Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.
  • O texto submetido atende às diretrizes do Código de Conduta e Boas Práticas do COPE (http://publicationethics.org/): texto do Código em inglês ou sua tradução para o português.
  • Se a pesquisa reportada envolve seres humanos, é anexado documento comprobatório de aprovação da investigação por órgão responsável por avaliar a ética em pesquisas científicas.
  • O texto está em formato .TEX ou .ODT (não são aceitos formatos proprietários, como .doc ou .docx), de acordo com o Comunicado de 13 de setembro de 2011: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/textolivre/about/editorialPolicies#custom-0
  • O artigo não foi publicado nem está em avaliação por outro periódico científico. A originalidade e o ineditismo são cruciais para o trâmite de textos no periódico em questão (um programa anti-plágio será utilizado pelo editor para verificação da originalidade do artigo).
  • Apresenta link de acesso no perfil ORCID (https://orcid.org/) para cada autor.
  • As referências estão de acordo com as normas ABNT e NÃO abreviam os nomes dos autores das obras.
  • As figuras estão adequadas ao Guia de submissão de figuras da revista (https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/Guia_imagens).
  • Anexa documento de texto à parte com a indicação das seguintes informações para cada autor: instituição, faculdade e departamento, cidade, Estado e o país, iD ORCID e, em caso de mais de um autor, o(s) papel(éis) de cada autor na produção de artigo, de acordo com a taxonomia CRediT (link no site).

Diretrizes para Autores

Código de Conduta e Boas Práticas

A revista Texto Livre segue as diretrizes do Código de Conduta e Boas Práticas do COPE (Committee on Publication Ethics) e as submissões devem atender a essas diretrizes: para conhecimento do Código, consulte o texto original em inglês ou sua tradução para o português.

Todas as submissões que contiverem relatos de pesquisas feitas com seres humanos deverão apresentar documento comprobatório de análise do Comitê de Ética em Pesquisa ou de outros órgãos de ética em pequisa, além de referenciá-lo no texto. Para isso, consultar diretrizes éticas internacionais (Declaração de Helsin-que, Diretrizes Internacionais para as Pesquisas Biomédicas envolvendo Seres Humanos – CIOMS) e Brasileiras (Resolução CNS 196/96 e complementares). Tais diretrizes ressaltam a necessidade de revisão ética e científica das pesquisas envolvendo seres humanos, visando a salvaguardar a dignidade, os direitos, a segurança e o bem-estar do sujeito da pesquisa.

 

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão rejeitadas.

O texto submetido atende a todas as exigências descritas nas normas de submissão da revista.

O texto submetido contempla algum aspecto das tecnologias digitais, adequando-se às trilhas (eixos temáticos) do periódico e, quando trata de softwares, atém-se aos softwares livres.

O texto está em formato .ODT (não são aceitos formatos proprietários, como .doc ou .docx) ou .TEX.

O texto não foi publicado nem está em avaliação por outro periódico científico. A originalidade e o ineditismo são cruciais para o trâmite de textos no periódico em questão. Um programa anti-plágio será utilizado pelo editor para verificação da originalidade do artigo.

Os autores devem ter registro no ORCID (https://orcid.org/) e disponibilizar link de acesso no seu perfil.

 

Normas para submissão

[Atualizadas em 25.09.2021]

1. Normas gerais

a) A revista Texto Livre tem como foco publicações originais em área interdisciplinar entre linguagem, educação e tecnologias digitais e aceita submissões de textos inéditos (artigos, relatos de experiência, resenhas, ensaios e traduções).

b) Cada autor pode submeter apenas um texto por número da revista e, tendo tido um texto publicado, só poderá voltar a submeter após o interstício de 3 números ou de 1 ano.

c) O texto não pode ser submetido a outra revista concomitantemente.

d) O texto é inédito (um programa anti-plágio será utilizado pelo editor para verificação da originalidade do artigo). Textos completos já publicados em anais de eventos não são aceitos para publicação.

e) Serão aceitos textos em português, inglês, espanhol ou francês.

f) Os autores devem ter registro no ORCID (https://orcid.org/) e disponibilizar link de acesso no seu perfil.

g) Para textos com mais de um autor, todos os autores devem ser indicados na página de registro da submissão. Incluir, no sistema de submissão da revista, um documento de texto à parte com a indicação das seguintes informações para cada autor: instituição, faculdade e departamento, cidade, Estado e o país, iD ORCID e, em caso de mais de um autor, o(s) papel(éis) de cada autor na produção de artigo, de acordo com a taxonomia CRediT.

