Literatura de Cordel e Educação

um mosaico interartístico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.35699/2237-5864.2021.20633

Palavras-chave:

Literatura de cordel, Intermidialidade e Interartes, Ensino, Educação Básica

Resumo

Este estudo visa apresentar a literatura de cordel sob um viés artístico-literário. Para a análise buscamos uma  perspectiva literária das Intermidialidades (Clüver, 2010; Diniz, 2012), estudando o cordel como processo de hibridização interartística e transcultural. Trazendo à tona essa complexidade composicional, o cordel ilumina o Ensino da Literatura Brasileira no contexto da Educação Básica  (Vygotsky,1991), desenvolvendo, como eixo experiencial da nossa proposta, uma leitura em múltiplas conexões –  literárias, artísticas, históricas. Os resultados apresentados até o momento, no Ensino Básico, demonstram o quanto a abordagem intermidiática abre o campo de visão do ledor, problematiza os critérios de validação da obra permitindo, a docente e discentes, desenvolver um novo olhar para a arte composicional da literatura de cordel e sua presença na formação cultural brasileira.

Biografia do Autor

Rosana Malafaia, Universidade do Estado do Rio de Janeiro - Brasil

Possui graduação em Letras - Língua Portuguesa pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2003) e Mestrado em Letras pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (2018). Atualmente é Doutoranda em Literatura Brasileira do Programa de Pós-graduação em Letras da Universidade do Estado do Rio de Janeiro, sob orientação da Profa. Dra. Maria Cristina Cardoso Ribas, e professora estatutária pela Secretaria de Educação do Estado do Rio de Janeiro, em Santo Cristo. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Literatura Brasileira e Língua Portuguesa, atuando principalmente nos seguintes temas: Literatura Comparada, Intermidialidades e Estudos Interartes, Ensino de Literatura, Literatura de Cordel, Leitura, Produção textual.

Referências

ABREU, Márcia. Histórias de cordéis e folhetos. Campinas/ São Paulo: Mercado das letras, 1999.

ALVES, José Hélder Pinheiro. O que ler? Por que ler? A literatura e seu ensino. In: DALVI, Amélia Maria; REZENDE, Neide Luzia de; JOVER-FALEIROS, Rita. (orgs). Leitura de Literatura na escola. São Paulo: Parábola, 2013. p. 35-49.

ATHAYDE, João Martins de. As Proezas de João Grilo. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Literatura de Cordel, 1932.

BARROS, Leandro Gomes de. O Cavalo que Defecava Dinheiro. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Literatura de Cordel, 1976.

BARROS, Leandro Gomes de. O Dinheiro. Rio de Janeiro: Academia Brasileira de Literatura de Cordel, 1909.

BONACIM, Larissa Degasperi. O canto de rouxinol de Rinaré: O Alienista, de Machado de Assis, em Literatura de Cordel. In: REICHMAN, Brunilda. (Org.) Assim transitam os textos: ensaios sobre Intermidialidade. Curitiba: Appris, 2016. p.295-310.

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular. Brasília: MEC, 2017. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_20dez_site.pdf. Acesso em: 20 de jan. de 2020.

CALVINO, Ítalo. Por que ler os clássicos. Tradução: MOULIN, Nilson. 2 ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

CARVALHO, Gilmar de. Matrizes da Leitura - a expressão xilográfica. In: Revista Leitura - Teoria e Prática, Campinas/SP, n. 24, p. 49-51, dez de 1994, ALB.

CASCUDO, Luís Câmara. Dicionário do folclore brasileiro. 12 ed. São Paulo: Global, 2005.

CASCUDO, Luís Câmara. Literatura oral no Brasil. 2 ed. São Paulo: Global, 2006.

CASCUDO, Luís Câmara. Vaqueiros e Cantadores. São Paulo: Global, 2005.

CLUVER, Clauss. Intermidialidade. Pós: Belo Horizonte, v.1, n. 2, p. 8 – 23, nov, 2011. Disponível em: <https://www.eba.ufmg.br/revistapos/index.php/pos/article/view/16/16. Acesso em 15 maio 2019.

DEBS, Sylvie. Cinema e Cordel. Jogo de espelhos. Fortaleza/São Luís: Interarts, 2014.

FRANKLIN, Jeová. Xilogravura popular na literatura de cordel. Brasília: LGE, 2007.

GONCALVES, Marco Antonio. Imagem-Palavra: A produção do cordel contemporâneo. In. Scielo Sociologia e Antropologia [online]. Rio de Janeiro, vol.1, n.2, p. 219-234, dez. 2011 Disponível em <https://doi.org/10.1590/2238-38752011v1210. Acesso em 07 de jan. de 2020.

HOMERO. A Odisseia. Ebooks Brasil – 1ªed. Ano: 2009. Livro digital.pdf. Disponível em: baixelivros.com.br Acesso a : 05de abril de 2020.

