Os tempos da crise em Tucídides

  • Matheus de Paula Silva Departamento de História, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, Brasil

Resumo

Nesse artigo é analisado o conceito de crise na História da Guerra do Peloponeso de Tucídides.  O foco reside em mostrar como o historiador grego, ao relatar a guerra, desenha um quadro de crise, o qual se sustenta através de experiências retiradas de diferentes dimensões temporais (passado, presente e futuro). Em primeiro lugar, a guerra é crítica porque não pode ser comparada com eventos similares na história grega (passado). Em seguida, os fenômenos sociais e naturais desestabilizam toda a ordem social concebida (presente). Por fim, a quebra de expectativa em relação a morte e a constância da natureza humana solapam os modos de experiência (futuro). Em cada uma dessas partes, uma ideia na língua grega ligada ao conceito de crise é analisada, buscando complexificar a caracterização desse fenômeno na obra de Tucídides.   

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-05-31