Prolegômenos acerca da noção de imaginário: entre triangulações e potência criativa

  • Cesar Leonardo Van Kan Saad Doutorando em História pela Universidade Federal de Minas Gerais

Resumo

No presente trabalho desenvolvo duas perspectivas analíticas a respeito do conceito de imaginário. Muito mais do que opor duas possibilidades argumentativas, teço um quadro a respeito de dois modos de perceber, entender e analisar o imaginário, tomado em um duplo. Esse duplo, parte da prerrogativa de entender o imaginário, enquanto fenômeno, elemento ontológico do humano, mas ao mesmo tempo, em um sentido epistemológico e filosófico, ou seja, como o conceito de imaginário estrutura, ele mesmo, nas perspectivas adotadas um campo de estudo e investigação. Logo, o imaginário é aqui discutido a partir dessas duas prerrogativas e é com base nelas que desenvolvi as duas seções integrantes do presente trabalho.

Biografia do Autor

Cesar Leonardo Van Kan Saad, Doutorando em História pela Universidade Federal de Minas Gerais
Graduado em Hhistóira pela Universidade Estadual de Ponta Grossa, em 2012. Mestre em História pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente, doutorando em História pela Universidade Federal de Minas Gerais.
Publicado
2019-02-12