A polícia se arma, as caravanas passam: lei, poder e repressão aos ciganos (1898-1908)

  • Camila Similhana Oliveira de Sousa
Palavras-chave: Ciganos, Lei, Repressão

Resumo

O presente artigo é produto da dissertação de mestrado defendida em julho de 2012 pelo Programa de Pós-Graduação em Ciências Sociais da Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. O estudo foi articulado com base no diálogo entre História e Ciências Sociais para refletir acerca da repressão às minorias ciganas em Minas Gerais no período situado ent re o fim do Império e os primeiros anos da República. Para viabilizar tal objetivo, foram empregadas as fontes documentais redigidas pela Secretaria de Interior de Minas Gerais, que fiscalizava a atuação da Chefia de Polícia, responsável por gerenciar a força pública no estado. Nesse ínterim, foram analisados os relatórios produzidos entre 1890 e 1908, caracterizados por uma diversidade de dados estatísticos e um grande universo de detalhes que permitiram estudar o contexto social, político e criminológico que permeava o período assinalado. Diante da documentação mencionada, procurou-se compreender a situação enfrentada pelos grupos ciganos que se deslocavam nas principais localidades mineiras, para então confrontá-la ao discurso das autoridades policiais e do Chefe de Polícia segundo a lógica que rege a construção estereotipada de elementos desviantes, conceito esse edificado por Howard Becker.

ABSTRACT: This article is a product of the dissertation defended in July 2012 by the Graduate Program in Social Sciences at the Pontifical Catholic University of Minas Gerais . The study was articulated based on dialogue between History and Social Sciences to reflect about the crackdown on Roma minorities in Minas Gerais in the period between the end of Empire and the early years of the Republic . To facilitate this objective , documentary sources employed were drafted by the Department of Interior of Minas Gerais , who was supervising the actions of the Chief of Police, responsible for managing the security forces in the state. Meanwhile, the reports produced between 1890 and 1908 , characterized by a variety of statistical data and a large universe of detail that allowed studying the social, political and criminological that permeated the indicated period were analyzed . Given the aforementioned documentation , we tried to understand the situation faced by Roma groups who were traveling in the main mining towns , then to confront her speech to the police authorities and the Chief of Police following the logic that governs the stereotypical construction of deviant elements , this concept built by Howard Becker.

KEYWORDS: Gypsies, Law, Repression.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2015-01-30