Valsa com Bashir: Táticas, territórios, espaços e resistência da arte

  • Ana Cláudia de Freitas Resende Universidade Federal de Minas Gerais - Escola de Belas Artes
Palavras-chave: Artes Visuais, Cinema, Fundamentos e Crítica das Artes

Resumo

Este trabalho celebra a homenagem da Revista Pós à artista Cláudia Paim, fundamentando-se na importância da obra “Táticas de Artistas na América Latina”, e propondo, de forma ousada, extrapolar seus estudos, aplicando-os às práticas colaborativas na Sétima Arte, em Israel. Para isso, toma-se como objeto de estudo o filme Valsa com Bashir (2009), um documentário em animação, que se atreve a entrelaçar os universos ficcional e não ficcional, aparentemente antagônicos. Enfatiza-se, aqui, a criação artística e a formação de redes de colaboradores, que ultrapassou limites conceituais, técnicos, orçamentários e geográficos, culminando no reconhecimento internacional.

Biografia do Autor

Ana Cláudia de Freitas Resende, Universidade Federal de Minas Gerais - Escola de Belas Artes

Jornalista, graduada pela PUC Minas, em 1994; especialização em Cinema pela PUC Minas, em 2001; Mestre em Artes pela UFMG, em 2005; doutora em Artes pela UFMG, em 2014.

Publicado
2019-11-22
Como Citar
DE FREITAS RESENDE, A. C. Valsa com Bashir: Táticas, territórios, espaços e resistência da arte. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, p. 211-229, 22 nov. 2019.
Seção
Artigos - Seção temática