O cotidiano dos indígenas nas páginas criminais – Paraná (1879-1885)

  • Ana Paula Galvão de Meira Mestre em História da Universidade Estadual do Centro-Oeste - Paraná
Palavras-chave: Cotidiano, Crimes, Indígenas.

Resumo

Pelo princípio do cotidiano estabelecido por Michel de Certeau, neste artigo objetivou-se refletir sobre a condição dos indígenas como réus, a partir da leitura de três processos crime que relatam conflitos originados em dois aldeamentos na Província do Paraná, século XIX: Aldeamento das Marrecas, em Guarapuava e Aldeamento São Pedro de Alcântara, em Tibagi. Por se tratar de uma fonte polissêmica, creditamos a capacidade de a mesma contribuir para pensarmos as táticas empregadas pelos agentes sociais frente ao elemento punitivo/repressor.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2016-01-30