Semiótica, ciberativismo e paixões nos comentários da fanpage do Movimento Brasil Livre (MBL)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.17851/1983-3652.12.3.209-225

Palavras-chave:

semiótica das paixões, semiótica discursiva, ciberativismo, redes sociais.

Resumo

RESUMO: O presente artigo tem como objetivo investigar as paixões mobilizadas pelo ciberativismo nos comentários da fanpage do Movimento Brasil Livre (MBL). O corpusse constitui de comentários da fanpage, feitos entre os dias 17 de abril de 2016 até o dia 12 de maio 2016, período do impeachment da então presidente Dilma Rousseff. Para compreender o panorama em que estão inseridas as publicações, traçaremos um rápido quadro político, assim como abordaremos teoricamente o ciberativismo. Utilizaremos como referencial teórico-metodológico autores que abordam a semiótica discursiva, tais como Greimas e Fontanille (1993), Fontanille (2015), Barros (1990, 1994), Greimas (2014) e Fontanille e Zilberberg (2001). A partir da articulação entre os fundamentos teóricos e as reflexões resultantes da análise da Semiótica das Paixões, verificaremos como os comentaristas deixam transparecer suas paixões por meio de construções passionais e como essas paixões os movem como ciberativistas nos comentários.

PALAVRAS-CHAVE: semiótica das paixões; semiótica discursiva; ciberativismo; redes sociais.

 

ABSTRACT:This article aims at investigating the passions mobilized by cyberactivism in the comments on the fanpage Movimento Brasil Livre (MBL). Our corpus consists of those comments from between April 17, 2016 and May 12, 2016, period of the Brazilian President Dilma Rousseff’s impeachment. To understand the context in which such publications are inserted, we will draw a rapid political framework, as well as theoretically address cyberactivism. In addition, we will use authors who approach discursive semiotics as theoretical-methodological reference such as Greimas and Fontanille (1993), Fontanille (2015), Barros (1990; 1995), Greimas (1983) and Fontanille and Zilberberg (2001). By articulating the theoretical foundations with the reflections resulting from the analysis of the Semiotics of Passions, we will verify how the commentators leave their passions through passional constructions and how these passions shape them as cyberactivists in the comments.

KEYWORDS: semiotics of passions; discursive semiotics; cyberactivism; social networks.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Natália Silva Giarola de Resende, Universidade Federal Minas Gerais

Doutoranda em Estudos Linguísticos pela UFMG, com interesse pela área de Semiótica e Análise do Discurso. Mestre em Letras, na área de Discurso e Representação Social (UFSJ - 2017), subárea Semiótica (linha francesa) e redes sociais. Possui pós-graduação em Comunicação e Mídias Digitais pela faculdade Estácio de Sá - Rio de Janeiros (2014) e graduação em Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Federal de São João Del-Rei (2013). Tem experiência na área de Comunicação e aulas ministradas nas áreas de Discursos Midiáticos e Eventos.

Referências

BARROS, D. L. P. de. Teoria semiótica do texto. 4 ed. São Paulo: Ática, 1994.

BARROS, D. L. P. de. Paixões e apaixonados: exame semiótico de alguns percursos. Cruzeiro semiótico, Porto, v. 11/12, p. 60-73, 1989/1990.

DICIONÁRIO Michaelis. Disponível em: http://michaelis.uol.com.br/. Acesso em: 21 nov. 2017

FACEBOOK. Movimento Brasil Livre. Disponível em: https://www.Facebook.com/mblivre/. Acesso em: 16 nov. 2017.

FONTANILLE, J. Semiótica do Discurso. São Paulo: Contexto, 2015.

FONTANILLE, J.; ZILBERBERG, C. Tensão e significação. Tradução Ivã Carlos Lopes, Luiz Tatit e Waldir Beividas. São Paulo: Discurso Editorial: Humanitas, 2001.

GREIMAS, A. J. Sobre o sentido II – Ensaios semióticos. São Paulo: Nankin: Edusp, 2014.

GREIMAS, A. J.; COURTÉS, J. Dicionário de Semiótica. São Paulo: Cultrix, 1979. Impresso na Editora Pensamento.

GREIMAS, A. J.; FONTANILLE, J. Semiótica das paixões. São Paulo: Ática, 1993.

LARA, G. M. P.; MATTE, A. C. F. Ensaios de semiótica: aprendendo com o texto. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

MARQUES, F. P. J. A.; SAMPAIO, R. C. Internet e Eleições 2010 no Brasil: Rupturas e continuidades nos padrões mediáticos das campanhas políticas online. Galáxia, São Paulo, n. 22, 2011.

OLIVEIRA, L. A. de. Disputa Eleitoral de 2014: As velhas práticas políticas num contexto de novas configurações midiáticas. In: ASSUNÇÃO, A. L. et al. (org.). As letras da política. Rio de Janeiro: Mauad X, 2015. p. 185-201. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/galaxia/article/view/7065. Acesso em: 08 dez. 2019.

RESENDE, N. S. G. de. As paixões no ciberativismo: as paixões no ciberativismo: análise semiótica dos comentários das fanpages do Movimento Brasil Livre (MBL) e da Frente Brasil Popular (FBP). 2018. 130 f. Dissertação (Mestrado) - Curso de Mestrado em Letras, Universidade Federal de São João Del-rei, São João Del-rei, 2017. Disponível em: https://ufsj.edu.br/portal2-repositorio/File/mestletras/Dissertacao%20Natalia%20Silva%20Giarola%20de%20Resende.pdf. Acesso em: 28 maio 2018.

VEGH, S. Classifying forms of online activism: the case of cyberprotests against the World Bank. In: MCCAUGHEY, M., AYERS, M. D. (ed.). Cyberactivism: online activism in theory and practice. London: Routledge, 2003. p. 71-95.

Downloads

Publicado

2019-12-08

Como Citar

RESENDE, N. S. G. de. Semiótica, ciberativismo e paixões nos comentários da fanpage do Movimento Brasil Livre (MBL) . Texto Livre: Linguagem e Tecnologia, Belo Horizonte-MG, v. 12, n. 3, p. 209–225, 2019. DOI: 10.17851/1983-3652.12.3.209-225. Disponível em: https://periodicos.ufmg.br/index.php/textolivre/article/view/16864. Acesso em: 5 ago. 2021.

Edição

Seção

Análise Semiótica da Comunicação