4F: Hugo Chávez e o "Dia da Dignidade Nacional" na Venezuela (1999-2013)

Resumo

Neste artigo será abordada a produção simbólica na Venezuela contemporânea por meio da cerimônia do “Dia da Dignidade Nacional” criada pelo governo de Hugo Chávez (1999-2013). Serão discutidos os mecanismos de diálogo de Chávez com a sociedade venezuelana com a finalidade de legitimar-se e produzir, em torno de si, um mito político. Para tanto, tomamos como referência os discursos de Hugo Chávez proferidos nas comemorações entre os anos em que esteve na presidência do país. As comemorações, que celebram a tentativa de golpe de Estado encabeçada por Chávez em 1992, são momentos privilegiados em que se evidenciam a importância do discurso patriótico e o recurso à memória social referente principalmente às décadas de 1980 e 1990 – período de convulsões sociais, políticas e econômicas no país – tendo em vista situar o governo Chávez como uma ruptura do passado e a vanguarda da construção de uma nova nação sob sua liderança.

Biografia do Autor

Jorge Luiz Ribas, Universidade Estadual de Montes Claros - Unimontes

Mestrando no Programa de Pós-Graduação em História Social da Unimontes - PPGH/Unimontes

Publicado
2019-02-12