A Alma do Corpo Místico

o papel das relações sociais no conflito entre irmãos carmelitas no Recife setecentista

  • Rafael Lima Meireles de Queiroz Universidade de Brasília

Resumo

O presente artigo tem por objetivo o levantamento de um perfil social dos membros das Ordens Primeira e Terceira do Carmo do Recife, envolvidos em um conflito pela quantidade de dobres dos sinos que a Igreja da Ordem Primeira daria em razão do falecimento de um irmão leigo. Para tanto, optou-se pela análise transversal da documentação epistolar da Ordem Terceira do Carmo do Recife, cruzando suas informações com outros documentos, tais como cartas patentes, pedidos de cargos e ofícios, além de trechos e transcrições presentes em obras historiográficas. A análise visa expor os indivíduos envolvidos na contenda e suas redes de relacionamento, percebendo a importância dos “recursos humanos” distintos, ou seja, daquelas pessoas que detinham a capacidade de exercer certo grau de influência perante os demais na sociedade. Como resultado, é possível conhecer o perfil social dos membros das Ordens Primeira e Terceira envolvidos no conflito e assim compreender a devoção como um meio de integração e condicionamento social que, de certa forma, faz-se presente ainda nos dias atuais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rafael Lima Meireles de Queiroz, Universidade de Brasília
Atualmente cursando História - Bacharelado na Universidade de Brasília. Estou em meu segundo Projeto de Iniciação Científica acerca das imagens da Igreja da Ordem Terceira do Carmo do Recife. Este projeto foi apresentado no II NEMAT, na UFPE. Estagiário no Senado Federal alocado no CEDIT (Conselho Editorial da Gráfica do Senado).
Publicado
2020-05-31