h) Para assegurar boas práticas, não será permitido acréscimo ou mudança de autoria durante a etapa de avaliação ou após aceite do texto submetido. Clique aqui para acessar um tutorial de como inserir coautores.

i) No que se refere à autoria, a submissão deve  estar em conformidade com o disposto na Lei nº 9.610, de 19 de fevereiro de 1998: “Não se considera co-autor quem simplesmente auxiliou o autor na produção da obra literária, artística ou científica, revendo-a, atualizando-a, bem como fiscalizando ou dirigindo sua edição ou apresentação por qualquer meio” (Art. 15,  § 1º). Dessa forma, o orientador da pesquisa deve aparecer em nota de rodapé, não como coautor.

j) O texto deverá vir devidamente revisado pelo autor. A comissão editorial reserva-se o direito de fazer nova revisão e de fazer as alterações necessárias. Textos que apresentem problemas de forma, estilo e/ou adequação aos padrões da revista serão rejeitados.

l) Todos os artigos recebem identificação Digital object identifier (DOI).

 

2. Formato

A revista Texto Livre aceita submissões de arquivos em .odt ou .tex (formato do LaTeX). Caso não seja possível enviar o formato LaTeX pelo autor, o texto será convertido pelos editores da revista. Deve-se seguir a configuração:

Tipo de arquivo:

1. Formato Latex, extensão .TEX: o template da Texto Livre pode ser OBTIDO AQUI (o Link abre o site Overleaf® e apresenta o template - para usá-lo no Overleaf você precisará copiá-lo e abrir um projeto seu) . O autor deverá anexar uma pasta .zip com os arquivos (.tex., .bib, .png, .jpg etc.). Além disso, deve-se anexar um pdf anônimo que será enviado para avaliação.

2. Formato Open Documento .ODT. O template pode ser OBTIDO AQUI.

 

3. Formatação

a) Limite entre 5 mil a 8 mil palavras (do título às referências) para artigos. 

b) Para artigos formatados no modelo ODT: formato de página A4, fonte Liberation Sans ou Arial em tamanho 12 (exceto quando indicado outro padrão), espaço entre linhas simples, parágrafos com adentramento na primeira linha de 1,25 cm, margem 3 cm (superior e esquerda) x 2 cm (inferior e direita).

c) O título no idioma original do artigo deve estar em negrito, fonte tamanho 12, centralizado. Sua tradução para o inglês deve vir na linha abaixo, centralizada, em negrito e em itálico com fonte do mesmo tamanho. No caso de artigos em inglês, o título deve vir traduzido para o português na linha abaixo. No caso de artigos em espanhol e em francês, o título deve ser traduzido para o inglês e o português.

d) O texto não pode conter os nomes do(s) autor(es) nem sua afiliação. Caso haja menção no texto e/ou nas referências a obra(s) pertencentes ao(s) autor(es) da submissão, o nome do(s) autor(es) e as referências deve(m) ser substituídos por XXXXX, mantendo-se a data, apenas durante a etapa de avaliação.

e) O resumo no idioma original do artigo deve vir duas linhas abaixo do título traduzido. A palavra Resumo (ou correspondente no idioma original do artigo) deve vir em negrito e sem itálico, seguida de dois pontos. O texto do resumo deve começar após a palavra no mesmo parágrafo. O resumo deve seguir as normas da ABNT NBR 6028:2021: conter objetivo, método, resultados e conclusões do artigo; compor-se de sequência de frases concisas em parágrafo único;  usar verbo na voz ativa e na terceira pessoa do singular; e ter entre 100 e 250 palavras.

f) As palavras-chave devem vir logo abaixo do resumo. A expressão Palavras-chave (ou correspondente no idioma original do artigo) deve vir em negrito e sem itálico, seguida de dois pontos. As palavras-chave devem vir com inicial em maiúsculas, separadas por ponto final, sem negrito ou itálico, finalizadas por ponto.

g) O Abstract e as Keywords em inglês devem vir após esses elementos no idioma original do artigo, seguindo as mesmas instruções de formatação. Nos casos de artigos em inglês, o abstract e as keywords devem ser seguidos de resumo e de palavras-chave em português. No caso de artigos em espanhol e em francês, os resumos e palavras-chave devem ser traduzidos para o inglês e o português.

