“Guerra contra a seca”: cultura política, intelectuais mediadores e semiárido no Rio Grande do Norte (1900-1930).

  • Francisco Ramon Matos Universidade Federal do Ceará
Palavras-chave: intelectuais mediadores, cultura política, discurso da seca.

Resumo

Este artigo aborda uma pequena trajetória do intelectual e político Felipe Neri de Brito Guerra (1867-1951) sobre o discurso da seca nos jornais do Rio Grande do Norte nas primeiras décadas do século XX. Suas principais pautas foram a modernização e progresso do semiárido através da construção de açudes e barragens nas áreas afetadas pelas secas. Suas ideias de combate e soluções a esse fenômeno compõe um segmento de uma cultura política regional na passagem do século XIX, que fomentará o “discurso das secas” como uma categoria histórica. Partimos das leituras da história cultural e política, através das noções como intelectuais, intelectuais mediadores e cultura política desenvolvidas pela historiografia francesa. Nossas fontes serão algumas matérias de jornais do Rio Grande do Norte que Felipe Guerra atuou como jornalista ao longo da vida.  

Palavras-Chave: intelectuais mediadores; cultura política; discurso da seca. 

Publicado
2019-02-12