O diálogo como mediador no estágio supervisionado de ensino: uma proposta de uso da Wiki como diário da prática pedagógica

Autores

  • Giseli Duarte Bastos Universidade Federal de Santa Maria
  • Debora Marshall Universidade Federal de Santa Maria
  • Adriano Pereira Universidade Federal de Santa Maria

DOI:

https://doi.org/10.17851/1983-3652.6.1.17-27

Palavras-chave:

Moodle. Diário da Prática Pedagógica. Diário de Bordo. Wiki. Diálogo-problematizador.

Resumo

O diálogo é mediador do processo de ensino-aprendizagem e precisa estar presente na prática pedagógica de acordo com o conceito de educação dialógica de Freire e com o Socioconstrutivismo de Vygotsky. Nesse sentido, a ferramenta Diário de Bordo, do Moodle, quando utilizada nas disciplinas de Estágio Supervisionado dos cursos de licenciatura a distância da Universidade Federal de Santa Maria – UFSM, como Diário da Prática Pedagógica, pode não atender à expectativa de promover diálogo entre os sujeitos, em busca de uma formação docente crítico-reflexiva. Uma solução para esse problema seria a utilização da ferramenta de atividade Wiki, em substituição à ferramenta Diário de Bordo, uma vez que aquela apresenta caráter hipermidiático e possibilidade de escrita colaborativa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Debora Marshall, Universidade Federal de Santa Maria

Mestre em Letras, Universidade Federal de Santa Maria.

Adriano Pereira, Universidade Federal de Santa Maria

Mestre em Ciência da Computação, Universidade Federal de Santa Maria.

Referências

ALBERTI, T. F. Das possibilidades da formação de professores a distância: um estudo na perspectiva da teoria da atividade. Orientador: Sérgio Roberto Kieling Franco. 2011. Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, Porto Alegre, 2011.

ANDRADE, A. F. de; VICARI, R. M. Construindo um ambiente de aprendizagem a distância inspirado na concepção sociointeracionista de Vygotsky. In: SILVA, M. (Org.). Educação online. São Paulo: Loyola, 2003. p. 257-273.

AREA, M. Las Wikis en mi experiencia docente. Del diccionario de la asignatura al diario de clase. Red U – Revista de Docencia Universitaria. n. IV. número especial dedicado a Wiki y Educación Superior en España, 2009. Disponível em: http://www.um.es/ead/Red_U/m4/. Acesso em: 10 jan. 2013.

BRASIL. UAB – o que é. Disponível em: http://www.uab.capes.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=6&Itemid=18. Acesso em: 15. fev. 2013.

DOTTA, S.; GIORDAN, M. O papel do diálogo em educação a distância. In: ENIL ENCONTRO NACIONAL DE INTERAÇÃO EM LINGUAGEM VERBAL E NÃO-VERBAL, 8., 2007, São Paulo. Anais. São Paulo, USP, 2007.

DUARTE, N. Vigotski e o “aprender a aprender”: crítica às apropriações neoliberais e pósmodernas da teoria Vigotskiana. Campinas, SP: Autores Associados, 2001 apud ALBERTI, T. F. Das possibilidades da formação de professores a distância: um estudo na perspectiva da teoria da atividade. Orientador: Sérgio Roberto Kieling Franco. 2011. Tese (Doutorado em Educação). Programa de Pós-Graduação em Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, Porto Alegre, 2011.

FLORES, P. Q.; FLORES, A.; ESCOLA, J. (2008). A Plataforma Moodle no 1º Ciclo do Ensino Básico e no Ensino Superior. In Costa, Fernando Albuquerque. et al (Orgs.). Actas de Comunidade de aprendizagem Moodle. 2007. Portugal. Caldas Moodle 08. EDUCOM. p. 39-49 apud LISBÔA, E. S.; DE JESUS, A. G.; VARELA, A. M. L. M.; TEIXEIRA, H. S.; COUTINHO, C. P. LMS em contexto escolar: estudo sobre o uso da Moodle pelos docentes de duas escolas do Norte de Portugal. Revista Educação, Formação e Tecnologia, Universidade do Minho, Portugal, 2009.

FREIRE, P. Pedagogia do oprimido. 46. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2005.

______. Educação como prática da liberdade. 11. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980.

FREITAS, D. S.; PANIZ, C. M. O uso de diários na formação inicial de professores. Jundiaí: Paco Editorial, 2011.

HOLLY, M. Investigando a vida profissional dos professores: diários biográficos. In: NÓVOA, A. (Org.). Vida de professores. Porto: Porto Editora, 1995. p. 79-110.

KRASILCHIK, M. Prática de ensino de Biologia. São Paulo: Harbra, 1996.