h) Solicita-se padronizar as palavras-chave utilizando o Thesaurus da área de Educação BRASED para a língua portuguesa e Thesaurus da UNESCO para língua estrangera. Como a revista é aberta à interdisciplinaridade, pode-se utilizar outra base de consulta formal adequada à(s) área(s) em foco.

i) Os títulos das seções devem vir sem recuo, com numeração arábica (com número sem ser seguido de ponto), em negrito e maiúscula apenas no início. A numeração não deve incluir as referências. Entre o parágrafo anterior ao subtítulo e entre o subtítulo e o parágrafo posterior devem ser deixadas duas linhas em branco.

j) Dentro do texto, a designação de títulos de livros deve vir em itálico (maiúscula apenas no início, exceto em caso de nomes próprios); e a de artigos de periódicos, entre aspas.

k) Palavras que necessitem de tradução ou glosa devem vir em itálico, seguidas da tradução ou glosa entre aspas e entre parênteses.

l) Dedicatórias e agradecimentos devem vir após o último parágrafo do texto e antes das referências.

m) As páginas devem vir com numeração.

n) Notas explicativas devem aparecer como nota de rodapé, com numeração arábica contínua ao longo do texto.

o) Em caso de financiamento, o nome da agência deve ser indicada nos metadados do artigo em "Agência fincinanciadora" e, se for do interesse dos autores, em seção no final do artigo.

 

3.1 Ilustrações
a) Tabelas, figuras, gravuras, ilustrações, gráficos e desenhos  devem ser inseridos no texto. Imagens digitalizadas devem ser apresentadas com resolução de no mínimo 300 dpi.

b) Todas as imagens do artigo devem obedecer ao Guia de submissão de figuras da revista.

c) Todas as ilustrações devem ter a autorização do autor no caso de serem terceiros.

d) Materiais provenientes de câmeras digitais devem ter no mínimo 3 megapixels de resolução ótica sem compressão (módulo high definition).

e) Todas as imagens devem ser devidamente numeradas e acompanhadas de legendas e indicação de fonte.

f) A nomenclatura para este tipo de material deve ser: Figura com início em maiúscula  e a numeração progressiva. Exemplo: Figura 1. Imagem do software Gimp. Deve ser colocada abaixo do material em forma de legenda. A fonte de sua origem inserida após a legenda.

g) As Tabelas devem ser acompanhadas de título que permita compreender o significado dos dados reunidos, sem necessidade de referência ao texto, colocado sempre acima do material. Seguir as normas de tabelas do IBGE. Exemplo: Tabela 1. Estimativa de cursos superiores. A fonte de sua origem inserida na parte inferior.

h) As tabelas são organizadas em linhas e colunas, análogas aos eixos cartesianos, definindo células, onde são expostos os dados. Usualmente, tabelas são utilizadas nas áreas científicas para apresentar valores numéricos. Tabelas são elementos que consomem muito tempo na sua elaboração, diagramação e leitura de provas, por conseguinte, devem ser elaboradas com cuidado e usadas com parcimônia. Evite utilizar tabelas longas que se estendam por mais de uma página. Uma tabela deve ser um elemento simples e compreensível para qualquer leitor, deve ser criada com o intuito de facilitar a exposição e comparação das informações. Um trabalho que apresenta mais de uma tabela deve manter consistência na apresentação das mesmas, para assim simplificar a leitura e a comparação entre elas. Muitas vezes a mensagem desejada pode ser passada ao leitor de forma mais eficiente utilizando outra estrutura que não uma tabela, por exemplo uma lista ou uma lista aninhada. Opte sempre pela forma mais simples.

i) Evitar o uso de expressões como "figura abaixo" ou "tabela acima", por exemplo, no texto e empregar sempre a numeração correspondente do elemento referenciado: Figura 1, Tabela 1. 

 

4. Citações

a) As citações devem seguir o sistema autor-data das normas da ABNT NBR 10520:2002.

b) As formas básicas de citação são apresentadas e exemplificadas a seguir:

Autor de citação fora de parênteses: letra inicial maiúscula seguida de minúsculas com ano e página.

Segundo Elia (1979), a Bopp lançou as bases para a identificação do parentesco entre línguas.

Autor de citação entre parênteses: apenas letras maiúsculas com ano e página.

Sabe-se hoje que não é possível sustentar a tese de que o latim vulgar tenha sido homogêneo  (ELIA, 1979, p. 42).

Citação indireta: não usar aspas, mas indicar autor, data e página.

Para Elia (1979, p. 2), há uma relação de parte para o todo entre filologia e linguística.

