Uma quimera quase real

A burleta O Mambembe de Arthur Azevedo e José Piza

Autores

Palavras-chave:

teatro brasileiro, dramaturgia, O Mambembe, Arthur Azevedo

Resumo

A fim de analisar a obra O Mambembe, de Arthur Azevedo e José Piza, pretende-se nesse estudo elaborar questões relativas às correlações da obra com os seus recursos cômicos e com o contexto histórico. Para tal,
utilizaram-se teorias acerca de algumas formas do gênero cômico, tais como a comédia de costumes, a opereta, a revista, a sátira, a farsa e a paródia. Através disso estabeleceram-se aproximações da dramaturgia com os dispositivos e as características típicas de cada uma dessas formas do cômico. Por fim, como resultado tem-se uma análise estrutural da dramaturgia, buscando defini-la no âmbito da burleta e identificá-la dentro do contexto histórico teatral brasileiro.

Biografia do Autor

Phelippe Celestino, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, Brasil

Bolsista Pesquisador Universidade de São Paulo FAPESP

Ferdinando Martins, Universidade de São Paulo (USP), São Paulo, Brasil

Professor Doutor Universidade de São Paulo FAPESP

Referências

AZEVEDO, Arthur; PIZA, José. O Mambembe. Rio de Janeiro: SBAT, Coletânea Teatral, n. 67, 1960.

BERGSON, Henri. O Riso. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

FARIA, João Roberto (org.). História do Teatro Brasileiro, v. 1. São Paulo: Perspectiva, 2012.

_________________. Artur Azevedo e a Burleta: A Capital Federal. 2016. Texto inédito cedido pelo autor.

__________________. Martins Pena e a Comédia Farsesca de Costumes: O Judas em Sábado De Aleluia. 2016. Texto inédito cedido pelo autor.

GUENZBURGER, Gustavo. O Mambembe, o rural, o antigo: o outro ingênuo como ficção para o próprio progresso. XII Congresso Internacional da ABRALIC, Paraná, 2011.

HODGART, Matthew. La sátira. Madrid: Ediciones Guadarrama, 1969.

HUTCHEON, Linda. Uma teoria da paródia: ensinamento das formas de arte do século XX. Lisboa: Edições 70.

MACEDO, Joaquim Manuel de. Memórias da Rua do Ouvidor. Brasília: UnB, 1988.

MENCARELLI, Fernando. A cena aberta: a interpretação de “O Bilontra” no Teatro de Revista de Arthur Azevedo. Dissertação. Universidade Estadual de Campinas, Programa de Pós-Graduação em História, 1996.

NEVES, Larissa de Oliveira. As Comédias de Artur Azevedo – Em Busca da História. Tese. Universidade Estadual de Campinas, Programa de Pós-Graduação em Teoria e História Literária, Instituto de Estudos da Linguagem, 2006.

PAVIS, Patrice. Dicionário de Teatro. São Paulo: Perspectiva: 2011.

PENNA-FRANCA, Luciana. A Morgadinha de Val-Flor na rota de teatro entre Portugal e Brasil. XXVIII Simpósio Nacional de História, Florianópolis, 2015.

PRADO, Décio de Almeida. História Concisa do Teatro Brasileiro. São Paulo: EDUSP, 1999.

REY-FLAUD, Bernadette. La farce ou la machine a rire. Genève: Droz, 1984.

VENEZIANO, Neyde. O Teatro de Revista no Brasil: dramaturgia e convenções. Campinas: Editora da Unicamp, 1991.

Downloads

Publicado

2018-05-27

Como Citar

CELESTINO, P.; MARTINS, F. Uma quimera quase real: A burleta O Mambembe de Arthur Azevedo e José Piza. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, Belo Horizonte, p. 8–36, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistapos/article/view/15602. Acesso em: 22 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos - Seção temática