Para pensar a história urbana

construção das cidades e conflitos ambientais

  • Vivian Prado Pereira UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA
  • Eder Jurandir Carneiro Universidade Federal de São João del-Rei

Resumo

O artigo debruça-se sobre alguns aspectos da trajetória histórica de formação do bairro periférico de São Dimas, localizado na cidade de São João del-Rei, Minas Gerais, refletindo sobre processos conflituosos vivenciados por seus moradores, por meio dos quais procuram construir habitabilidade urbana e ambiental de seus territórios. Mais que descrever processos de construção de territórios urbanos periféricos, busca-se aqui, ao examinar-se a história de um bairro de classes populares, reunir elementos conceituais que contribuam para o enquadramento analítico de tais processos. Entre esses elementos, enfatizam-se a consideração da “espacialidade” como dimensão intrínseca à vida social, as relações entre as modalidades hegemônicas de acumulação de capital e a sistemática produção das periferias urbanas e, por fim, mas não menos importante, as estratégias, conflitos e formas de resistência protagonizadas pelos moradores nas disputas (abertas ou “surdas”, conscientes ou irrefletidas) que se vêm compelidos a enfrentar para se reproduzirem no espaço urbano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vivian Prado Pereira, UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

Doutoranda em Ciências Sociais pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Universidade Federal de Juiz de Fora (PPGCSO -UFJF), mestre pelo Instituto de Planejamento Urbano e Regional da Universidade Federal do Rio de Janeiro (IPPUR - UFRJ), atuou como pesquisadora (2013 - 2014) no projeto Observatório Permanente dos Conflitos Urbanos na cidade do Rio de Janeiro (www.observaconflitos.ippur.ufrj.br), vinculado ao Laboratório Estado, Trabalho, Território e Natureza (ETTERN/IPPUR). Graduada em Psicologia pela Universidade Federal de São João Del-Rei (UFSJ), é membro, desde 2008, do Núcleo de Investigações em Justiça Ambiental (NINJA), vinculado ao Departamento de Ciências Sociais da UFSJ. Atua principalmente na área de sociologia urbana, abrangendo os seguintes temas: conflitos urbanos, conflitos ambientais, formação de periferias, movimentos sociais e estratégias populares de resistência. 

Eder Jurandir Carneiro, Universidade Federal de São João del-Rei

Possui doutorado em Sociologia e Política pela Universidade Federal de Minas Gerais (2003). Atualmente é professor Associado da Universidade Federal de São João del-Rei. Trabalha na área de Sociologia dos Conflitos Ambientais, mais especificamente sobre as desigualdades e conflitos envolvidos nos processos de construção e apropriação de territórios urbanos. No plano teórico, esse trabalho assenta-se nos conceitos de justiça ambiental, conflitos ambientais e território, procurando realizar a crítica das concepções hegemônicas sobre a chamada "questão ambiental". É coordenador do Núcleo de Investigações em Justiça Ambiental (NINJA) da Universidade Federal de São João del-Rei (grupo de pesquisa), que realiza atividades de pesquisa e extensão orientadas para a assessoria a movimentos populares engajados em conflitos ambientais urbanos.

Publicado
2020-05-31