A epopeia eternizada em bronze

o monumento aos heróis de Laguna e Dourados

  • Mariana Pastana UFRJ

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar a construção da memória política no monumento aos heróis de Laguna e Dourados, inaugurado em 1938, na Praia Vermelha, no Rio de Janeiro. Apesar da iniciativa de construção ter ocorrido na década de 1920, foi somente dezoito anos depois, no Estado Novo, que estes momentos que representam uma dimensão de perda da Guerra do Paraguai tiveram sua memória eternizada em bronze.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-05-31