Quando no Oeste construía-se uma Nação

os Povos Indígenas e a formulação de novos projetos nacionais (1937-1948)

  • Thays Fregolent de Almeida Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP)

Resumo

Este artigo busca identificar os nexos existentes entre a Marcha para o Oeste e a construção de um novo projeto nacional, durante o Estado Novo (1937-1945), responsáveis por intensificar a dominação dos povos indígenas e a conquista de suas terras. Para tanto, analisaremos a campanha que culminou no projeto de reconhecimento, ocupação e integração do território nacional, assim como a articulação que incorporou a imagem simbólica dos povos indígenas dentro da construção de um ideal de brasilidade. Destarte, interessa-nos refletir acerca das questões relativas à política indigenista do período, com ênfase no caso da Expedição Roncador-Xingu (1943-1948), ponta de lança do projeto expansionista de Getúlio Vargas.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-01-31