O processo de invisibilidade do Palácio do Comércio de Porto Alegre

  • Caroline Hädrich Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Resumo

O artigo investiga o motivo do atual desconhecimento por grande parte da população local do edifício do Palácio do Comércio de Porto Alegre. Projetado pelo arquiteto alemão José Lutzenberger e inaugurado em 1940, o edifício possui as características monumentais de um arranha-céus do final do século XIX, e tem em seu interior, interessantes detalhes decorativos, também projetados por Lutzenberger. Atualmente, o prédio é ocupado pela Associação Comercial de Porto Alegre e salas de escritório com funções diversas. Por encontrar-se em uma área central e altamente movimentada, e estar em uso ininterruptamente desde sua inauguração, causa estranhamento o seu apagamento. Ao longo do artigo, será feita uma análise demonstrando como as mudanças entorno do edifício, causadas deliberadamente, através de alterações no plano diretor ou por outras circunstâncias sociais e econômicas, colaboraram para a atual situação.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-05-31