O que Benjamin diz ao artista ?

Autores

  • Stéphane Huchet Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Brasil

Palavras-chave:

Walter Benjamin, imagem, artista, dialética, história

Resumo

A relação de Walter Benjamin com a arte, a literatura, a história e a política cria um universo sensível propício à intensificação do pensamento. Privilegiando de maneira fragmentária as motivações “estéticas” que perpassam seus textos, abordamos alguns microcosmos conceituais trabalhados por ele para sugerir afinidades e convergências com a sensibilidade artística e a responsabilidade ética de ser artista.

Biografia do Autor

Stéphane Huchet, Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), Brasil

Stéphane Huchet é professor na Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais. Pesquisador do CNPq. Autor de Le tableau du monde, Paris: L’Harmattan, 1999 ; Intenções espaciais. A plástica exponencial da arte (1900-2000), Belo Horizonte : C/Arte, 2012 ; Fragmentos de uma teoria da arte (Stéphane Huchet, org.), São Paulo : Edusp, 2012.

Referências

BENJAMIN, Walter. Essais I, 1922-1934. Paris: éditions Denoël, 1971.

BENJAMIN, Walter. L’origine du drame baroque allemand. Paris: 1985.

BENJAMIN, Walter. Paris, capitale du XIXème siècle. Le Livre des Passages, (trad. do alemão por Jean Lacoste). Paris: Les éditions du cerf, 2006.

COMETTI, Jean-Pierre Art, représentation, expression. Paris : PUF, 2002.

Downloads

Publicado

2015-06-01

Como Citar

HUCHET, S. O que Benjamin diz ao artista ?. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, Belo Horizonte, p. 143–153, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistapos/article/view/15676. Acesso em: 25 abr. 2024.

Edição

Seção

Artigos - Seção temática