação entre imaginário e política. Mannheim argumenta que toda sociedade se alicerça em ficções, símbolos, mitos e ritos. O sociólogo distancia-se de Marx e Engels ao criticar a distinção entre consciência alienada e consciência esclarecida, ciência e ideologia. No cerne da sociologia do conhecimento desenvolvida por Mannheim está uma polarização entre ideologia e utopia, definida pelo filósofo Paul Ricoeur como “dialética da imaginação”. Para Mannheim, o conceito de ‘utopia’ se desenvolveria em contraposição à noção de ‘ideologia’: a tensão entre um e outro estaria na base de toda comunidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-07-28

Como Citar

DE OLIVEIRA, M. A.; OLIVEIRA DE ALMEIDA, P. ENTRE IDEOLOGIA E UTOPIA: A DIALÉTICA DA IMAGINAÇÃO EM MANNHEIM. Revista de Ciências do Estado, Belo Horizonte, v. 2, n. 1, 2017. DOI: 10.35699/2525-8036.2017.5021. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revice/article/view/5021. Acesso em: 7 jul. 2022.

Edição

Seção

Dossiê