MÜLLER, Adalberto. Além da literatura, aquém do cinema? Considerações sobre a intermidialidade. Outra Travessia, Florianópolis, n. 7, p. 47-53, nov. 2009.

MONTEIRO, Pinto do. A vida, (s/a). In: TAVARES, Braulio. Contando histórias em versos. São Paulo: Editora 34, 2005, p.23.

RIBAS, M.C.C. Literatura e(m) cinema: breve passeio teórico pelos bosques da adaptação. ALCEU. Revista de Comunicação da PUC-Rio. v. 14 - n.28 - p. 117 a 128 - jan./jun. 2014.

RIBAS, M.C.C. Modos de ver, modos de ler, modos de ser: tópicos de transposição midial. Abralic. http://www.abralic.org.br/anais/arquivos/2017_1522196085. p. 2878-2885.

RIBAS, M.C.C.; NUNEZ, C. Diálogos contemporâneos: da palavra ao écran. Passages de Paris (APEB-Fr) n.13, p. 493 a 511. jul/dez.2016.

RIBAS, M.C.C.; ALENCAR, M. O romance O vice-rei de Uidá, de Bruce Chatwin, e o filme Cobra verde, de Werner Herzog: um estudo da transposição midiática. In Alceu. v.18, n.36, p. 36-53, jan-jun/2018.

RODRIGUES-PINTO, Maria Isaura. Memórias (não) hegemônicas e interações culturais no cordel do Brasil. In Linguagem em (Re)vista. Niterói, v. 10, n. 20, p. jul.-dez./2015.

ROIPHE, Alberto. Gênero verbo-visual. In: FERNANDEZ, Marcela Afonso (org.). Gêneros textuais: teoria e prática nos anos iniciais do ensino fundamental. Rio de janeiro: Rovelle, 2011. p. 113-135.

SHAKESPEARE, William. O mercador de Veneza. Tradução: MEDEIROS, Fernando Carlos de Almeida Cunha; MENDES, Oscar. São Paulo: Martin Claret, 2007.

SUASSUNA, Ariano. Auto da Compadecida. Rio de Janeiro: Agir, 1986.

SUASSUNA, Ariano. Torturas de um coração ou em boca fechada não entra mosquito. In. Seleta em Prosa e Verso. Rio de Janeiro: José Olympio, 1974.

SUASSUNA, Ariano. O Santo e a Porca & O Casamento Suspeitoso. Rio de Janeiro: José Olympio, 1979.

TAVARES, Braulio. Contando histórias em versos. São Paulo: Editora 34, 2005.

VIANA, Arievaldo. Acorda Cordel na sala de aula. 2 ed. Ceará: Tupynanquim / Queima-Bucha, 2010.

VILELA, Fernando. Lampião e Lancelote. 3ª ed. São Paulo: Cosac Naify, 2015.

VYGOTSKI, L. S. Interação entre aprendizado e desenvolvimento. In: COLE, Michael; JOHN-STEINER, Vera; SCRIBNER, Sylvia; SOUBERMAN, Ellen (orgs). A formação social da mente. Tradução: NETO, José Cipolla; BARRETO, Luis Silveira Menna; AFECHE, Solange Castro. 4 ed. São Paulo: Martins Fontes, 1991.

AUTO da Compadecida. Direção de Guel Arraes. Brasil: Columbia Tristar, 2000. DVD (104min)

COBRA Verde. Direção de Werner Herzog. Roteiro: Bruce Chatwin e Werner Herzog. Alemanha: Werner Herzog Filmproduktion, 1987. Uma fita de vídeo (111min).

DEUS e o Diabo na Terra do Sol. Direção de Glauber Rocha. Roteriro: Glauber Rocha, Waldemar Lima, Paulo Gil Soares, Walter Lima Jr. Brasil: Copacabana filmes, 1964. Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=OlgBrV-E0v0 (120min), p&b. Acesso em 20 out. 2019.

DRAGÃO da Maldade contra o Santo Guerreiro. Direção e roteiro de Glauber Rocha. Brasil: Mapa Filmes, 1969.

Disponível em https://www.youtube.com/watch?v=xx_QFips7Ow (95min), colorido. Acesso em 20 out. 2019.

O MERCADOR de Veneza (The Merchant of Venice). Direção e Roteiro de Michael Radford (original William Shakespeare). EUA: Sony Pictures Classics, 2004. DVD (130min).

Downloads

Publicado

2021-01-29

Como Citar

CARDOSO RIBAS, M. C.; DA SILVA MALAFAIA, R. . Literatura de Cordel e Educação: um mosaico interartístico. PÓS: Revista do Programa de Pós-graduação em Artes da EBA/UFMG, [S. l.], v. 11, n. 21, p. 61–89, 2021. DOI: 10.35699/2237-5864.2021.20633. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/revistapos/article/view/20633. Acesso em: 21 abr. 2021.

Edição

Seção

Artigos - Seção temática