LISBÔA, E. S.; DE JESUS, A. G.; VARELA, A. M. L. M.; TEIXEIRA, H. S.; COUTINHO, C. P. LMS em contexto escolar: estudo sobre o uso da Moodle pelos docentes de duas escolas do Norte de Portugal. Revista Educação, Formação e Tecnologia, Universidade do Minho, Portugal, 2009.

MARQUES, L. P.; MARQUES, C. A. Dialogando com Paulo Freire e Vygotsky sobre Educação. In: REUNIÃO ANUAL DA ASSOCIAÇÃO NACIONAL DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA EM EDUCAÇÃO (ANPED), 29., 2006, Caxambu, Anais... Caxambu, 2006.

MOODLE. O que é o Moodle?. Disponível em: https://moodle.org/. Acesso em: 15. fev. 2013.

MOORE, M. G. Teoria da distância transacional. Trad. Wilson Azevedo. Brazilian Review of Open and Distance Learning. Publicado originalmente em: Keegan, D. Theoretical principles of distance education. London: Routledge, 1993. p. 22-38 apud PETERS, O. Didática do Ensino a Distância: experiências e estágio da discussão numa visão internacional. Tradução de Ilson Kayer. São Leopoldo: Unisinos, 2001.

MORAES, C. R.; VARELA, S. A motivação do aluno durante o processo de ensino-aprendizagem, Revista Eletrônica de Educação, v. 1, n. 1, p. 1-15, 2007.

MOURA, T. M. M. A prática pedagógica dos alfabetizadores de jovens e adultos: contribuições de Freire, Ferreiro e Vygotsky. 2. ed. Maceió: EdUFAL, 2004.

NÓVOA, A. (Org.). Vida de professores. Porto: Porto Editora, 1995.

OLIVEIRA, M. K. Vygotsky: aprendizado e desenvolvimento: um desenvolvimento sócio-histórico. São Paulo: Scipione, 1997.

PESCE, L. P.; PEÑA, M. D.; ALLEGRETTI, S. Mapas conceituais, Wiki, blogs e aprendizagem colaborativa: fundamentos e aplicações. In: SIMPÓSIO IBERO-AMERICANO DE EDUCAÇÃO, CIBERNÉTICA E INFORMÁTICA, 6., 2009, Orlando, Anais... Orlando: 2009. Disponível em: http://www.iiis.org/CDs2008/CD2009CSC/SIECI2009/PapersPdf/X908TI.pdf. Acesso em: 15. jan. 2013.

PETERS, O. Didática do Ensino a Distância: experiências e estágio da discussão numa visão internacional. Tradução de Ilson Kayer. São Leopoldo: Unisinos, 2001.

PORLÁN, R.; MARTIN, J. El diário del professor: un recurso para la investigación en el aula. Sevilla: Díada, 1997.

RODRÍGUEZ-AROCHO, W. El tema de la conciencia en la psicología de Vygotsky y en la pedagogía de Freire: implicaciones para la educación. In: ENCUENTRO NACIONAL DE EDUCACIÓN Y PENSAMIENTO, 10., 2009, San Juan, Anais eletrônicos... San Juan, 2000.

SCHONS, C. H. A contribuição dos Wikis como ferramentas de colaboração no suporte à gestão do conhecimento organizacional. Informação & Sociedade, João Pessoa, v. 18, n. 2, p. 79-91, 2008.

SILVA, M. (Org). Educação online. São Paulo: Loyola, 2003.

TAPSCOTT, D.; WILLIAMS, A. D. Wikinomics: como a colaboração em massa pode mudar o seu negócio. Tradução de Marcello Lino. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2007.

VAN DER VEER, R.; VALSINER, J. Vygotsky: uma síntese. Tradução de Cecília C. Bartalotti. São Paulo: Loyola, 1991.

WILL, D. E. M.; LOCH, M. Mediação pedagógica e diálogo na EAD em um curso online. In: CONGRESSO INTERNACIONAL ABED DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA, 16., 2010, Foz do Iguaçu. Anais eletrônicos... ABED, 2010. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2010/trabalhos1.asp. Acesso em: 10 fev. 2013.

ZABALZA, M. A. Diários de Aula: um instrumento de pesquisa e desenvolvimento profissional. Tradução de Ernani Rosa. Porto Alegre: Artmed, 2004.

Downloads

Publicado

2013-06-11

Como Citar

BASTOS, G. D.; MARSHALL, D.; PEREIRA, A. O diálogo como mediador no estágio supervisionado de ensino: uma proposta de uso da Wiki como diário da prática pedagógica. Texto Livre, Belo Horizonte-MG, v. 6, n. 1, p. 17–27, 2013. DOI: 10.17851/1983-3652.6.1.17-27. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/16627. Acesso em: 5 jul. 2022.

Edição

Seção

Educação e Tecnologia