Citação direta com menos de três linhas: usar aspas duplas, indicando ainda autor, data e página; usar aspas simples para citação dentro da citação.

São chamados de superestratos “[a]s línguas de povos conquistadores que influenciam a língua de povos conquistados sem contudo absorvê-la”  (ELIA, 1979, p. 110).

Citação direta com mais de três linhas: parágrafo com recuo de 4 cm, fonte tamanho 10, sem itálico e sem aspas, indicando ao final entre parênteses autor, data e página.

Como lembra Elia em relação ao método de Bopp,

[u]m dos mais importantes resultados do método foi a classificação genealógica das línguas, segundo a qual um grupo de línguas é reconduzido ao antepassado comum (eslavo comum, germânico comum, latim comum...) do qual aquelas são fases ou diferenciações (ELIA, 1979, p. 5).

Intervenções em citação direta: reticências entre colchetes para supressões; interpolações, acréscimos ou comentários entre colchetes; ênfase ou destaque em itálico.

São chamados de superestratos “[a]s línguas de povos conquistadores que influenciam a língua de povos conquistados sem [...] absorvê-la”  (ELIA, 1979, p. 110).

Citação de mais de uma obra de um mesmo autor publicadas no mesmo ano: acrescentar letra minúscula, em ordem alfabética, após a data e sem espaço no texto e nas referências.

O português tem sido contemplado em estudos românicos no Brasil (ELIA, 1979a, 1979b).

Citação de mais de uma obra de um mesmo autor publicadas em anos diferentes: separar ano por vírgula.

Elia (1961, 1989) tratou da questão do português do Brasil.

Citação de obra com mais de um autor: separar cada autor por ponto-e-vírgula.

As diferenças dialetais entre português brasileiro e lusitano aparecem em diferentes níveis linguísticos (CUNHA; CINTRA, 1985, p. 9-24).

Citação de obras de diferentes autores: separar por cada obra por ponto-e-vírgula em ordem alfabética.

A linguística românica tem sido tratada no Brasil por diferentes acadêmicos (ELIA, 1979; MIAZZI, 1976).

Citação de uma obra extraída de outra obra: indicar autor e ano da citação, colocar expressão apud e indicar autor, ano e página da obra em que foi feita a citação.

Como havia assinalado Meillet (1917-1919, p. 230 apud ELIA, 1979, p. 4), “[l]es romanistes imitent trop souvent la grammaire comparée des langues indo-européennes par ses mauvais cotés”.

e) Para os demais casos, recomenda-se consulta direta ao texto das normas da ABNT NBR 10520:2002.

 

5. Referências

a) As referências devem vir após o último elemento do texto ou após os agradecimentos, quando houver. Devem estar em ordem alfabética sem recuo na segunda linha, com alinhamento justificado e sem saltar linha em branco de uma referência para outra.

b) As referências devem seguir as normas da em vigor. Neste momento é a: ABNT NBR 6023:2018.

c) Não abreviar os nomes do autores nas referências.

d) As formas básicas de referências são apresentadas e exemplificadas a seguir:

Livro: autor(es) (com prenomes e sobrenomes abreviados), título (em itálico) e subtítulo (sem itálico), edição, local, editora e data de publicação.

BERTRAND, Denis. Caminhos da semiótica literária. Tradução: Ivã Lopes e Grupo CASA. Bauru: EDUSC, 2003.

Tese, dissertação ou monografia: autor, título, data, número de páginas, tipo de documento, grau, unidade acadêmica, instituição, cidade e data.

FETTERMAN, Joyce V. Os entornos virtuais da rede social My English Club e suas intervenções nos ambientes presenciais de aprendizagem da língua inglesa. 2012. Dissertação (Mestrado em Cognição e Linguagem) – Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Campos dos Goytacazes.

Capítulo de livro: autor(es), título do capítulo, expressão In:, referência completa do livro e  paginação. Para capítulo de livro do mesmo autor, usar a 5 travessões baixos seguidos de um ponto no lugar do nome do autor. Para organizadores ou coordenadores, emprega-se (Org.). ou (Coord.), respectivamente.

COSCARELLI, Carla Vianna. Ensino de língua: surtos durante a pandemia. In: RIBEIRO, Ana Elisa; MATTOS VECCHIO, Pollyanna de (Org.). Tecnologias digitais e escola: reflexões no projeto aula aberta durante a pandemia. São Paulo: Parábola, 2020. p. 15–20.

Artigo em periódico: autor(es), título do artigo, título do periódico, local de publicação, volume ou ano, número, paginação inicial e final, data.

