Disputa e conflito entre indivíduos socialmente marginalizados na cidade de São Paulo

uma análise do conto “Malagueta, Perus e Bacanaço” (1963), de João Antônio, e do filme A Margem (1967), de Ozualdo Candeias

  • Vinícius da Cunha Bisterço Universidade de São Paulo

Resumo

Este artigo elabora uma análise comparada do conto “Malagueta, Perus e Bacanaço” (1963), de João Antônio, e do filme A Margem (1967), de Ozualdo Candeias. A aproximação entre o contro e filme se dá pelo fato de que ambos foram produzidos na década de 60 e privilegiam personagens em condição de marginalização social. A análise seleciona sequências do conto e do filme em que situações de conflito entre personagens marginalizados surgem, buscando refletir sobre as analogias formais e contextuais entre as duas obras e o momento histórico no qual se inserem.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-05-31