PEREIRA, Daniervelin Renata Marques; FETTERMANN, Joyce Vieira; CÉSAR, Danilo Rodrigues. O que são recursos educacionais abertos? Limites e possibilidades em discursos. Calidoscópio, v. 14, n. 3, p. 458–465, dez. 2016. Disponível em: http://revistas.unisinos.br/index.php/calidoscopio/article/view/cld.2016.143.09. Acesso em: 25 abr. 2021.

Matéria de jornal: autor(es) (se houver), título da matéria, título do jornal, local, data, seção, caderno ou parte do jornal e paginação correspondente.

SALLES, Wilmar. A língua de Cesária aproxima o Brasil de Cuba e Cabo Verde. Folha de São Paulo, São Paulo, 28 abr. 2001. Folha Ilustrada, Caderno E, p. 10.

Trabalho publicado apresentado em evento: autor(es), título do trabalho, expressão In:, nome do evento, numeração do evento (se houver), ano e local (cidade) de realização, título do documento (anais, atas, etc.), local, editora, data de publicação e página inicial e final da parte referenciada.

SILVA, Fernando Moreno da. Avanços da Semiótica Francesa: Estudos na Comunicação. In: INTERCOM – XII Congresso de Ciências da Comunicação na Região Sul. Londrina: [s.n.], 2011. Disponível em: www.intercom.org.br/papers/regionais/sul2011/resumos/R25-0270-1.pdf. Acesso em: 5 abr. 2021.

Documento de acesso exclusivo em meio eletrônico (bases de dados, sites, programas, mensagens eletrônicas, etc.): autor(es), título do serviço ou produto, versão (se houver) e descrição física do meio eletrônico.

HOUAISS, Antonio et al. Dicionário eletrônico houaiss da língua portuguesa. Rio de Janeiro: Objetiva, 2001. 1 CD-ROM.

d) Caso alguma das obras referenciadas esteja disponível on-line, deve-se necessariamente indicar seus dados: endereço eletrônico, precedido da expressão Disponível em:, e a data de acesso ao documento (dia, mês abreviado e ano completo, separados apenas por espaço), precedida da expressão Acesso em:.

DINIZ, Dilma Castelo Branco. Cartas inéditas de Dom Pedro II a Henri Gorceix: tradução e comentário. Caligrama, Belo Horizonte, v. 15, n. 1, p. 125-142, 2010. Disponível em: http://www.periodicos.letras.ufmg.br/index.php/caligrama/article/view/155/109. Acesso em: 31 out. 2014.

e) Acrescentar DOI do artigo se houver.

f) Para os demais casos, recomenda-se consulta direta ao texto das normas da ABNT NBR 6023:2018.

 

6. Normas de Submissão de Resenha
a) referir-se à obra relacionada ao foco e escopo da revista, publicada nos últimos três anos.
b) ser inédita.
c) ser redigita em português, espanhol, inglês ou francês.
d) conter a identificação completa da obra (referência completa).
e) ter extensão de 10.000 (aproximadamente 3 páginas) a 14.000 (aproximadamente 5 páginas) caracteres (com espaços), incluindo, se houver, referências; citações e referências bibliográficas atendendo as normas gerais de formatação da revista.
f) conter descrição do conteúdo da obra, sendo fiel a suas ideias principais, a seus fundamentos, a sua metodologia etc., bem como análise crítica, ou seja, um diálogo do autor da resenha com a obra.
g) apresentar qualidade textual em termos de estilo e linguagem acadêmica.
h) incluir no corpo da resenha a capa da publicação resenhada (tamanho 200 x 289 pixels).
i) enviar o texto no template da revista.

As submissões das resenhas críticas terão os mesmos princípios e normas de avaliação de artigos científicos.

 

7. Normas sobre de Submissão de Entrevistas
Em consonância com a Resolução nº 510/2016 do CONEP (Conselho Nacional de Ética em Pesquisa), as entrevistas submetidas à Texto Livre deverão conter como anexo, o Termo de Consentimento de Entrevistas (TCE) adaptado, visando isentar a revista de problemas futuros. Sendo assim, o interessado em submeter trabalho na Seção Entrevistas deverá baixar o arquivo do termo em PDF no link abaixo, preenchê-lo, assinar, digitalizá-lo e subir no sistema OJS da revista Texto Livre. Termo em Português (PDF Editável)

 

8. Normas de submissão de Dossiês

Objeto de proposta de Dossiê

a) As propostas de Dossiê deverão ser vinculadas a uma das linhas prioritárias de publicação da revista ou a aspectos emergentes/relevantes no campo interdisciplinar entre linguagem, educação e tecnologias provenientes de estudos e pesquisas.
b) As propostas de Dossiê Temático serão compostas por no mínimo 10 e no máximo 15 artigos inéditos, incluindo prefácios e posfácios, que mantenham entre si uma articulação temática e constituam uma contribuição importante e inovadora para o campo em foco.
c) O Dossiê deverá conter no mínimo 20% de artigos na língua inglesa e 20% de autores internacionais.
d) É vedada a publicação de mais de dois artigos por Instituição.
e) Os proponentes e/ou organizadores poderão ser autores ou coautores de, no máximo, um artigo, que será avaliado como os demais artigos do Dossiê.
f) Cada artigo poderá ter até três (4) autores.

Modalidades de propostas

As propostas de Dossiê são de três modalidades:
Modalidade 1 – Nesta modalidade, os proponentes-organizadores serão externos à Revista e terão a liberdade de escolher o tema e selecionar os artigos do dossiê.
Modalidade 2 – Nesta modalidade, o conselho editorial da revista escolhe o tema e os organizadores que selecionarão os artigos que comporão o Dossiê.
Modalidade 3 – Nessa modalidade, o conselho editorial da revista escolhe e organiza o tema do dossiê, a partir de edital de chamada aberta de artigos.

Proponentes e/ou organizadores

Quanto aos organizadores:
a) No máximo três, todos pesquisadores da Educação Superior, sendo um deles vinculado a Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu.
Cabe aos proponentes e/ou organizadores de dossiê:
a) selecionar os artigos a partir de edital de chamada aberta.
b) organizar o dossiê e corresponsabilizar-se de sua produção editorial durante todas as etapas de seu processo de edição na revista;
c) escrever a apresentação do dossiê temático a ser publicada, em conformidade com as normas da Texto Livre.
Os proponentes e/ou organizadores externos não poderão ter participado de organização de dossiê temático e de artigo na Texto Livre, nos últimos dezoito meses.

Inscrição da proposta

Na proposta de submissão de dossiê, deverá constar:
a) O título do dossiê e um resumo em que se articule o tema ao foco e escopo da revista;

b) Título e resumo de cada artigo segundo as normas da Texto Livre;
c) os nomes dos organizadores e autores e suas respectivas filiações institucionais, endereço, e-mail, e ORCID.
Inscrições com documentação incompleta ou que não atendam aos requisitos destas diretrizes e das normas de publicação da revista serão desconsideradas.

 

9. Concessão de direitos e responsabilidades dos autores

Ao submeter um artigo à Texto Livre e tê-lo aprovado, os autores concordam em ceder, sem remuneração, os seguintes direitos à Revista: os direitos de primeira publicação e a permissão para que a Texto Livre redistribua esse artigo e seus metadados aos serviços de indexação e referência que seus editores julguem apropriados. O mérito, as concepções, ideias, e propostas de qualquer ordem contidas nos artigos são de inteira responsabilidade dos respectivos autores.

Artigos

Compreende trabalhos de cunho científico com uma temática inédita e original. Também acolhe trabalhos que são originados a partir de um estudo também científico que engloba textos que contenham relatos completos de estudos ou pesquisas concluídas ou em desenvolvimento.

Traduções

Traduções de artigos publicados em GPL ou em Creative Commons originalmente.

Resenhas

Textos objetivos com análises críticas de obras publicadas, filmes e vídeos, que sejam publicadas recentemente (dois últimos anos) e sobre os temas contemplados na revista. A resenha deverá ter  de 3 até 5 páginas no máximo. Deve ser inédita.

Entrevistas

Entrevistas nas áreas contempladas neste periódico.

Dossiê

Conjunto de artigos científicos com o propósito temático único, que será definido pelo Comitê Editorial e organizado por pesquisadores especialistas.

Ensaios

Destina-se a um texto argumentativo, que pode ser a apresentação de um estudo ou o desenvolvimento de um tema no escopo da revista.

Política de Privacidade

O autor de submissão à revista Texto Livre cede os direitos autorais à editora da revista (Faculdade de Letras da UFMG), caso a submissão seja aceita para publicação. A responsabilidade do conteúdo dos artigos é exclusiva dos autores. É proibida a submissão integral ou parcial do texto já publicado na revista a qualquer outro periódico.

 

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.